Eleição de SP é Lula x Bolsonaro. França atrapalha

Como se diz aqui faz tempo, não há como a eleição de São Paulo escapar da polarização Lula x Bolsonaro também na escolha do novo governador do Estado.

É o que, de novo, mostra pesquisa Ipespe, com mil entrevistas entres 6 e 9 de abril, divulgada hoje.

Na pergunta mais próxima da realidade, a que define o voto de acordo com o apoio do candidato a presidente, Haddad segue liderando, com 39% – oscilação de -2% em relação à mesma pesquisa do mês anterior – a Tarcísio de Freitas, puxado por Bolsonaro, deixa muito longe o candidato do PSDB no Estado.

A insistência de Márcio França em candidatar-se, ao contrário do que alguns alegam, não é positiva para Haddad, que precisa de cada voto possível para marcar uma diferença expressiva no primeiro turno e enfrentar a carga do bolsonarismo, que é essencialmente feita com o antipetismo herdado de 2018 e sempre forte em São Paulo, onde o partido nunca venceu eleições estaduais.

Lula não poderá trabalhar apenas por Haddad e Alckmin, idem.

Se é preciso uma frente ampla para o país, como se vai justificar uma candidatura “quero porque quero” ao governo do Estado?

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *