16% de vantagem de Lula no Ipec levam Bolsonaro ao desespero

A boca do jacaré está se abrindo em favor de Lula.

Mais importante do que a ampliação da vantagem da candidatura Lula, que sobe mais um, para 16 pontos (47% para 31%) é que ela já coloca, outra vez, o ex-presidente no limite da margem de erro para liquidar a eleição no primeiro turno, com 52% dos votos válidos, ante 34% de Bolsonaro.

Lula segue crescendo entre os mais pobres e passa a evoluir também entre a classe média baixa (41% a 39%),

A pesquisa ainda não registra movimentos do chamado “voto útil” de eleitores de Ciro Gomes e Simone Tebet, mas é inevitável que apareçam, à frente.

A radicalização previsível de Jair Bolsonaro vai empurrar para isso, é inevitável, seu eleitorado não vai se desfazer e não é crível que qualquer dos dois possa vir a um segundo turno.

Lula está sinalizando um governo de centro, como foram as suas duas experiências no Planalto, porque sabe que não pode alimentar o extremismo de direita em que fomos lançados por Jair Bolsonaro.

O eleitor quer isso e a prova é que a vantagem de segundo turno, em que a vantagem de Lula cresce para 54% a 35%. o que dá 61% dos votos válidos.

A Bolsonaro resta agitar o radicalismo tentar “melar” o resultado das urnas.

O desespero será a marca das duas semanas finais da eleição.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email