A ‘muvuca’ do Leblon é a vergonha dos governantes


Hoje, no programa Bom para Todos, conduzido pela colega Talita Galli, na TVT, comento as cenas da “muvuca” no Leblon, com a reabertura dos bares no Rio de Janeiro – e estão abrindo também em São Paulo – os vetos presidenciais à obrigação de usar máscaras e, claro, a falta de critérios para a escolha daquele que vai ocupar (será?) a cadeira de ministro da Educação.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

6 respostas

  1. O tal engenheiro foi cidadão o bastante pra conseguir acesso ao auxílio emergencial de R$ 600. Faz questão de se dizer “de direita, anti-PT” e tal, mas adora uma ajudinha com dinheiro público…

    1. Mas, já perdeu o empreguinho que tinha na Tesla e o “Engenheiro” está desempregado, não vai demorar nada terá de ir morar na casa da sogra, num “puxadinho”. Do jeito que a coisa vai , os dois já terão de catar latinhas pra sobreviver.
      Ô dó!!!

  2. O mais espantoso é essa senhora achar que o termo cidadão lhe é ofensivo, a ela e a seu par. Cidadania é só para o Zé Povinho, eles se julgam acima disso. É por isso que o Ernesto Araújo diz que o comunismo começou com a Revolução Francesa, certamente porque pregava a igualdade política de todos os cidadãos. Os nazistas diziam que chegaram a Paris para enterrar a Revolução Francesa, que desgraçou a Europa quando instituiu que os judeus eram cidadãos com direitos iguais a todos os outros europeus. Não falta muito e vão espinafrar por aí a Princesa Izabel pelo mesmo motivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.