Demissão de Villa da JP é só a cartilha nazista

Pois é, a Jovem Pan, emissora extra-oficial do bolsonarismo, afastou o histroriador Marco Antonio Villa do seu “Jornal da Manhã”, diz-se que por ordem do presidente.

Nada surpreendente: é a velha história de que primeiro eles levam os judeus, depois o vizinho, depois o tio, depois…

A falange da extrema direita vai devorando tudo que aceitou conviver com ela, que a embalou, que a amamentou quando era só um grupinho de alucinados.

Deveria ser, mas não é, uma lição para quem acha que pode ser “apoio crítico” ao governo Bolsonaro.

Não será, porque ali o que impera é a interpretação fundamentalista de Mateus – “Quem não está comigo, está contra mim.

A direita e a centro-direita – na mídia, inclusive – só recentemente perceberam que o bolsonarismo não é a destruição da esquerda, porque não tem os meios de força para isso – mas é a de toda a direita que não seja ele e a dele.

Bolsonaro joga assim, com uma divisão onde seu lado é apenas dele. Quem se iludir com isso, morrerá por suas próprias mãos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

33 respostas

  1. Começou a limpeza ideológica na mídia bolsonariana. Esta mídia tem de ser fascista puro-sangue, na versão olavista/lavajatista, sem qualquer divisionismo. Parece que o Estadão também já vai obedecer à “limpeza”. Quando até o fascista Villa não consegue mais preencher os altos predicados exigidos pelo bolsonarianismo, pode-se imaginar o que virá por aí.

  2. Mais um verme expulso do corpo do miliciasno.
    Alguns seguidores do “professor” que vivía nas costas (assim como o ciro canalha) da fantástica história do Lula ,estarão caindo na real.
    Todo parece seguir um roteiro de putrefação dentro do GOLPE .Os parceiros de ontem,hoje viraram inimigos ,e assim o fim se aproxima.
    É difícil alguém se sustentar por muito tempo,se diariamente se ocupa de arranjar inimigos.

    1. Para você ver…o programa econômico do PT era tão bom, que tinha até emprego para “antipetista profissional”.

  3. Mais um antipetista de carteirinha que perde o emprego. Não duvido que esse trouxa diga que foi demitido à pedido do Lula ou da Dilma. Agora ele deve estar se perguntando: “O que é melhor? O ‘comunismo’ do PT ou o nazi-fascismo do Bozo? Mais um que ficou do lado errado da história. Quer saber? Villa, vai te catar. Dane-se.

  4. E o sem noção do Alexandre Fruta criticou dizendo que isso é coisa igual ao que o “PT sujo” faz.

    Quando o Villa foi demitido durante um governo do PT?

    1. Esse pulha deveria nos mostrar ou apontar qual jornalista perdeu o emprego por criticar a Dilma, o Lula, o Haddad e outros políticos do PT.

  5. Começou a limpeza ideológica na mídia bolsonariana. Esta mídia tem de ser fascista puro-sangue, na versão olavista/lavajatista, sem qualquer divisionismo. Parece que o Estadão também já vai obedecer à “limpeza”. Quando até o fascista Villa não consegue mais preencher os altos predicados exigidos pelo bolsonarianismo, pode-se imaginar o que virá por aí.

    1. Porque vcs não fazem um pedido para o Tijolaço aí contratar o sociólogo pra ensinar a história dele pra os leitores. Vocês não acham que ele é bom nisso! Ajudem ele sem a carteirinha mesmo!

  6. A cada dia que passa, com Bolsonaro no poder, o caminho para uma confrontação armada e aberta no Brasil se torna possível. Ele copia rigorosamente o que foi feito por Hitler na Alemanha. O projeto de armamento, como o concebido por Moro e Bolsonaro, é o detalhe que faltou no plano de Hitler. Os camisas pardas, sua força partidária e pessoal, caso tivessem o poder de fogo semelhante a Wehrmacht, teriam se sobreposto e suas lideranças, em um dado momento, poderiam se sobrepor aos planos da burguesia alemã. Isto explica a ” Noite das Facas Longas “. É neste sentido que Bolsonaro trabalha, eliminar e subjugar as instituições que desafiem seus planos pessoais.

  7. A caça às bruxas está a todo vapor. É a verba da publicidade falando mais alto. Chantagem é só o que o Bozo sabe fazer.

  8. Trataram na campanha o Haddad como extremo equivalente a Bolsonaro. Ficaram nos empregos durante todos os governos petistas chamando o PT de quadrilha e todo petista de bandido e no governo Bolsonaro perderam o emprego com menos de seis meses. Precisa desenhar, Villa?

  9. Pela irrelevância jornalística e intelectual de Villa, ele não cabe em lugar algum. Foi porta voz da emissora golpista e agora dedetizado como a barata que é. Vai tarde!

  10. Estimado Fernando Brito, muito bom seu artigo. É o que costuma acontecer com gente do tipo de Villa. Vivem de lamber botas dos poderosos, até que são descartados por eles. Só pediria que você fizesse uma correção na ordem de citação do poema de Martin Niemoller (que no nosso tempo de movimento estudantil a gente atribuía equivocadamente a B. Brecht). Na verdade, o que vem primeiro são os comunistas. Os judeus vem por último. A inversão com a colocação de judeus em primeiro lugar é obra dos sionistas europeus para justificar a invasão da Palestina, o roubo de suas terras e o massacre de seu povo. O que buscam reforçar é a alegação de que, por serem os eternos maiores perseguidos, esses sionistas europeus estão liberados para toda e qualquer crueldade. Parece não fazer diferença diante do assunto em pauta, mas faz.

  11. Marie Hélène Brousse em “O inconsciente é a política”, página 124, deixa bem clara a lógica fascista: “A orientação fascista transforma essa máxima (Amar o próximo como a si mesmo) em: “Amar seu próximo, se esse próximo te ama como você mesmo”. Ela exige, portanto, uma renúncia à diferença”. Villa não “amou” o BOL$Onarismo e dançou!!!!!

  12. Nessa guerrilha da imbecilidade tá ficando difícil acompanhar o grau de extremismo aceitável pela corja fascista. Acho que até a ku-kux-klan está sob suspeição.
    Esse tal de villa, que se diz historiador, era um locutor exaltado de todo tipo de fake-news contra o PT. Um terrorista midiático destemperado que não cansou de ofender Lula, Dilma e Haddad diariamente com calúnias das mais desprezíveis.
    Se essa rádio o coloca agora como mais um “comunista de ocasião”, em breve não vai sobrar nem o tal de olavo de carvalho pra contar a história.
    Na revolução francesa a cabeça de Robespierre foi parar no cesto (desculpando-me desde já pela comparação entre ele e esse astrólogo de araque).
    É como diz o provérbio: Cria corvos e eles te arrancarão os olhos.

  13. Por fazer críticas ao Bolsonaro Dener Giovanini também foi demitido do Estadão. Ele mantinha um blog no jornal sobre a temática ambiental.

  14. O bom seria que esse calhorda ficasse desempregado bastante tempo. E ainda tomasse uns “pedala Robinho” pelas ruas. Vigarista, golpista, hipócrita. Desejo a ele, e em dobro, toda a maldade que ele, injustamente, dirigia à esquerda do Brasil.

  15. Até pouco tempo atrás eles faziam rodízio de redação, saíam de uma e iam pra outra. Agora o trem apertou! E quem vive de imagem ficará na mão do calango pois perde o público q destraía e não conseguirá arrumar outro pois o lado oposto por default o detesta.

  16. Uma das únicas coisas boas da eleição desse estúpido é ter deixado, ainda mais, as claras, a índole de grande parte da Midia burguesa, do setor empresarial e etc.

    Não tenho dó nenhuma de ver essas pessoas se lascando. Absolutamente nenhuma dó. Um dos maiores erros do PT foi não ter atuado nesse sentido, de uma forma honesta e certeira, e não rasteira como essa – o que merecem.

    Como o Lula falou: e agora, vamo todo mundo fazer uma autocrítica?

  17. A logica desse país é absurda!!!! Aquivé pecado dizer a verdade. Villa falou merda a vida toda, no radio e na tv, o dia que disse a verdade foi demitido, tirado do ar.kkkkkk

  18. Isso é jogada ensaiada do Tutinha dono da Jovem Pan com o Vila, manda ele soltar a língua no besta fera e ai ele morde isca, solta grana nele, o Vila se faz de independente. Parece que o Tutinha tem um projeto de uma TV por streaming, a Panflix e precisa de grana estatal. Tudo jogo combinado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.