O processo está em marcha. Propaganda não o deterá

Por debaixo das ruas de aparência tranquila, com pessoas silentes e quase nenhuma propaganda eleitoral, que os “limpinhos” conseguiram banir e deixa a eleição como festas junina sem bandeirinhas, há duas correntes fluindo.

Dá para perceber a radicalização da parcela sempre conservadora da classe média, aquela mesmo que sempre apoiou candidatos de direita – desde o Brigadeiro Eduardo Gomes, de Lacerda e de Fernando Collor.

Não são mais, não são menos. Por isso, não se assuste ao vê-los, porque são os mesmos que você vê desde há anos, na Paulista, em Copacabana, na Boa Viagem.

Apenas encontraram maneiras de perder a vergonha de serem o que são, com suas velhas e desacreditadas bandeiras: a corrupção, a “família”, os valores cristãos que  arrotam e não praticam. Dizem querer a paz e apologizam a prisão, a bala, a tortura e  a morte.

Estão mais assustadores, de fato, mas o susto é tão grande quanto o medo que se tem.

É verdade que nela sempre houve uma dissidência importante, e dela veio a maioria de nossos pensadores, escritores, músicos…

Eram os amigos do povo, de sua cultura, de sua diversidade, do jeito acolhedor e tolerante de uma gente que  na carteira e na despensa tinham pouco, muito menos que tinham no coração e nos gestos.

Os “tribalistas” que segmentaram os desejos de liberdade, respeito, afirmação e tolerância de nossa gente fizeram, em parte, isso perder o rumo, e só a ameaça da barbárie nos permitiu que, de alguma forma, ao menos não estejam todos dispersos, porque antes da afirmação da diferença, maior é a necessidade da afirmação da igualdade da condição humana.

Isso ficou bem claro no belo movimento #EleNão, que relembra aos esquecidos de que o inimigo não é o que vive ou pensa diferentes, mas o que tenta impedir que se pense ou se viva como  se desejar a própria vida.

A  outra corrente,  muito mais caudalosa, é o nosso povão.

Ele sabe, quase que por instinto, onde estão os caminhos da sobrevivência e por isso, contra o nariz torcido dos “sabidos”,entendeu os sinais de Lula, mesmo preso e silenciado.

Lembro o que escreveu Samuel Wainer, em suas memórias (Minha Razão de Viver), sobre a campanha de Getúlio Vargas, em 1950:

“As multidões não portavam cartazes, não bradavam palavras de ordem, não exibiam [achava ele] consciência política. Eram, apenas, getulistas. Isso era tudo – e não era pouco. Não pediam terra, não pediam pão. Pediam Getúlio e nisso resumiam todas as suas aspirações. ‘Getúlio!’, uivavam centenas de milhares de pessoas(…). Era um uivo e, pelo resto de minha vida eu me lembrarei daquele som que vinha do fundo da alma do povo.

Os dados do Datafolha de ontem, já registrados aqui, são este retrato, agora, digitalizado em pesquisas.

Não é à toa que se prestam às maiores violências e às mais desavergonhada manobras para evitar que a voz, que  as palavras de Lula lhes sirvam de guia.

Entramos na semana do embate final e não há mais tempo ou desculpas para a vacilação, pois restaram dois lados, apenas.

Cada indecisão, cada decepção desmobilizadora, cada vacilação deve receber uma mão estendida e um convite: por favor, por dever, por amor, venha com o povo brasileiro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. Pessoas como você, como o finado Paulo Nogueira do dcm, o jovem Leo Stoppa hj…que vou classificar não como jornalistas, mas “decodificadores de corações”. Parabéns! Esse é o retrato do Brasil que eu acredito!

  2. E se alguma coisa útil que essa desgraça golpista que se abateu sobre nós trouxe, foi a percepção do que representa a figura de Luis Inácio Lula da Silva…não só no Brasil, mas como um dos grandes da História Mundial.

  3. Somos uma maioria que no silencio na paz e na tolerância vamos fazendo nosso caminho,mas por que tem que ser assim ???
    por que temos que sofrer tanto para conseguir aquilo que é o nosso direito?
    Não quero ser o cara que bota àgua fria na fervura,mas quando é que mudaremos ao ponto de eles terem medo de SANGRAR??
    Os delinquentes só temem a morte,enquanto ela só acontece com os outros (nós) tudo bem,na hora que eles têm a certeza que qualquer injustiça será respondida,eles se acovardam.
    Não é porque eu goste,é assim que o mundo funciona

  4. É DE ENCHER OS OLHOS DE LAGRIMAS, VC FOI PERFEITO EM SUA ANALISE GRANDE BRITO. PRECISAMOS DE TODOS POR AMOR AO POVO BRASILEIRO.

  5. Com o povo, para o povo, e sempre o povo. Não há razão para n pedir voto no HADDAD-LULA-13, o povo é o protagonista da verdadeira democracia. Para o país seguir mudando para melhor sempre !

  6. Enquanto isso, o coronel (Ciro) dizendo que é uma aberração o Lula querer dar entrevista. Na verdade, a mídia quer ouvi-lo e sobretudo os milhões de brasileiros que o apoiam.

  7. O jardineiro que cuida das minhas plantas me disse hoje que os bandidos da favela onde ele mora vão votar no Bolsonaro porque ele vai liberar as armas e tudo vai ficar mais fácil para eles. Nem preciso tecer comentários depois de uma dessa nao é mesmo. O capitão diz que vai liberar as armas para conter a violência e vai armar ainda mais os bandidos.

  8. A direita sempre comete o mesmo erro na sua fúria ensandecida contra o PT. Pensam que o povo é burro.
    Em que governo vc fez 3 refeições ao dia com a mesa farta de comida ?
    A diferença entre comer e não comer é muito grande, PSDB.
    Sempre pensam que o povo é burro de cair nessas lorotas do psdb e de jornalistas que ganham todos mais de 50 mil por mês e tem 3 ou 4 empregos. Isso qdo não ganham milhões como Bonner, Datena, Faustão.
    O Fernando CAPAZ de roubar a comida do povo é do psdb. Ladrão de merenda. Se rouba as crianciancinhas imaginem o que não faz com os adultos.
    Já sei, é tudo culpa do pt e o Alckimin não sabia de nada.
    Mentiras não são pratos de comida. Mentiras não enchem barriga. Qtas famílias não terão nem mistura para comer no natal, qto mais para comprar um panetone mixuruca para uma criança da família.
    Parem de menosprezar a inteligência do povo pobre.
    Em que governo vc comia bem ? Nos governos do FHC, do Temer.
    A diferença entre PT e PSDB está entre comer e não comer. Não dá para negar a fome.
    O psdb só se importa com os banqueiros coleguinhas do Pedro Malão, do Arminio Fraga.
    O povo não é burro. Vcs não vão conseguir enganar o povo.
    Comer é uma boa metáfora para distinguir pt do psdb.

  9. Amei, Fernando Brito! Acabei também de ler um artigo seu, sobre a sua saída do PDT, em 2013. Realmente esse PDT já não é mais o de Brizola há muito tempo. #EleNão #EleNunca

  10. Fernando Brito,
    Eu não consigo achar no datafolha o nível de conhecimento dos candidatos. Esse dado é importante, pois Haddad ainda não pegou todos os votos dos que dizem votar em quem Lula indicar.

  11. Lula não precisa dizer nada. Seus algozes precisam gritar e atacar feito psicóticos, tentando parecer culto e inteligente . Só tentando. Perderam o principal que é o respeito e a credibilidade. Não adianta ser eloquente, ostentar anel, ou citar livros e viagens nos discursos.
    São apenas farsantes. Como uma nota falsa de dinheiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.