Bolsonaro assume que armas são para formar milícias

Ontem, em uma solenidade militar em Santa Maria (RS), Jair Bolsonaro assumiu publicamente que sua decisão de liberar o porte de armas vai muito além da ideia de que isso sirva contra a criminalidade que assusta aos brasileiros.

Além das Forças Armadas, defendo o armamento individual para o nosso povo, para que tentações não passem na cabeça de governantes para assumir o poder de forma absoluta. Temos exemplo na América Latina. Não queremos repeti-los. Confiando no povo, confiando nas Forças Armadas, esse mal cada vez mais se afasta de nós.

Ou seja, que o povo armado poderá resistir a golpes de Estado.

Ou, quem sabe, sustentar golpistas.

Se o governante de esquerda falasse algo muito menos direto que isso, seria acusado de, aí sim, querer impor uma ditadura.

Como quem o faz é um presidente de extrema-direita, basta a mesma leitura.

Porque não é o povo trabalhador a quem se arma, mas as milícias.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

35 respostas

  1. Gostaria de conclamar as esquerdas e também os petistas e lulistas (sim, é preciso fazer esta distinção) para assistir “Lula reencontra Moro. A história dos homens” no vídeo de Paulo Guiraldelli no youtube (apenas 22min.) . É tudo o que eu sempre soube e achei, só que dito com muito mais propriedade e didatismo dado ao conhecimento deste professor, o que nunca fui capaz de aprofundar e perceber a este ponto. Há muito tempo não vejo nada tão esclarecedor e oportuno. Assistir a este vídeo vai, com certeza, enriquecer a percepção política e tornar a consciência desta percepção mais arejada e livre dos preconceitos que entravam a mente de muitos.

    1. Uma correção, caro Fernando: a solenidade militar foi em Santa Maria e não em Caxias do Sul.

    2. Giraldelli é aquele que falava que a perseguição a Lula era só uma narrativa vitimista?

    3. Vou assistir. Nestes dias, vi um outro sobre o golpe, impressionante e assustador, mesmo para quem acompanhou de perto todo o processo
      El Odio (YouTube)
      É um pouco mais comprido
      A cena de um senhor chorando por causa da corrupção é impressionante e mostra o que a mídia fez com nossa gente

    4. Me inclua fora desta, José. Conheço o canal do filósofo (como ele se denomina) Paulo Guiraldelli e de vez em quando até o assisto e gosto. Mas ele fala demais, 7 a 8 vezes ao dia, cada uma com média de 18 minutos, e eu, servidor público que bate ponto no mínimo 8 horas por dia e gasta mais 5 horas de translado casa-emprego-casa, não tenho tanto tempo assim disponível.

      Esse vídeo específico, atraiu-me o título e comecei a assistir. O fiz até os 3 min e 20 s, quando desisti porque ele não deslanchava no assunto, todo este tempo em preâmbulos, muito prolixo. Resultado: ainda não sei o quê exatamente ele aborda no vídeo, quais assuntos trata e em qual conclusão chega. Gastar 22 min só para descobrir isto não vale a pena.

      1. Gostaria que ele lesse o seu comentário e o da Mary porque em grande parte concordo com os dois. Mas foco minha atenção e meu discernimento no conteúdo (e não no hacker… brincadeirinha), principalmente quando vem acompanhado de dados que são possíveis de ser conferidos. É o caso, e as informações e a formulação de um sentido, de um fio condutor ligando pontos da história são de grande valia para quem se informa, independentemente (e a custo… ufa! sem dúvida) da prolixidade. Não tenho nenhum compromisso ou afeto por quem diz, mas pelo que diz. Por aqui mesmo existe gente que escreve uma dezena ou mais de parágrafos dos quais não se aproveita nada porque chove no molhado. Mesmo assim eu leio, por respeito e porque quero saber se é possível filtrar alguma coisa.

    5. Não dou ibope para sofistas como Ghiraldelli, um radical defensor das ideias mofadas de Thatcher e Reagan, um dos primeiros a apedrejar Lula no auge do golpeachment e que, agora, tenta faturar a audiência.
      Veja uma amostra de sua ODE AO LAVAJATISMO em setembro/2016:

      “Primeiro Lula sugou a política de esquerda, agora, não contente, quer dizimar toda a intelectualidade de esquerda. Enquanto não jogar todo mundo em um grande pasto, para um jantar apocalíptico de grama, não vai sossegar. Há heróis que são autodestrutivos.”
      […]
      “Mas o problema agora, dos intelectuais de esquerda que titubeiam em condenar Lula de uma vez, ou até o defendem ainda, é que isso coloca bons cérebros contra uma das melhores coisas que conseguimos ter na República, e pela qual esses mesmos intelectuais lutaram no passado (ou diziam lutar): a Justiça brasileira, feita por gente concursada, de carreira, idealistas e capazes de acreditar que podem colocar ministros na cadeia. A maior parte desses intelectuais de esquerda que estão aí no sugadouro de Lula, no passado lutou para que chegássemos exatamente nesse patamar de termos procuradores da Justiça capazes de enfrentar o populismo e a corrupção de colarinho branco. O problema é que tais intelectuais visavam com isso pegar gente do DEM e correlatos, mas essa polícia que está aí pegou o PT, o PMDB e o PP, e tem um fio condutor que pode bater na oposição, ou seja, o PSDB. Lula e FHC no mesmo saco? Isso mata socialistas e social-democratas!…”

      Íntegra em
      http://ghiraldelli.pro.br/politica-2/lula-o-buraco-negro-dos-intelectuais-de-esquerda.html

  2. Terrorismo miliciânico à extrema direita brasileira.
    É o projeto de bolsonaro para a “segurança” da população.

  3. é bom,pois somente com armas,se combate a DITADURA DA CANALHA.Ainda assimtem internauta,que bota a CULPA EM CUBA E VENEZUELA,COMO SE LÊ AQUI ABAIXO.Esse e outros,devem ser agentes DOS ESTADOS UNIDOS,disfarçados de “DEMOCRATAS”,esse EMBUSTE QUE ENGANA OS TROUXAS,EM FAVOR DA CANALHA HISTÓRICA.

  4. é bom,pois somente com armas,se combate a DITADURA DA CANALHA.Ainda assimtem internauta,que bota a CULPA EM CUBA E VENEZUELA,COMO SE LÊ AQUI ABAIXO.Esse e outros,devem ser agentes DOS ESTADOS UNIDOS,disfarçados de “DEMOCRATAS”,esse EMBUSTE QUE ENGANA OS TROUXAS,EM FAVOR DA CANALHA HISTÓRICA.

  5. Bolsonaro, a mando não se sabe de quem, quer imitar o Chaves e o Fidel, que distribuíram armas para o povo, para que ele defendesse a revolução que fizeram. Agora, Bolsonaro quer distribuir armas para o povo, para defender a revolução que ele fez? Claro que não. Ele pode até ter feito uma revolução, mas não foi uma revolução popular, pelo contrário, foi anti-popular. Seu apoio popular foi provisório, e durou só enquanto as mentiras precárias que o sustentavam ainda tinham validade. Então, não tem como ele distribuir armas para o povo defender uma revolução anti-popular, feita sobre a enganação do povo, que na verdade queria aumentar o poder das elites sobre o próprio povo, com a diminuição das garantias democráticas dos direitos populares. Não tem como o povo vir a defender uma revolução bolsonariana que é contra ele. Então, ele não vai distribuir armas para o povo coisa nenhuma. Não vai fazer uma milícia popular de um milhão de membros armados, como a venezuelana. Vai, sim, fazer crescer uma milícia que já existe, e que se transformará em um exército particular, para vergonha e desgraça do Brasil, cujas instituições estão ficando abaixo dos mais visíveis marcos civilizatórios. O verdadeiro Exército outrora grande exército de Caxias, que já se ombreou dignamente com o dos Estados Unidos para defender o mundo do Nazismo em uma guerra mais do que justa, agora se esboroa diante de uma vergonha como esta: Ter que conviver com outra força armada que não segue nenhuma regra que não seja seus próprios pactos de sangue.

      1. Sim. cada cubano apto tem um fuzil em casa, para esperar a invasão dos Estados Unidos. E uma milícia comunitária venezuelana está armada com centenas de milhares de fuzis. Era por isso que o general Mourão falava que o Brasil iria à Venezuela como parte de uma força de paz, depois de uma guerra civil que ele acreditava que viria, depois que Guaidó entrasse triunfalmente pela Colômbia e o exército venezuelano jogasse Maduro no lixo e aderisse ao novo grande líder do país. Mourão e todos aqueles que acreditam que o que os americanos dizem ou profetizam é a pura expressão da verdade, acreditavam que isso ocorreria. Então, haveria o choque do exército com a milícia comunitária bolivariana, e o Brasil viria como uma força de paz. Tudo deu errado. Será que nem isso não fará os militares brasileiros pensarem duas vezes ao engataram sua pátria no carro de combate americano contra russos, chineses, iranianos e mais meio mundo?

        1. Mas o povo do Bolso, são os maçons, os latifundiários, os banqueiros, os empresários, a classe média reacionária.
          Ele quer formar um exército, onde muitos já são armados, de jagunços, de pelegos, e não faltam voluntários, entre os evangélicos, católicos para isso.
          A CIA agradece.

          1. Um exército que não chegaria a dez mil milicianos espalhados pelo país. Talvez apenas seis mil. Mas que mesmo assim, seria uma desonra para o Exército, porque fazer tais grupos armados é crime muito grave, e quem deveria monitorar para não ocorrer tais crimes seria o Exército.

        2. Mas o povo do Bolso, são os maçons, os latifundiários, os banqueiros, os empresários, a classe média reacionária.
          Ele quer formar um exército, onde muitos já são armados, de jagunços, de pelegos, e não faltam voluntários, entre os evangélicos, católicos para isso.
          A CIA agradece.

        3. A propósito, os Estados Unidos teriam realizado os apagões na Venezuela apenas como treino para tentar fazer apagões na Rússia. Um artigo do New York Times acaba de anunciar que os Estados Unidos estão lançando ataques cibernéticos que geram apagões intensivos sobre o território de ninguém menos do que a Rússia. Reportam que houve grandes apagões também na Argentina, o que foi interpretado por alguns como retaliação dos russos sobre aliados dos americanos, embora isso não passe de conjecturas. Enquanto os americanos lúcidos não se livrarem dos aloprados enlouquecidos que se meteram no governo Trump, como Pompeo e John Bolton, o mundo correrá sério risco de mergulhar na terceira guerra mundial. O Brasil faria bem em se distanciar desta fuzarca, porque senão vai sobrar para nós. .

    1. Ouvi do gerente de uma loja de armas que o custo médio, inclusive burocracia, fica em torno de 10 mil. Povo?

    2. Tem toda a razão. O fortalecimento e ampliação de grupos armados é um movimento extremamente preocupante.
      Se não houver uma imediata contenção, as FFAA terão grades problemas para enfrentar milícias terroristas radicadas em nosso próprio território.
      A sociedade precisa urgentemente debater essa questão com os militares brasileiros.
      O silêncio neste caso é cumplicidade. E terá consequências gravíssimas.
      Esse assunto deveria estar em destaque na pauta da imprensa nacional.

    3. Lembrem-se apenas das comissões pagas a quem venda ou negocie armas… cada caixa de munições tem comissões embutidas no preço… ora, capitalismo é isso !!!

  6. Uma correção, caro Fernando: a solenidade foi em Santa Maria e não em Caxias do Sul.

  7. Parece que o plano é criar milícias armadas que serão conduzidas à luta por poder, dividir o Brasil em países menores sempre em conflito, na miséria e invadido por estrangeiros para combater o terrorismo. Talvez seja por isso que a embaixadora americana especializada em mudanças de regime foi substituída pelo embaixador que estudou como o grande país do Afeganistão foi destruído.

  8. PMs e VIGILANTES PRIVADOS formam uma força armada paralela SETE vezes maior que o Exército nacional.
    Esse é o lado mais perigoso do bolsonarismo…A obsessão com armas faz parte de um projeto com uma lógica intrínseca que vem sendo estruturada a muito tempo. O Bolsonaro fez campanha prometendo melhorias significativas de salários aos PMs e de valorização das empresas de segurança como força privada auxiliar de combate ao crime ( as milícias se transformariam em empresas de segurança). A liberação de vendas de armas é a forma de modernizar o equipamento dessas empresas de segurança . Esse projeto sendo vitorioso tornará o clã Bolsonaro em DONOS DO PODER, com mais, muito mais, homens armados que a totalidade das Forças Armadas. O mentor desse projeto é o OLAVO DE CARVALHO.
    Os dados sobre esse estado policialesco que se estrutura no BRASIL são assustadores. Em 2014 já tínhamos 989 mil vigilantes privados e 425,2 mil policiais militares quase SETE vezes o contingente do Exército brasileiro.

    1. Some-se a isto o fato que o ex-tenente reformado tem cativa a maioria absoluta dos praças (conscritos, soldados, cabos e sargentos), admiradores tão fanatizados quanto seus congêneres civis e também legalmente armados, e eis a semente da fascistizacão em curso. Gostaria de saber se a atribuição da origem do projeto ao mentecapto da Virgínia é baseada em algum dado publicado, isto tornaria tudo mais perigoso. Tropas como brinquedos de esquizofrênicos não são brincadeira. Saudações!

  9. Esse é o X da questão: quem ganha uma guerra não é quem tem razão ou bom senso democrático, é quem tem as armas.

  10. E a “imprensa profissional” acha isso normal. Depois alguns veículos ficam espantados quando dá tudo errado ou, pior, continuam apoiando. Bolsonaro não vai chegar longe sem cúmplices e gente de poder omissa. Por exemplo, é inacreditável que Gilmar Mendez hoje condene os vazamentos de Moro quando a partir de um deles ele barrou a nomeação de Lula a Casa Civil de Dilma. Está difícil.

  11. Será que Boçal Nato vai definir em projeto de lei quando algo é considerado insurreição armada e quando é terrorismo?

    1. Para ele, tudo que for a favor dele é legal, constitucional e necessário. Tudo que for contra, é comunismo, merecedor de tortura e morte.

  12. Lembro de ter alertado aqui que era essa a intenção dele em relação ao projeto de liberação das armas. Ele não está preocupado com a segurança pública coississima nenhuma. O agravante Brito é que ele não pretendia armar apenas as milícias, mas também formar organizações paramilitares para defender o Bolsonarismo, e o que é pior, pretendia aliciar principalmente os motoristas de caminhão. O homem é demoníaco, demente e canalha. Mas ele não vai conseguir atingir seu objetivo. É por isso que eu disse ele “pretendia”.

  13. Mas isto ficou tão claro com o projeto de liberação e porte, a intenção é armar os malucos que o chamam de “mito”, e assim, caso haja uma destituição deste governo de bosta, ele terá o seu exercito de milicianos para defende-lo, só compra arma quem apoia este boçal.

  14. Sempre é bom lembrar do bom e velho Antonio Gramsci:

    “Osfascistas só puderam realizar suas atividades porque dezenas de milhares de funcionários do Estado, em particular dos organismos de segurança pública (delegados de polícia, guardas-régias, carabineiros) e da Magistratura, tornaram-se seus cúmplices morais e

    materiais. Estes funcionários sabem que a manutenção de sua impunidade e o êxito de suas carreiras estão estreitamente ligadas

    aos destinos da organização fascista, e, por isso, têm todo interesse em apoiar o fascismo em qualquer tentativa que este faça

    no sentido de consolidar sua posição política”. (Antonio Gramsci, no ensaio “Socialistas e fascistas”).

    https://papodebutiquimpolitica.wordpress.com/2019/06/16/a-preparacao-para-a-noite-dos-cristais-tupiniquim/

  15. Se as armas que serão compradas pela massa,na cabeça deste verme.serão para evitar governos ditatorias,ele não percebeu que os únicos que tivemos foram os de direita.
    E para os que a elite não gosta (e não precisa ser de esquerda) como os pts centristas ,já tem as armas dos fardados “anti-comunistas”.
    .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *