Luz amarela na entrega de vacinas

O veto da Anvisa à importação da vacina indiana da Bahrat Biontech, por falta de “boas técnicas de fabricação” em sua planta na cidade de Hyderabad, deixa em alerta amarelo os planos de recebimento de vacinas anunciado dias atrás pelo então ministro Eduardo Pazuello, que você vê na tabela acima.

Seriam, nos meses de março e abril, 16 milhões de doses, 17% do total previsto para os dois meses, de 95,2 milhões de aplicações.

Mas também se frustraram os 2 milhões de doses que viriam da Astrazêneca produzida na igualmente indiana Serum, 1,9 milhões da ovax Facility, que estão inviabilizados pela restrição do país asiático a exportações, 400 mil Sputnik V que não tem prazo para serem liberadas pela Anvisa e 1 milhão da Pfizer que só chegarão no final do semestre. A isso, some-se a frustração da vacina processada aqui: a Fiocruz, de quem se previa 30 milhões de doses, afirma, oficialmente, que entregará apenas 18,8 milhões. E o Butantan, de quem Pazuello contava receber 15,8 milhões de doses promete agora 13,2 milhões, se receber mais matéria prima no prazo combinado.

Portanto, temos de “certo”, 32 milhões de doses em abril, 56% do total previsto para o mês.

Pior, porque parte destas 32 milhões de doses terá de ser utilizada na aplicação da segunda dose. A Coronavac, que inicialmente seria guardada para a segunda aplicação, mas acabou sendo liberada para ser usada como primeira dose, para acelerar o processo, deve ter sete ou oito milhões usadas para este fim. E a Astrazênda, na última semana do mês, vai ter de ser aplicada aos que receberam os dois milhões chedos da Índia no final de janeiro, porque se completam os 90 dias de intervalo.

Sobrarão, portanto, perto de 20 milhões de vacinas para serem aplicadas, o que é o ritmo atual de vacinação, de cerca de 800 mil doses diárias, das quais uma média de 300 mil serão de 2a. dose (parcela que vai crescendo, conforme avança a vacinação).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email