Bolsonaro diz que Weintraub fica. É ruim demais para cair…

Jair Bolsonaro disse hoje que não pensa em substituir Abraham Weintraub no Ministério da Educação.

Acha que ele é “excelente” e que está enfrentando e vencendo o que ele acha serr um território dominado pela esquerda.

Mais cedo, Weintraub já havia recebido o apoio de Olavo de Carvalho, que elogiou sua decisão de extinguir o TV Escola, mesmo que esta estivesse transmitindo material de doutrinação fundamentalista.

 

Weintraub, no seu estilo de gentileza habitual, havia atribuído a uma bolsonarista que ele “ raquetou do MEC”.

A raquetada, uma tal Bruna Luiza, é “raiz”, integrante do grupo “Garotas da Direita”.

A direita “nutella”, via-se nos jornais e blogs dos grandes jornais, queria trocar Weintraub por alguém mais soft, que não chamasse tanto a atenção para que o desmonte das universidades públicas esteja sendo a chave para a expansão dos lucros nos cursos, virtuais, que lhes rendem fortunas.

Não deu.

Weitraub é explícito e não vai cobrir com rendas este processo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. Bozo e quadrilha estão fazendo exatamente o que Taliban fez no Afeganistão, 30 anos atrás: implantar pensamento fundamentalista. A diferença é que os loucos das montanhas usaram o Alcorão como base, e o louco da Milícia está usando neonazismo econômico de Chicago em nós. Nossa burca será bolso vazio e barriga roncando…

    1. E, para seguir nas similaridades com o país asiático, nesse caminho só sobrará ao Brasil como atividade econômica o tráfico de drogas.

  2. Num governo chefiado pelo Capitão Ameba, um ministro protozoário é imprescindível.
    Precisamos do Vintruba dizendo todas aquelas coisas bizarras,afinal de contas não temos mais 3 patetas, gordo& magro ou inspetor Clouseau.

  3. Sabe-se que a tarefa principal do Vaintraubi é destruir a educação pública do país. E o Bolsonaro é quem sentenciou que ele vai indo muito bem em sua missão. Mas há quem ache que o Vaintraubi está demorando demais para conseguir levar a cabo sua missão destrutiva. E esta gente, que dizem ser empresários que lucrariam muito com a educação privada que cresceria sobre os despojos da pública, seria gente muito ligada ao corretor Guedes. Como se sabe, há quem ache que o Bolsonaro foi eleito para ser um ditador, e não um simples presidente. E que ele está a demorar muito para exercer em toda a plenitude a ditadura a que teria direito. Não conseguem perceber que ainda há resquícios de democracia que não podem deixar de ser obedecidos, e que ainda há pressões democráticas poderosas que impedem Bolsonaro de sair destruindo tudo como seria de seu desejo. Bolsonaro não atenderá a seus gritos de fome por lucros na educação porque não pode fazê-lo por enquanto. Melhor, para ele, é deixar o Vaintraubi ir levando a destruição da educação nacional aos poucos, saltando de uma e outra barbaridade para uma e outra estupidez.

  4. pensando bem, Bolsonaro e Weintraub têm razão em exterminar a educação. Ninguém precisa de diploma para pastar. O grande pasto em que nos transformaremos precisa de braços fortes e vontade fraca. Educação só atrapalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *