Lava Jato na berlinda; Dallagnol no centro do ‘powerpoint’

Parece que está se aproximando a hora do ajuste de contas com os abusos da Lava Jato e, naturalmente, a de se tomar uma decisão sobre a suspeição de Sérgio Moro no julgamento do ex-presidente Lula.

A onda de más notícias para o MPM – o ministério público do Moro – começou pela encrenca que se formou a partir da recusa do grupo de promotores do Paraná em entregar o conteúdo das apurações que embasaram o festival de denúncias apresentadas às 13a. Vara Federal de Curitiba.

Já está claro que o compartilhamento destas informações com os membros Ministério Público que detêm o privilégio de ação nos tribunais superiores não só seria natural como fora judicialmente utilizado.

A seguir, o site jurídico Conjur revelou a compra, pela Lava Jato, de aparelhagem própria de interceptação telefônica – para eventual “grampo” não judicialmente autorizado – e uma inacreditável história de que o “esqueceram ligado” por mais de dois anos. De quebra, há denúncias de manipulação de processos judiciais.

Ontem, veio a reportagem do The Intercept e da Agência Pública revelando que a Força Tarefa da Lava Jato, contrariando expressa disposição legal, trabalhou em parceria informal com agentes do FBI. A defesa de Lula acába de pedir ao ministro Edson Fachin que autorize o compartilhamento das provas da Operação Spoofing, que recolheu dos hackers de Araraquara os diálogos contidos nesta denúncia.

E, por último, a marcação, para semana que vem, do julgamento de Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público pela exibição do powerpoint, no qual o ex-presidente Lula era apontado como o chefe d uma organização de captação de propinas, acusação da qual já foi absolivido pela Justiça, em Brasília.

Se a detratação pública de alguém, em espetáculo para as redes de televisão, por uma acusação que se provaria falsa não resultar em punição administrativa, então o Ministério Público pode acrescentar entre suas atividades a destruição moral dos cidadãos brasileiros.

Em resumo: o conjunto de acusações que pesa sobre a Força Tarefa acaba por lembra o mesmo powerpoint usado por Dallagnol: todos os indícios apontam para ilegalidades, abusos e um furor destruidor incompatível com as funções do Ministério Público. Resta saber se o MP vai consagrar o banditimo de seus próprios integrantes.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. Eu não consigo acreditar em nenhuma punição séria pra esses canalhas. Se houver será uma coisa pífia, ridícula, um escárnio a mais. Não creio, porque a demolição da Lava Jato será a demolição do golpe e de TUDO que se disse contra Lula e o PT. A desgraça de Moro e sua quadrilha será arrasadora para todos os golpistas, da Globo até o Bozo. Tomara que eu esteja errado, mas também não acredito na decisão pela suspeição de Moro.

  2. E por que esse diversionismo, requentando essa “operação controlada” do ACIG e dos operadores locais dele m Pindorama? Vaza Jato 2? Limited hang-outs pululando na chamada “blogosfera progressista”? Não há novidade alguma nessas “revelações” acerca da ORCRIM lavajateira. Enquanto isso os os mais atentos estamos destrinchando os cadernos – cada uma com mais de 400 páginas – com as contas CC5 do BANESTADO, por meio das quais empresários, donos de veículos do PIG/PPV, políticos de todos os espectros e matizes, oligarquias escravocratas, plutocratas, cleptocratas, privatistas e entreguistas (incluindo as do sistema judiciário, envolvendo procuradores, advogados, juízes de todas as instâncias), et caterva sonegavam impostos, evadiam divisas e repatriavam dinheiro de origem ilícita. Basta acessar o portal Duplo Expresso e baixar os arquivos PDF. Tem Luis Roberto Barroso, o tucanato de alta plumagem, Jorge Paulo Lehmann, Rodrigo Maya, Davi Alcolumbre e mais um monte de figurões.

  3. Eu não consigo acreditar em nenhuma punição séria pra esses canalhas. Se houver será uma coisa pífia, ridícula, um escárnio a mais. Não creio, porque a demolição da Lava Jato será a demolição do golpe e de TUDO que se disse contra Lula e o PT. A desgraça de Moro e sua quadrilha será arrasadora para todos os golpistas, da Globo até o Bozo. Tomara que eu esteja errado, mas também não acredito na decisão pela suspeição de Moro.

    1. Creio que, infelizmente, tens razão! Vivemos em um país de uma elite de canalhas, com raras exceções, que se juntam para roubar, entregar seu povo pobre e inculto , deixando-o sempre numa situação de miséria econômica e cultural.
      É uma elite canalha como havia na China, que despreza o povo chamando-o de bando de ladrões, sujos e canalhas, exatamente como eles (a ELITE) são moralmente! Mas, até hoje, conseguiram enganar esta massa sem eira nem beira, e isto vai longe. Talvez, quando os capitalistas caírem no buraco de uma convulsão social em escala mundial, eles naufraguem em suas próprias fezes

  4. Eita! As informações dos hacker de Araraquara estão nos equipamentos que sumiram? Eu aposto que sim. Por isso já vou começar avaliando positivo.

  5. Atenção: procurador da Lava Gato, que sabe de tudo, não serve para todos, faça uma denuncia anônima ou até mesmo uma delação premiada para salvar sua pele.

  6. Não paga para sonhar né? Mas conhecendo o Brasil e nossas “instituições” QUANDO que danoninho ou qualquer membro de sua ORCRIM vai ser condenado por seus pares ? NUNCA né ? Aliais, qualquer membro do MP, mais bandido que seja, ser condenado pela CNMP — que serve apenas para cuidar dos interesses (financeiros) da categoria — só de estiver muito fora da panelinha. Os blogs progressistas fazem chamada dessa farsa e logo vamos ver danoninho e toda sua gangue na mídia — absolvido completamente — com discurso que a lava jato é honesta e a condenação de Lula foi dentro da lei.

  7. E por que esse diversionismo, requentando essa “operação controlada” do ACIG e dos operadores locais dele m Pindorama? Vaza Jato 2? Limited hang-outs pululando na chamada “blogosfera progressista”? Não há novidade alguma nessas “revelações” acerca da ORCRIM lavajateira. Enquanto isso os os mais atentos estamos destrinchando os cadernos – cada uma com mais de 400 páginas – com as contas CC5 do BANESTADO, por meio das quais empresários, donos de veículos do PIG/PPV, políticos de todos os espectros e matizes, oligarquias escravocratas, plutocratas, cleptocratas, privatistas e entreguistas (incluindo as do sistema judiciário, envolvendo procuradores, advogados, juízes de todas as instâncias), et caterva sonegavam impostos, evadiam divisas e repatriavam dinheiro de origem ilícita. Basta acessar o portal Duplo Expresso e baixar os arquivos PDF. Tem Luis Roberto Barroso, o tucanato de alta plumagem, Jorge Paulo Lehmann, Rodrigo Maya, Davi Alcolumbre e mais um monte de figurões.

  8. Enquanto isso, um ano do julgamento inconcluso da parcialidade do Moro. Tenha o mínimo de coragem STF de dar os direitos políticos do Lula.

  9. Procuradoria Geral da República e Ministério Público, todos acovardados. Mijam na roupa de medo ou por algum rabo preso. Lembram-se do Janot? Pois é né, tem mais,. Temos um Supremo acovardado, acoelhado e talvez alguns dos seus integrantes (dizem a boca pequena) que tem o rabo preso.

  10. Este rapaz, investido de responsabilidade pública que o estado brasileiro lhe confiou, resolveu julgar por seu alvitre que o interesse de outro país seria um excludente de ilicitude que o autorizaria a ignorar o ordenamento jurídico de seu próprio país, ao qual devia estrita obediência. Quanta cadeia for dada a ele ainda será pouca diante da ousadia inacreditável de seus atos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *