Ordem para não “repetir merenda” de crianças foi do Governo Dória

meren

Ontem, quando a Folha repercutiu a matéria do jornal Agora, mostrando que as crianças de uma escola pública paulistana estavam tendo a mão marcada a caneta para não repetirem a merenda, a Secretaria de Educação do governo Dória disse a repetição só era restrita quanto “aos alimentos industrializados, por razões nutricionais”.

Mentira. Houve uma ordem generalizada para proibir a repetição de merenda em todas as escolas do município. Inclusive nas Emeis, as de educação pré-escolar, para crianças de até 5 anos de idade.

Na Emei  “Professor José Vicente da Cunha”, no modesto Jardim Imperador, a direção chegou a enviar um comunicado aos pais avisando da proibição de repetir a merenda e até a do bolo com que comemorava o aniversário das crianças nascidas a cada mês.

Claro que, em tese, os administradores escolares podem controlar a alimentação, para evitar excessos ou que acabe faltando algo para alguma criança. Mas é uma ordem, como se vê, “superior” e generalizada.

A empresa que passou a responder pelo fornecimento da merenda é a Comercial Milano, a mesma que, aqui no Rio, andou envolvida em fraudes no fornecimento de alimentos ao Estado na gestão de Sérgio Cabral.

Gestão, com João Dória, não inclui digestão, pelo visto.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. É monstruoso o nível de mesquinhez dessa turma. Os filhos desses filhos do Cunha deveriam ser OBRIGADOS a estudar em escola pública e compartilhar as mesmas condições materiais que as crianças mais necessitadas. Mas, com pais dessa “estirpe” duvido que aprenderiam alguma coisa.

  2. Brutalmente nojento.
    Ninguem, jornalista nenhum vai ter a vergonha na CARA de perguntar a algum secretario dessa area do prefeito anterior… qual que era o custo disso?
    E qual era o sobrecusto marginal incorrido pela FOME das crianças pela REPETIÇAO, ai incluidos os de 1 a 5 anos?
    Brutalmente nojento. E periodistas distraidos e periódicos tambem.
    Tenho mania de procurar antecedentes históricos q façam um paralelo com fatos de agora.
    Para esse caso ai, o 1º paralelo que me ocorre, francamente, é o Dachau, Auschwitz e Buchenwald.

  3. Politico que contrata empresa envolvida em fraudes já deixa a desejar. Um “jestor”, então, nem se fala. Dize-me com quem andas…
    Canalhas, canalhas, canalhas!

  4. Fiquei pensando numa postagem acima, afinal o que realmente pensavam os pais dessas crianças quando votaram no doria ? E no alckmin ?

    Pois é ……até a Marta seria menos cruel, aliás, convém lembrar que a Marta ( quando ainda era do “corrupto” PT ) fez uma das melhores administrações municpais do país quando o assunto era assistência à população mais pobre de São Paulo.

    Vale a indignação, óbvio, por conta da criançada, mas que os pais delas mereciam um dia no tronco, isso mereciam, via ser burro assim na pqp.

  5. a alienação é a pior desgraça dos oprimidos. Éstá aí esse ataque generalizado da direita contra as escolas, universidades, locais de aprendizagem. Ah! E a esquerda? Continua repetindo o discurso burguês de que a escola pública não cumpre seu papel porque não consegue replicar conteúdos elitistas para as classes populares. Mas a resistência tem saído da educação pública, não é [email protected]? Paulo freire galera, leiam Paulo freire!!!!!

  6. Quatro palavras: “Eleito no primeiro turno”.

    E não vem com história de que quem ganhou foram os votos brancos e nulos. Dória (assim como Alckmin) ganhou no primeiro turno. Porque a população de SP abandonou o Haddad em SP como fez com Dilma.

    Sou de São Paulo e sofro com falta de transporte público e tudo mais. Mas digo uma coisa: O Paulistano e o Paulista merecem TUDO de ruim que acontecer! O cara nem carro tem e reclama de indústria da multa do PT.

    Esqueçam São Paulo… não gastem bytes com isso… até o Mano Brown já desistiu.

  7. Vou me ferrar junto, mas estou achando pouco, tem que cortar a merenda deste bando de paulista burro, ele foi eleito com o voto de todos esses pobres, agora
    aguenta povão. e mais 3% de aumento do diesel de presente pra Suvs dos que pensan que são ricos e pros caminhoneiros, é bem feito, pediram, agora tão ganhando.

  8. Com a palavra o Fernando Haddad para explicar se justa cortar alimentação de merenda escolar de crianças de 1 a 5 anos. Acredito que os pais dessas e de outras crianças que votaram no Dória devem estar perplexos e arrependidos.Logo, logo virá um desmentido afirmando que houve interpretação errada pelas administrações das escolas. Taxar esse ato como canalhice é pouco. É ódio de pobre, mesmo…

  9. – Triste é esse povão que não tem alguma coisa de informação…e assiste o PIG mentiroso…como sempre…alienar a seus EGOS de honestos e foder os BRASILEIROS
    cair e ficar com dúvidas que esta certo ou NÃO…

  10. Pena que as crianças sofrerão por conta da burrice dos pais. Votar num féla desse para prefeito…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.