Kennedy: Lava Jato sabia de ilegalidades e zombava delas

Artigo publicado agora há pouco no blog do jornalista Kennedy Alencar dá uma pista da gravidade que terá a repercussão das revelações feitas hoje em parceria pela Folha e o Intercept.

Sobretudo porque, desta vez, não parte apenas dos “alucinados de Dallagnol”, mas envolve diretamente Sérgio Moro e a Polícia Federal numa conspirata para provocar uma excitação dos ódios políticos e evitar que a nomenação de Lula pudesse abrir uma possibilidade de evitar o impeachment de Dilma Rousseff e mudar o rumo sombrio que tomou o Brasil depois disso.

A Vaza Jato, ao que parece, aproa na direção de Moro.

Leia o artigo de Kennedy:

Lava Jato tramou contra Lula e
Dilma e mudou a história do Brasil

Kennedy Alencar

É gravíssima a reportagem publicada hoje pela “Folha de S.Paulo” e o “The Intercept Brasil” com o título “Conversas de Lula mantidas sob sigilo pela Lava Jato enfraquecem tese de Moro”.

A reportagem revela que Moro, policiais federais e procuradores da República agiram para interferir no processo político a fim de evitar a nomeação de Lula para a Casa Civil no governo Dilma e contribuíram para radicalizar o ambiente político no país, tramando a queda da então presidente do PT do poder.

Leiam a reportagem e os diálogos na íntegra no final deste texto. Procuradores celebram estratégia política e ilegal. Sem humanidade, chamam Lula de “9”, numa referência pejorativa aos nove dedos do presidente, que perdeu um deles em acidente de trabalho. Deixam claro que seguiram orientações de “Russo”, apelido de Moro, que agiu como acusador e não juiz na Lava Jato. Todos demonstram ter ciência de que praticavam ilegalidades e alguns zombam disso no Telegram. Neste episódio, vazaram o que interessava para manipular a opinião publica, criar mobilizações nas ruas contra o governo e envenenar o debate político.

Moro, agentes da PF e procuradores mantiveram em segredo diálogos de Lula com o então vice-presidente Michel Temer na busca de um entendimento para evitar o impeachment. Esconderam também toda a hesitação do petista em aceitar ser ministro da Casa Civil. Quem acompanhou os bastidores de verdade e tinha informação na época sabe que o motivo principal daquela articulação era tentar salvar o governo, não obter foro privilegiado no STF.

Mas a Lava Jato, ciente disso, manipulou a opinião pública e mudou o rumo da história do país para que chegássemos hoje ao governo Bolsonaro. Até agora, muita gente dizia que a Lava Jato contribuiu para o impeachment. Essa reportagem mostra que a Lava Jato atuou para que Dilma fosse derrubada e jogou ilegalmente para prender Lula. Isso não é papel do sistema judicial. É uma forma de corrupção grave. Autoridades públicas têm compromisso com a lei que os criminosos não possuem.

Se as ações de Moro, delegados da PF e procuradores da República são um combate legal à corrupção, o país está frito. Está nas mãos de um estado paralelo que persegue inimigos políticos. Ontem foi Lula. Amanhã serão os críticos desses messiânicos que abusaram do seus poderes.

Se o Supremo Tribunal Federal, a Procuradoria Geral da República, o Conselho Nacional de Justiça, o Conselho Nacional do Ministério Público e o Congresso tinham dúvidas de que precisam tomar providências para investigar e punir crimes e abusos de poder das estrelas da Lava Jato, a reportagem de hoje elimina qualquer hesitação ou objeção a uma resposta dura da parte de nossas instituições.

Leiam a reportagem. Vejam os diálogos da Lava Jato sobre conversas de Lula. Leiam os resumos de conversas grampeadas de Lula com Temer e aliados.

Tirem suas conclusões se são métodos de um Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal de uma democracia plena ou de uma república de bananas. A lei e o jornalismo devem valer para todos. A Vaza Jato está dando uma contribuição ao combate à corrupção no Brasil. Só não enxerga quem não quer.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. De pleníssimo acordo com Kennedy. Essa é a revelação mais grave até agora.
    Agora, ou Moro prova que as conversas são falsas, ou foge enquanto é tempo.
    Quem ainda o apoiar daqui por diante, estará se declarando cúmplice da tramoia.

  2. O Estado Democrático de Direito foi para o balde junto com o golpe de 2016. Portanto o vocábulo “democracia” não pode ser usado quando se fala de nosso país e de suas ridículas instituições totalmente corrompidas.

  3. Por que o PT não convoca a UNE, a CUT, o PCO, os movimentos dos Sem Terra e do Sem Teto, os milhões de desempregados… Para acamparmos nas portas do ‘MINIstério’ PRIVADA, do STFede e da máfia DIABOza golpista de sempre da Rede Globo?
    Resultado: somente assim LULA LIVRE!

    EM TEMPOS TENEBROSOS:
    não esquecer que o infame psicopata ‘SUJO mor(T)o’ ainda não entregou o pacote completo ao consórcio transnacional do golpe!
    Sim, o eterno presidente Lula corre iminente risco de morte!
    O assassinato anunciado!
    Mesmo porque máfia é máfia!
    E golpe não tem retorno!
    Acorda Brasil!
    “Getúlio Vargas vive”!
    Enquanto houver tempo!

    1. Já que a mídia está tão preocupada com o Estado de Direito, porque ELES não fazem essa campanha? Por um motivo muito simples: Lula que mofe na cadeia, desde que os amigos do PSDB fiquem livres! A campanha agora é #PSDBLivre

      1. … Para a justiça de merda desta republiqueta em frangalhos “bandido bom é bandido Tucano solto”!
        Lá isto é justiça, sô?

    2. O problema é que a grande mídia não divulga os movimentos da esquerda e a imensa maioria do povo não fica sabendo. Os que têm acesso às mídias progressistas são muitos em termos numéricos, mas muito poucos em termos proporcionais, em relação ao total da população. Sem contar que a maioria do povo sequer tem tempo e condições financeiras para se locomover para ir a manifestações.

    1. Não é golpe, pois o ordenamento jurídico se manteve. Não existe nova constituição. O que aconteceu foi o que sempre ocorreu para os pobres na cara de todos e nunca se fez nada contra isso: a lei vale quando interessa.

  4. Nada como uma aprovação da reforma da previdência pro jornalismo voltar a funcionar, não? Agora que as empresas jornalísticas dependem menos do governo pra aprovarem o saque do lombo do povo, voltaram a fazer “denúncias”. Claro que elas servem pra deixar Aécio, Alckmin e Serra longe das grades e o Nordestino retirante que mofe na cadeia. Sinceramente, tem que ser muito ingênuo pra achar que o Brasil vai ser sério algum dia.

  5. Os rapazinhos estavam cheios da mesma noção de justiça que animava o seriado de TV Maverick, famoso por se transformar em ideologia através dos teóricos desparafusados do novo conservadorismo americano.

  6. URGENTE: o DIABOzo passou o cargo para o Mourão na mesa de cirurgia!
    Diagnóstico: Mourão vem aí

    1. URGENTE II
      Não foi golpe!
      O golpe é continuado!
      Portanto, o eterno presidente Lula corre iminente risco de morte!
      Mesmo porque máfia é máfia!
      E golpe vagabundíssimo perpetrado por canalhas não tem retorno!
      Atenção Brasil, “Getúlio Vargas vive””!
      Povo trabalhador nas ruas, enquanto houver tempo de impedir a tragédia anunciada!

  7. Que gente ridícula, esses procuradores e o juizeco. Quando é que o estado brasileiro vai fazer a auto análise para ver os erros grosseiros e atentados que foram cometidos por seus membros e, puni-los de forma exemplar. Hoje está sendo posta à mesa mais uma oportunidade para o país ser passado – literalmente – a limpo.

  8. E o Gil Mala sem Alça?? Ele na certa deve estar furioso, pois pimenta só no dos outros é que é bom. não é mesmo. Se ele e seus pares como o m… do Fachino, sabiam das maracutaias praticadas por estes picaretas da Lava Jata, então dá para perceber que pimenta no dos outros é refresco, mas agora a coisa virou. Não escapou nem suas caríssimas esposas.

  9. Desde que comecei a acompanhar essa zorra toda, a cada dia aumentava a minha convicção de que tudo não passava de uma trama criminosa e que a Lava Jato não passava de uma quadrilha sob o comando de um bandido de toga.
    Eis o que agora se comprova. Que a Lava Jato sempre foi, e é, uma quadrilha sob o comando de um bandido de toga.
    Agora, algumas coisas que gostaria de saber dos adoradores de Sergio Moro e Jair Bolsonaro:
    1. Vocês estão satisfeitos com as desgraças que seus santos de pés de barro causaram ao Brasil e aos brasileiros?
    2. Quem é mesmo que tem bandido de estimação?
    3. Cadê o Queiroz?

  10. Aguardando a frase histórica, canalha e cínica do advogado da Globo no STF, Barroso, sobre os novos vazamentos do intercept: “há mais fofocas do que fatos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.