9 anos, 19 mil posts: O Tijolaço vive do leitor, para o leitor

Uma vez por ano, gasto o tempo e a paciência dos leitores e das leitoras com este registro que me é muito irritante fazer: que este blog, que já deveria se dar por satisfeito em, por tanto tempo, seguir sendo um exército de um homem só, precisa deles para sobreviver.

Agora, porém, é mais que isso, porque há uma grande batalha a aproximar-se e não é apenas preciso estar vivo, é preciso estar forte para travá-la.

Há nove anos, as contribuições – sempre espontâneas e generosas – estão e continuarão a ficar no mesmo valor. É que elas são – e serão – simbólicas e o site aberto a todos.

Mas não tenho contratos de publicidade senão os genéricos, do Google, que, desde o início da pandemia e do aumento de tráfego da internet, passaram a pagar substancialmente menos pela mesma visitação.

Igualmente não tenho propagandas de governos ou de empresas, abertas ou veladas, como os sites da direita muitas vezes têm.

Portanto, tenho de dar um nó na timidez – o que já venho fazendo, publicando número do Pix do Blog – 1943867400109 – e pedir que quem quiser e puder contribua para que eu possa fazer o que há 9 anos e com quase 19 mil posts venho fazendo: dar combate ao modelo político e econômico com que as elites do poder e do dinheiro vem submetendo nosso povo à pobreza e à miséria e nosso país à crise e a um saque quase colonial.

1,5, 10 reais ou um pouco mais para quem tiver folga, cada tostão se soma numa corrente de solidariedade que faz diferença.

Quem quiser fazer as assinaturas simbólicas via PayPal, com o cartão de crédito, pode usar os links da página “Eu quero ajudar” ou por depósito na conta bancária, singular ou programado, para a conta Banco do Brasil 50.629-X (ou algarismo 0, em lugar do X, se o seu banco pedir), da agência 1578-4.

Nada vou dar ao leitor e à leitora em troca senão o que tento dar com ou sem esta ajuda: análise política e econômica sincera e, tanto quanto puder, coerente com os nossos sentimentos de brasilidade e justiça social.

Só o que posso entregar é meu esforço e uma vida que jamais deixou de ter lado e princípios. E que só tem de devolver em gratidão a todos os que tem ajudado a renovar este milagre que são o nove anos este blog.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fernando Brito:
Related Post