Bolsonaro é o ‘Mister Sinhô’ da Time

Não é preciso ser Sherlock Holmes para saber como Jair Bolsonaro foi o nome mais votado na enquete promovida pela revista norte-americana Time: certamente suas falanges cibernéticas trabalharam duro para entupir de votos o site de votação.

Faz lembrar aqueles antigos concursos de “Sinhazinha e Sinhozinho” das festas juninas, que eram ganhos pela criança que mais arrecadasse vendendo “votos”, naturalmente pelas mãos de mães, madrinhas e tias pressurosas em fazer do queridinho ou da queridinha uma “personalidade do arraial”.

Evidente que não será a escolha dos editores, ainda mais se derem a eles as planilhas de votação indicando o “esquema” promocional em seu favor. mas fica a ideia de, quem sabe, fazer um concurso de bocó do século ou de “Meu Malvado Favorito” para ser ganho por quem se tornou uma abominação global.

Este troço é uma ideia fixa da turma e já fizeram circular, até, uma falsa capa da Time com o “Mito” como Person of the Year”.

Vai ser ególatra e provinciano assim lá longe, Bolsonaro.

Devia ter mandado o pessoal ter dado uns votinhos para o Donald Trump, também, porque fica feio com o “chefe” você aparecer com quase o triplo dos votos, justo lá na casa dele.

E, depois, ainda quer tirar onda com a armação no Twitter: “agradeço aos 2.160.000 eleitores que votaram em mim. Esperamos que revista Time nos conceda, de fato, o título respeitando o resultado das eleições”, escreveu.

Não, Bolsonaro, os editores da Time vão exigir voto impresso.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *