Bolsonaro, agora, é “chinês desde criancinha”

Jair Bolsonaro foi ao Facebook e o Twitter anunciar a liberação do embarque dos insumos para a vacina do Butantan.

Num esforço hercúleo para controlar suas tripas, agradeceu “a sensibilidade do Governo chinês” e ao “empenho” (impressionante, não seria obrigação empenharem-se?) dos ministros Eduardo Pazzuelo, Ernesto Araújo e Teresa Cristina, esta por ser a ‘sojeira’ brasileira com a qual os chineses compram grãos.

Instituto Butantan e Governo de São Paulo, responsáveis pela compra da vacina Coronavac, nem uma palavra, claro.

Claro que o Presidente de um país pode e deve ajudar no esforço, tanto do Butantan quanto da Fiocruz – que ficou apenas “com liberação sendo acelerada”, sem data marcada.

Mas é evidente que Jair Bolsonaro não perde chance de se promover com o trabalho alheio, pois é o mesmo que semanas atrás, dizia que não compraria estas vacinas e que os brasileiros não seriam “cobaias”.

Quer ser sempre o “esperto”, que cacareja pelo ovo alheio, mesmo quando isso se trata de vacinas para salvar vidas.

Francamente, um sujeito que se expõe assim a tomar “lições de moral”, justo de um tipo como João Doria, é porque não tem moral alguma.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *