Datafolha: vantagem de Lula no 2° turno é menor, mas confortável

Tal qual o resultado da pesquisa de 1° turno, também a simulação de 2° turno da pesquisa Datafolha mostra que Lula segue numa posição mais que confortável para uma eventual disputa com Jair Bolsonaro, com 55% contra 34%. Embora menor que a vantagem da pesquisa anterior – 59 a 30% – isso representa, nos votos válidos, 62 a 38%, em números arredondados.

Para situar: no desastre de 2018, Bolsonaro teve 55,13% dos votos válidos em segundo turno, superando Fernando Haddad, com 44,87%.

É fato que Bolsonaro se beneficiou, como é natural, da expressão do Auxílio-Brasil e que provavelmente vai recolhendo alguns pedaços da votação que perdeu para a chamada Terceira Via, que patina, atolada em baixíssimos índices de adesão, o que é demonstrado pelas simulações que a pesquisa faz com seus candidatos enfrentando Lula (que vence todos) e Bolsonaro, que reverte boa parte da desvantagem que tinha para eles.

Só nos sonhos da Terceira Via, com a máquina do governo nas mãos, Bolsonaro ia dissolver-se completamente, de forma que um deles viesse a ser adversário de Lula na rodada final das eleições.

A rejeição absoluta – “não voto de jeito nenhum” – do atual presidente seguiu o mesmo caminho, caindo de 60% para 55%, mas Lula não apresenta qualquer aumento neste índice, ficando nos 37%.

O quadro de polarização está igual e, grosso modo, nas mesmas proporções há quase um ano.

Sólido, portanto.

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.