Moro, entre o cargo e a Globo

O editorial de hoje do jornal O Globo certamente teve três leitores atentos: Sergio Moro, Luciano Huck e João Doria.

O primeiro, vivendo o dilema de ser ainda o candidato da Globo à sucessão presidencial e de estar autoamarrado a um governo que reage ao império dos Marinho que, por todas e mais algumas razões, não pode combatê-lo por estar em absoluta sintonia com as políticas econômicas de Brasília.

O ex-juiz de Curitiba é tratado como até aqui invulnerável, embora atingido com força pela manutenção do “juiz de garantias” no projeto aprovado pelo Congresso:

(…)o juiz de garantias foi colocado no projeto de lei em retaliação ao ex-juiz Sergio Moro, por sua atuação na Lava-Jato. A prova é que PP e PT, centrão e a esquerda, alvos atingidos na Lava-Jato, estiveram juntos na empreitada.
O movimento que levou a esta manobra foi impulsionado pela vazamento de diálogos supostamente ilegais entre Moro e procuradores da Lava-Jato, Deltan Dallagnol à frente. As mensagens não valem como prova, por terem sido obtidas de forma criminosa. Nem sua divulgação atingiu a imagem de Moro, o ministro mais popular do governo — mais que o presidente, em fase de perda de sustentação na opinião pública.

Merval Pereira, em sua coluna necessariamente patronal, completa a tese do “Moro 2022, sem Mito”.

Não é de hoje que a classe política, aliada a empresários e outros agentes privados, tentam minar a Lava Jato, assim como aconteceu na Itália das Mãos Limpas. Depois de anos de tentativas, foi justamente num governo supostamente alinhado ao combate à corrupção, tanto que convidou o símbolo desse combate, o juiz Sérgio Moro, para seu ministro da Justiça, que as medidas de cerceamento foram aprovadas, com o aval de Bolsonaro.
A forte reação da opinião pública, inclusive dos bolsonaristas arrependidos, mostra que o mandato do presidente já não corresponde, nesse aspecto vital, à expectativa majoritária. Moro sai derrotado politicamente, mas fortalecido popularmente. Essa lacuna entre um e outro deve ter consequências políticas que afetarão a disputa presidencial de 2022.

O “fortalecido popularmente” nem disfarça o cafuné global sobre Moro e pode significar tanto apoio como, em sentido oposto, os elogios da raposa ao corvo, para que este abra o bico, largue o cargo e mergulhe num ostracismo de quase três anos até às eleições, já sem os poderes do “prende e arrebenta” que lhe serviram de palanque.

Daí as indagações do outros dois leitores atentos, Luciano Huck e o governador de São Paulo.

Se Bolsonaro sozinho já lhes é um grande obstáculo, Bolsonaro e Moro separados criam uma superlotação insuportável no mesmo território.

E uma enorme dificuldade para que o apoio da Globo seja concentrado em apenas uma das quatro cartas da direita.

A Moro, está evidente, não é interessante antecipar o jogo. Esta, e nenhuma outra, é a razão de estar agarrado, apesar de uma rara ou outra reclamação, à farda do ex-capitão, que se serve, com o seu contumaz desprezo pelas pessoas, disso para ir depenando sua autoridade.

A Globo gritará o “dá ou desce” ao “justiceiro de Curitiba”? Até agora foram pressões e recuos e dificilmente o fará.

Por isso, dos quatro, só Bolsonaro sorriu com a leitura do “cantar de galo” global.

Se Moro atender ao chamado, será esmagado; se ficar, será cozido lentamente, como galos e marrecos devem ser.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

30 respostas

  1. “Nem sua divulgação atingiu a imagem de Moro…”
    Deveria acrescentar “embora devesse ser levado em conta que a mídia escondeu a vaza jato”

    1. Justamente. A popularidade de Moro não cai, porque a imensa maioria da população ou não ouviu falar da vaza jato ou até agora não entendeu direito do que se trata.
      Mas tenho profundas esperanças de que se esse psicopata for candidato, as revelações do Intercept mostrando as injustiças e hipocrisia praticadas por esse juiz criminoso finalmente sejam compreendias pela maioria da população.
      Também acho que ele não se sairá bem em debates. Sua soberba e autoritarismo virão à tona.

      1. A “Vaza Jato” não revelou nada, não vazou nada, onde estão as bombas que abalariam a reputação do Marreco, no máximo o capacho Deltan levou foi uma simples advertência. Nenhum pulo do gato houve. Lula está solto não pela Vaza Jato mas por um acordão do STF e os generais que comandam o país. A “Vaza Jato” foi uma farsa que vcs ainda defendem. Curioso que as mensagens vazadas sumiram quando a reforma que destruiu a previdência social foi aprovada no Senado. Glenn e seu canal The Intercept, que pertencem ao Deep state norte americano só nos distraiu para que a destruição dos direitos e liberdades se concretizassem. Se Lula e as esquerdas não radicalizarem essa p…, não acabarem com o movimento namastê(paz e amor) achando q naturalmente a coisa virará a favor, Moro, o vagabundo canalha togado, será o próximo presidente. Acordem.

        1. A Vazajato mudou tudo. Mudou a realidade do país. Jogou areia grossa na engrenagem do golpe. Esta fúria em desqualificar o Glenn Greenwald é tão suspeita que chega a dar nó. Nem sequer se confunde com a esquerda cheirosa que serve de massa de manobra para os golpes da dierita e do seu Estado Profundo. Ah, que vontade de que os progressistas radicalizem, para que possam descer o pau neles!

          1. Se com toda a má vontade da grande imprensa causou o estrago que causou, imagine se houvesse boa vontade. Já tinha governo caído por aí… foi de extrema valia, e tenho certeza que tem mais coisa pra vir aí.

  2. Na última eleição também havia 5 pretendentes a “Príncipe”. Aos golpistas pouco importa o cavalo ou o jumento que vão montar desde que ganhem a eleição. Vale tudo e todos contra o PT. “Qualquer coisa, menos o PT”, esse é o lema do Golpe. Tomará pudéssemos ser tão pragmáticos quanto nossos adversários e quanto os inimigos da democracia.

    1. Com um cinco gomes lutando cretinamente pra monopolizar-nos, ficou difícil. Pelo menos agora o lobo foi desmascarado
      Ç.

      1. Não tenho nenhuma simpatia com a figura política de Ciro Gomes, mas a bem da verdade é preciso dizer que não participou, nem por passiva, nem por ativas, da conspiração política que redundou no Golpe de Estado. Mesmo porque nunca foi considerado pelo “sujeito oculto” do Golpe, o Mercado, um candidato “amigo”, um candidato “pró”, um candidato “a favor da agenda de reformas” e todos os selos de garantia que o Mercado exige. O comportamento dele durante as eleição e depois da eleição de 2018, apenas confirma as desconfianças que essa figura política sempre despertou.

  3. “Nem sua divulgação atingiu a imagem de Moro…”
    Mas a globo não divulgou… escondeu.
    Todos eles se merecem, globo, moro, bozo, dória, generais golpistas, etc.
    Desgraçam o país.

  4. Aguardo as notícias da vaza-jato ou será que morreu?por que pararam? e as conversas bombásticas do criminoso moro que o Greenwald prometeu???ou será que era verdade o que os teóricos da conspiração falavam a respeito da fumaça da operação vaza-jato?

    1. Se Lula e as esquerdas dependerem do Gleen ou do The Intercept para virar a mesa política vão morrer afogados no meio do mar e nem na praia vão chegar.

    2. Não revelaram a totalidade dos papéis de Snowden, não revelarão a totalidade de documentos da vaza jato.
      Como não quero, por ora, acreditar na má fé do Glenn, reforço minha fé na má fé do Omidyar.

    3. Como falou o Talleyrand, esse caso seguiu a lógica do Snowden. Não será revelado, o que realmente pode fazer estrago. Não é teoria da conspiração, é informação baseada em dados concretos. Greenwald é patrocinado pelo Pierre Omidyar, que não tem interesse em desestabilizar o governo aqui. É a tática do fio dental, mostra tudo, mas esconde o essencial.

  5. adoro essas tiradas finais do Brito: “será cozido lentamente, como os galos e os marrecos devem ser” kk

  6. Criminosa e manipuladora do povo é essa tv de merda em que o Merdal e outros crápulas trabalham. Não enganam mais ninguém. Ou melhor, ainda enganam parte dessa população ignorante que vota no candidato das elites. Esse país está insuportável para se viver.

  7. Galo e marreco ficam melhores se cozinhados em uma cadeira elétrica. Mas isso não tem no Brasil.

  8. Que cozinhe…eu quero o marreco sofrendo….pra pagar o sofrimento de tantas famílias de desempregados e arruinados….ELE TEM DE PAGAR….Nada de ser rápido…..LENTO…DOLOROSO…IMPLACÁVEL…QUE ELE PERCA A VONTADE DE EXISTIR…QUE SE RECUSE A VIVER NO BURACO DE ONDE NUNCA DEVERIA TER SAÍDO…AÍ SIM…JUSTIÇA SERÁ FEITA.

    1. Esse merece. É pior do que os políticos corruptos, porque o que o move prioritariamente não é o dinheiro, mas a maldade e o exibicionismo típicos dos psicopatas. Ele deixa rastros, como por exemplo a condenação de Lula a nove anos e meio de prisão, em uma clara alusão à anormalidade física do presidente, bem como as fotos que tira ao lado dos políticos que apoia, para mostrar poder e espezinhar seus inimigos.

    2. Prefiro o marreco sendo depenado vivo, desfilando nú sua mediocridade como um juizeco mequetrefe que foi e um ministro inepto que é; seu autoritarismo doentio, de talhe fascista; e seu papel de sicário do golpe comandado pela CIA. Depois disso sendo despejado na sarjeta da vida.

  9. Estamos lascados, o governo familiciano nem tem um ano de balburdia e já estão pensando nas proximas eleições? Pra que? Para o eleito começar a pensar em reeleição???? E o país que se f…..

  10. E o PT? Não entra em cena nesse imbróglio?

    Só o marreco o Doriana e o Huck? O PT não vai ter candidato pra bater de frente com nenhum deles?

  11. Para completar a desgraça total do país, só falta Moro suceder ao Cachorro Louco. Aí, definitivamente, acho que estes eleitores merecem a merda que virá com Moro, após o governo de merda do capitão ameba.

  12. “Dou um pelo outro e não quero volta.”
    TODOS CANALHAS, inclusive e principalmente a GLOBOSTA.

  13. Assim que que o Bolsossauro num dos seus rompantes retirar Moro do Ministério da Justiça, mais cedo ou mais tarde, rapidamente ele terá a mesma relevância política de um bagaço de laranja exatamente como seu antecessor e antigo Golden Boy Global…
    Ségio Moro se juntará a Joaquim Barbosa num condomínio em Miami…
    No mais completo ostracismo, mas muito bem confortáveis…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *