‘Estadão’ não esconde ‘dor de cotovelo’ por mau desempenho de Alckmin

A manchete do Estadão, hoje, é quase um lamento pela chance que Geraldo Alckmin teve de mudar a impressão geral de nada do que se faça por ele consegue  desfazer a sua falta de capacidade de empolgar e convencer as pessoas.

Vai ser difícil esperar um crescimento expressivo nos tucanos que as pesquisas, inexplicavelmente postergadas, pudessem atribuir ao seu desempenho televisivo, uma vez que a aliança com o centrão não vitaminou os índices do ex-governador paulista.

Por isso, mais que por qualquer coisa, justifica-se uma análise do debate de ontem que, ao fim e ao cabo, pouca importância de massa tem além de uma primeira impressão sobre os candidatos que se engalfinham para ter a vitória ungida pela Justiça, que tirou Lula do páreo, e não por sua capacidade.

Millôr Fernandes, numa daquelas suas frases ferinas, disse que “muito mais importante que ser genial é estar cercado de medíocres”.

O debate de ontem na Bandeirantes era a ocasião por excelência para alguém brilhar e meio à mediocridade.

Mas, ao que parece, a mediocridade espalhou-se ali como um vírus destes de epidemia que não poupa ninguém.

Ciro Gomes, que tinha capacidade para destacar-se ali com o apelo nacional, popular e democrático, arranjou uma “ideia-força” de marqueteiro, a de anistiar os brasileiros inscritos no cadastro do SPC para se agarrar durante todo o debate, como se isso fosse a panaceia da economia. Claro que é possível até mesmo fazer algo neste sentido, mas o alívio da situação de inadimplência é, essencialmente, fruto da retomada da atividade econômica. Até porque, sem isso, é como enxugar gelo.

Perdeu a chance de, assumindo ser uma voz pelo direito de Lula participar da eleição, reduzir as arestas que criou à esquerda e os ressentimentos dos simáticos ao ex-presidente.

Boulos, logo na abertura do debate (e depois não mais, até para minha surpresa) fez a menção a “Lula estar preso e Temer estar solto”, mas também não se aprofundou ou insistiu na questão central deste processo eleitoral: a de que ele se dá com a interdição da maior força política do país e com o evidente objetivo de dar formalidade a um projeto de dominação do povo e desmonte do país.

Jair Bolsonaro, ao que parece, não teve problemas com a sua incapacidade de expressar-se de forma articulada. Seu eleitor também não tem capacidade de entender argumentos e, portanto, estão ambos entendidos no reino da estupidez. Ninguém, exceto Boulos no primeiro bloco, quis confrontá-lo.

Henrique Meirelles é patético, incapaz de falar sobre qualquer coisa que não seja uma ridícula autolouvação em que se apresenta como o responsável pelo sucesso dos governos de Lula. Um amigo disse-me que Meirelles parece ser alguém que ” só escreve no Excel, não no Word”.

Álvaro Dias fez exatamente o que se tinha antecipado aqui. Fez da Lava Jato e de Sérgio Moro os sucedâneos de Hugo Henrique, o cão bichon frisé com que sustentou sua candidatura ao Senado em 2014. Bateu no PSDB sem nenhum pudor, num espetáculo de amnésia de ter sido, por anoes e anos e até há pouco, também ele um tucano.

Marina Silva é mais do mesmo: fria, antipática e destino ideal para as perguntas de quem não quer “fazer marola” e que o debate não ‘esquente”. Foi e é o acompanhamento ideal para o “Chuchu” Alckmin.

Este, a meu ver, foi o grande perdedor.

Incapaz de imprimir emoção, deixo que dele fale a tucanérrima Vera Magalhães, do Estadão, que lhe dá o penúltimo parágrafo de sua análise do debate, acima apenas da ausência de Lula:

O tucano procurou se manter propositivo, mas soou professoral e pouco didático. Enfileirou uma série de siglas de difícil compreensão para o eleitorado comum e evitou revidar na mesma moeda as chineladas [muito leves, diz este blog] que recebeu. Soou frio e burocrático a maior parte do tempo”.

 Era dele a chance de brilhar, demonstrando-se enérgico, capaz, convincente.
Ah, por fim, o candidato a “meme”, o tal Cabo Daciolo, com direito a criação da inédita “União das Repúblicas Socialistas da América Latina”, a ser combatida “em nome de Jesus”.
Pobre Cristo, não merecia esta cruz…
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

65 respostas

    1. Tragicômico. Os 50 Tons de Temer estão no “U Alckimin Dead” e no “Ovo Falante Meirelles (Gato de Botas)”.

      1. O Meirelles MDB golpista quer ser candidato do Lula, falou no debate duas vez que foi presidente do Banco Central do governo do Lula. Canalha., canalha e canalha.

        1. esse pobre coitado não vale o que meu gato enterra
          ele trata o povo como se fossem idiotas

      2. ontem no Face eu ri muito com os comentários
        foi ali que fiquei sabendo o que se passou na Band

        é a degradação total dessa gente que quer ser presidente
        que show de horrores!!!

        o tal cabo falando da tal conspiração do foro de SP foi prácábá

  1. Boulos e até mesmo Ciro, se pensarem um pouquinho, não devem mais ir a esses teatrinhos da mídia pigmeia. Há alternativas, como demonstraram Haddad, Manuela e Gabrielli. Dá pra aprofundar os assuntos, interagir com o público, apresentar propostas.

    1. Por isso, Maria Thereza, é de se perguntar o que os dois supostos “candidatos de esquerda” pretendem ao participar do teatrinho: apresentar propostas ou viabilizar futuras candidaturas a outros cargos?

      1. acho que pretenderiam se tornar conhecidos por um público maior. Não sei se conseguiram. O horário é ruim pra quem ainda tem trabalho, é um formato cansativo, pouco atraente. Prefiro aguardar as medições de audiência do debate e do teatrinho.

    2. A presença de Boulos e Ciro nesses debates é importante para todos os progressistas. Cada um tem seu estilo e visão. Ao apresentá-los, levam os candidatos conservadores a se exporem, mostrando a distância entre o que dizem e o que a população deseja. Ciro fustigar Alckmin sobre a reforma trabalhista e Boulos questionar Bolsonaro sobre a Val e o auxílio-moradia foi importante, talvez não para virar quem já decidiu votar neles, mas mostrar aos indecisos o que eles são. Quando Haddad puder participar, melhor. Até lá, é preciso combater essas candidaturas, mesmo que elas tenham pouca possibilidade de êxito.

      1. acho que vão por interesses próprios e acabam batendo palmas pra maluco dançar. Não assisti, mas os comentários dão conta que Boulos e Ciro foram pouco demandados. É um joguinho de cartas marcadas, um tanto obsoleto, as regras são altamente manipuláveis, o horário não facilita que o povão mesmo assista, enfim, acho que é fórmula vencida. Podemos combater essas candidaturas, mostrando quem são, de várias outras maneiras.

    3. Debate sem Lula é igual a briga de leão de chácara, cafetão e gigolô. boçal ignaro encarna o leão de chácara, alckmin o cafetão que põe a culpa dos mal feitos na famiglia (paulo preto, xerécio never e outros) e meirelles no papel de gigolô de feitos alheios.

    4. Precisam ir, sim, Maria Thereza, para atingir parte do eleitorado que assiste. Menosprezar a participação nesse debate contradiz todas as tentativas de Lula de querer estar presente e todas as “chapuletadas” na Band e judiciário. Pode ser o PIG, mas não vai se atingir a população de outra forma nessa altura do campeonato. Tem que ser no PIG mesmo porque é a única oportunidade que se tem de dar uma outra versão que o PIG esconde.

      1. acho que é dar ao pig uma importância que já não tem. Basta lembrar que ganhamos 4 eleições seguidas. As marchas de 2013 já estavam infladas e manipuladas, o pig só deu um gás ao que já estava posto. Não sou da área e posso estar completamente equivocada, claro.

        1. Lembro das 4 eleições. E a última só conseguimos reagir porque a Dilma, no espaços do PIG que ela tinha (debates, programas eleitorais, entrevistas), radicalizou no discurso e enfrentamento na reta final. Tb não sou da área, sei tanto quanto vc (se vc não entende nada, essa afirmativa é correta rsrsrs). Mas vamos pra quinta vitória? Seria lindo o PT retornar ao poder, seria uma lição contra o golpe.

          1. não credito a vitória da Dilma apenas ao espaço que teve no pig. A militância, as redes também contribuíram. Vamos pra 5ª vitória, com certeza, se não inventarem alguma mágica pra não ter eleição.

      2. acho que é dar ao pig uma importância que já não tem. Basta lembrar que ganhamos 4 eleições seguidas. As marchas de 2013 já estavam infladas e manipuladas, o pig só deu um gás ao que já estava posto. Não sou da área e posso estar completamente equivocada, claro.

  2. “Ciro Gomes, que tinha capacidade para destacar-se ali com o apelo nacional, popular e democrático, arranjou uma “ideia-força” de marqueteiro, a de anistiar os brasileiros inscritos no cadastro do SPC para se agarrar durante todo o debate, como se isso fosse a panaceia da economia.”

    Ideia tão “jenial” quanto o saque do FGTS promovido no Regime Temer. Gostaria só de ver os “ciristas”, que passaram semanas a fio aqui e em outros blogs defendendo seu candidato como “o mais preparado”, virem explicar esse vexame.

    1. Pois é! Bela alternativa que nos colocaram. Já tem colunista dizendo que se a esquerda perder essas eleições a culpa é de Lula por não ter se engajado em prol de Ciro.

    2. Ciro é o mais preparado, sem dúvida! Esse foi o primeiro debate, haverá outros. Dentro de alguns dias começa o horário eleitoral. O conjunto de propostas de Ciro é consistente, a questão spc é apenas inicial. Há muito mais por apresentar. Sobretudo, Ciro pode dizer que quando ocupou cargo público não roubou nem deixou que roubassem. Ciro dará sua contribuição para enriquecer o debate com ideias e propostas para que quem se eleja, se não for ele, possa utilizar ou superar no exercício da presidência.

      1. Também o acho, dentre toda a turma que estava ali e acompanhando sua trajetória, de longe, o de maior conhecimento técnico (de Finanças à gestão).

        Quanto à questão do SPC (ajudar a limpar os nomes), desculpe-me, mas o mesmo se não se enrolou ao não explicar por completo, foi politicamente superficial demais.

        A única alternativa realmente sustentável à imensa crise de inadimplência no quadro de pessoas físicas, é o crescimento econômico, puxado pela geração consistente de emprego e renda.

        Ou seja, uma nova onda de formalização do mercado de trabalho, onde aí sim, a União poderia entrar na discussão com o sistema financeiro, a respeito da renegociação de dívidas e suas parcelas dos “pendurados”. Pois, haveria uma barganha melhor, com relação ao risco, para isso

        1. Creio que não detalhou porque o fará à medida que a campanha evolua. Hoje, sinalizou que os bancos poderiam ter redução no depósito compulsório para refinanciarem os débitos em atraso.

          1. Uma boa saída, mas, desde que o devedor tenha saúde financeira novamente.

        2. Creio que não detalhou porque o fará à medida que a campanha evolua. Hoje, sinalizou que os bancos poderiam ter redução no depósito compulsório para refinanciarem os débitos em atraso.

        3. Uma meia sola populista. É como dar um bronco dilatador para um fumante que acorda ansioso e com sufocamento no meio da madrugada.

      2. Ou seja, com essa frase feita de “não roubou, não deixou roubar” Ciro vira mais um histriônico lavajateiro. Alguém avisa esse senhor que o Alvaro Dias já se adonou do Moro.

        1. Ciro não está preocupado com o Moro, pois nao roubou nem deixou que roubassem, quando ocupou cargo público.

  3. O debate da Band ontem foi o encontro do trem fantasma nas palavras do Brito com desastre ferroviário do Mino Carta.

    1. Brito está enganado, o ibope foi maior que o da eleição de 2014. Essa informação já está na mídia. De todo modo, não parece comprometer o que a tendência indica.

    1. em compensação
      o programa do PT de ontem a noite – só no YT já atingiu “mais de um milhão de pessoas já havia assistido o debate às 10h30 da manhã desta sexta (10); apenas na página oficial de Lula no Faceboook 830 mil visualizações; na página da TV 247 no YouTube, no mesmo horário, já havia mais de 75 mil visualizações; estão sendo consolidados os números de audiência na internet ao longo desta sexta; tudo indica que a audiência do debate PT-PC do B seja ainda muito maior”

      https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/364813/Debate-de-Lula-na-internet-viralizou-primeiros-n%C3%BAmeros-indicam-audi%C3%AAncia-de-mais-de-um-milh%C3%A3o.htm

      isso sem contar com os acessos pelo Face

      1. Não fique impressionado com este 1 milhão de views. Qualquer vídeo de humor destes toscos de youtuber alcança 2, 3, 10 até 15 milhões de views. O importante é a repercussão e, infelizmente, foi fraca a repercussão do debate paralelo. Acho que se no próximo debate impedirem o Haddad de participar, ele e Manuela deveriam fazer um debate paralelo DEPOIS do debate oficial. Eu mesmo fui um que só vi o debate paralelo nos intervalos pois eu queria assistir ao debate oficial.

        1. fraca pra vc. né bobalhão
          o que melhor voces sabem fazer é falar que tudo que PT faz é pouco

          1. Rita, o objetivo do Claudio foi contribuir com sugestão.
            O debate da band, ontem, teve audiência superior ao de 2014, quando a eleição foi bastante polarizada. Creio, pelo nível dos adversários, que a eleição esteja segura, mas, podendo, melhorar estratégia e tática é sempre bom.

          2. meu caro João

            ele fala exatamente do debate realizado pelo PT que foi divulgado nas redes e pelo YT

            e ele está achando tudo fraco
            tenha dó!

            só nos resta puxar corrente de chorar?
            nada será bom o suficiente?

    1. Ele já é conduzido hoje por quase todos esses. À exceção de Ciro e de Boulos, todos estiveram presentes apoiando o golpe e são peças do desgoverno golpista de um jeito ou de outro.

  4. O Picolé de Chuchu tem mesmo que ser o mais atacado.

    Ele é o general de três estrelas do golpe.

    Boçal Nato perto dele é um mero cabo ou, no máximo, um terceiro sargento.

  5. So em sao pato essa quadrilha se cria, até porque enganar eleitor paulista é mais facil que roubar merenda de criança.

  6. O debate da Band, de ontem, que não assisti, mas vi os argumentos pelos comentários do debate do Haddad e Manuela, que pareciam as mesmas “convicções” para darem o golpe na Dilma.
    Um festival de horrores.
    Golpistas tentando parecerem seres honestos e humanos.
    Nojo absoluto.

  7. Um ”debate” marcado não pela presença ou ideias dos candidatos, mas pela ausência forçada do principal – Lula. Qualquer um, com o mínimo discernimento, a exceção do eleitor padrão do Bolsonaro – os asnos, com o devido perdão ao animal – sabe da cafagestice que é deixar o PT, na figura de Lula ou seu representante, de fora de um debate como esse. Fere mais uma vez de morte a democracia, trucida a isonomia, escancara a porta para a censura. O pior disso tudo? Os togados do TSE, do STF assistem complacentes à destruição total de nossa Constituição, mais preocupados com seus 16% de aumento de suas já astrônomicas remunerações. Vivemos em uma lata de lixo! Malditos sejam!

  8. Uma pasmaceira…. do ” tamanhico ” da audiência da bandzinha ….tá no mesmo caminho da “zóia” , como dizia o Presidente Lula, logo logo, encerrará….
    É LULA Lá!!! É 13 !!!! LULA é HADADE !!!
    HADADE é LULA !!!! E LULÃO é 13 !!!!

  9. O pseudo debate de ontem na Band, sem a presença de Lula, imposta pela truculência da Monarquia “16%” Judicial e pela auto censura da própria mídia, poderia ser denominado como o “Debate Chuchu”, não pelo predomínio de Geraldo “o Santo da Odebrecht” Alckmin, mas pelo ambiente ensosso em idéias e propostas.

  10. O Picolé de Chuchu tem mesmo que ser o mais atacado.

    Ele é o general de três estrelas do golpe.

    Boçal Nato perto dele é um mero cabo ou, no máximo, um terceiro sargento.

  11. O tal do Cabo Daciolo vai tirar votos do
    Bolsonaro…acho até que pode atrapalhar a ida do Bolsonaro para o segundo turno. Acredito que nas próximas pesquisas será possível notar essa correlação Daciolo/Bolsonaro.

  12. Percebi ontem que o PT ainda não está trabalhando as redes sociais com o profissionalismo necessário.
    Se não investir em gente capacitada, não há como vencer a importante batalha das redes.
    As eleições dos EUA (Obama e Trump) já demonstraram o peso decisivo disto.
    Foi-se o tempo dos marqueteiros milionários de TV. Hoje, quem não investir em especialistas deste campo de marketing, não tem chances.

  13. A visão do inferno, vendo aqueles candidatos ali enfileirados no debate da band bosta , tirando Ciro e Boulos! VISÃO DO INFERNO! Os dois não deviam estar ali! A mediocridade imperou! Nojo! Inclusive do boechat, ridículo, pequeno, grosseiro! Foi até bom LULA não estar presente!

  14. Não adianta Estadão golpista FDP. Só LULA fala diretamente ao povo, que o entende. Alckmin é BURRO, incompetente e golpista. Resumindo: um merda n’água que não vai ser presidente NUNCA.

  15. Mudo agora o que sempre disse sobre Ciro Gomes ser um Fernando Collor melhorado.
    Ele continua sendo um Fernando Collor…porém piorado.

  16. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando:

    Como sei que grande parte, senão tudo, das manchetes da ditadura midiática que assola o Brasil é feita já pensando em repercutir na esquerda, principalmente nos blogs progressistas (que, ao meu ver, são os maiores veículos de divulgação da subliminar ‘propaganda’ direitista, num verdadeiro absurdo), penso que há nessa manchete um mecanismo de por em dúvida uma suposta estratégia de “não bater tanto” no cãodidato da chapa de bo(…)tA$$, para poupar o “$$anto”. O que me preocupa mesmo é essa expressa impressão de que Ciro e Boulos pouco fizeram de útil para o campo progressista, o que é, desde logo, lamentável.

    .:.
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM,
    tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::

    ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *