Alckmin, Serra e lentidão seletiva

Parece ser uma constante entre os tucanos. Aécio Neves, José Serra e, agora, Geraldo Alckmin, só são alvos de medidas policiais-judiciais depois de politicamente mortos.

A esta altura, parece ser uma manobra publicitária, mais que uma investigação policial, como para provar que a lei seria para todos.

No caso de José Serra, tudo indica que o destino será a decretação da prescrição judicial.

No de Alckmin, correndo pela Justiça Estadual, pouca gente acredita que o indiciamento vire denúncia e menos ainda que vire uma ação e, se virar, que chegue a termo antes de ter o mesmo destino.

O ex-governador que perdeu o partido que controlava – depois de tê-lo tomado de um Aécio Neves em desgraça – para o escorpião Doria é só mais uma destas figuras que passa pela política sem deixar qualquer significado.

Sobra do PSDB apenas Fernando Henrique Cardoso, que nunca foi processado, mas que já foi julgado e condenado pela população ao ostracismo.

A direita agora é outra, tão entreguista quanto aquela, mas mais feroz.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. Isso é apenas tentativa de renovação no reino da enrolação. É como se dissessem: Nós sabemos que eles são corruptos. Mas não vamos puni-los. Apenas estamos dando um recado a eles: Seu tempo como tucanos já passou. Agora vamos experimentar caras novas.

  2. O que dá para perceber é que nossa “justissssa” em todos setores está contaminada pelos tucanos.
    A justissa do Brasil com os tucanos é só depois de prescrever. A Vide ai, Aécio pó, Çerra, Paulo Preto e muitos e muitos picaretas. A NOSSA JUSTIÇA É UMA VERGONHA. Esta turma da Justisssa do Brasil sabem que é uma vergonha, mas, são tucanos também .

  3. Caro Brito, insisto e por favor me leia:

    Brito, o mensalão foi uma farsa….quem operava era o PSDB e o jogo combinado foi pra lascar o PT e proteger a máfia. Máfia em MG, inclusive no judiciário, figuras importantes……ex Presidente do STF inclusive……desconfio que alguns(as) ainda têm assento naquela corte, https://www.diariodocentrod

    Ciro é quinta coluna.

    A vale é usada pra financiar essa máfia, empresas de fora são apenas fachada, quem opera a Vale é essa máfia, por isso a lentidão na apuração de responsabilidades em BRUMADINHO e MARIANA.

    Usaram o mesmo modus operandi no mensalão e na lava jato…..Moro é do esquema. A foto de Moro e Aécio sorrindo….foram aos EUA pedir apoio logístico para as gravações e espionagem e ofereceram em troca o pré-sal.

    Desconfio que a lavagem de dinheiro das CC5, foram pra comprar participação na Vale….Ali se estabeleceu o núcleo financeiro dessa máfia, com a ajuda de FHC.

    Outros indícios…

    o mensalão foi uma farsa….Ciro estava no esquema, Moro e Aécio também….livraram a cara do PSDB e lascaram o PT. Genuíno quase morre na prisão e prenderam Zé Dirceu, ambos sem crimes. A máfia é também no judiciário de Minas. Joaquim Barbosa é de Minas. Usaram o mesmo modus operandi no mensalão e na Lava Jato, apenas deslocaram o eixo de Minas pra Curitiba, para prender LULA. A foto com o sorriso de Aécio de Moro é denunciatória, MORO é do esquema. A lavagem de dinheiro das CC5 do BANESTADO foram utilizadas para comprar participações acionárias na Vale, com ajuda de FHC. As empresas de fora são apenas fachada, por isso as investigações de BRUMADINHO e MARIANA não andam. Na falsa privatização da Vale se estabeleceu o núcleo financeiro dessa máfia, que envolve inclusive tráfico de drogas, vide helicoca.

    Moro operou em todas estas falcatruas.

    Desconfio que deve haver muito passivo de impostos não recolhidos por essa empresa desde a privatização…e não adianta cobrar na justiça, postos chaves dela estão ocupados por integrantes destes quadros societários clandestinos….

    O golpe perfeito…lucros em forma de impostos sonegados e NUNCA cobrados até a prescrição.
    Por isso a pressa de Noronha ( que é de Minas) em criar o TRF de Minas.
    De que vive Ciro?
    O cobertor de Aécio começou a ficar curto
    Ciro é de Pindamonhangaba….mesma cidade do Alckmim.

    Ainda sobre a máfia da Vale e do judiciário de Minas e Curitiba….lembro que foi FHC quem instituiu a não cobrança de impostos sobre lucros e dividendos o que facilitava lavagem de dinheiro ilegal e a sonegação, pois valores não pagos à União em forma de não recolhimento de INSS lançados como lucros e dividendos perdem a sua rastreabilidade….talvez isso explique também a infundada ” reforma da Previdência” jogando estes fundos nas iniciativas privadas…onde se podem mascarar contabilidades de forma mais fácil( desaparecendo a sua exigibilidade)….O que se alinha a pressa em se instituir o TRF em Minas…sede da Vale…e núcleo financeiro desta máfia…como já lhes falei antes…BRADESCO que tem participação societária grande na Vale e a própria Vale pertencem a lista de grandes devedores do INSS.
    Talvez isso explique o prêmio do Apartamento em Paris
    …incompativel com os ganhos de FHC à época.

    É uma linha de investigação possível caro Fernando Brito. Grande Abraço.

    1. Sim, vc está certo ao dizer que a Vale tem muito passivo de impostos não recolhidos. Li na internet e em alguns comentários que a Vale é a maior devedora de impostos no país e achei esse post publicado no site Conjur em 2015 que diz o seguinte: “A maior devedora do país é a Vale, com uma dívida de R$ 42 bilhões. Desse total, R$ 32,8 bilhões estão suspensos por decisão judicial e R$ 8,2 bilhões estão em programas de parcelamento”. https://www.conjur.com.br/2015-out-14/fazenda-divulga-500-maiores-inscritos-divida-ativa-uniao

  4. Os tucanos vêm perdendo a posição e a função que conquistaram ao largo de um “trabalho” de muitas décadas: de ser parte integrante e principal representante político dos interesses e das ideias da plutocracia brasileira. Uma posição e uma função que até muito pouco tempo atrás (última campanha presidencial) nunca foi contestada ou sofreu qualquer tipo de censura ou de concorrência. Foram mantidos pela Grande Imprensa (espécie de braço midiático do tucanismo) durante estes quase 30 anos como uma espécie de consciência “científica” e “moral” do “Brasil”, isto é, dos rentistas, predadores e piratas que ao final e ao cabo constituem a plutocracia brasileira. Sua folha de serviços prestados às causas e aos interesses da plutocracia é tão longa quanto a lista de fracassos que acumularam, fracassos que os levaram a optar pela aventura inquisitorial na forma e golpista no conteúdo. Se as franquias e as licenças democráticas foram duramente “conquistada” depois de um complexo e negociado processo político, “lento, gradual, e seguro” (como queriam e impuseram os antigos detentores do poder na Ditadura) vimos com foi rápida, nada gradual ou negociada a maneira com essa mesma plutocracia se desfez dessas mesmas franquias e licenças democráticas. Os ingênuos, os desavisados e os adversários de sempre da democracia na esquerda chamam de forma despectiva de democracia liberal e entregam as únicas armas que temos para transformar a sociedade se não queremos nos aventurar pelo caminho mais que incerto da violência. Os valentões do divisionismo e do diversionismo são os primeiros a fugir das guerras reais, as ficcionais eles adoram lutar do conforto de suas cadeirinhas.

  5. Nesse rítmo, logo, logo, ali por 2080 eles vão descobrir que FHC comprou a reeleição e a alquimia dos que entraram professores no governo e sairam banqueiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *