Não é “normal” a política ser o mundo da mentira

metaaecioaroeira

Impossível deixar, nesta hora, de lembrar a frase que ouvi, certa vez, de Leonel Brizola: “eu uso as palavras para revelar minhas ideias, não para escondê-las”.

Claro, a política tem as suas chicanas, a desconversa, as parábolas, onde curvas são o caminho natural do que se almeja. Em todos os relacionamentos humanos – individuais ou sociais – é assim: a reta não é quase nunca o menor trajeto entre dois pontos.

Mas o que estamos assistindo, hoje, nada tem a ver com isso: vivemos mesmo o império da mentira e da hipocrisia descaradas.

A começar pelo julgamento de Lula, construído com desavergonhados – além dos métodos – cronograma, para afastá-lo do processo eleitoral. A reportagem de ontem da Folha, sobre a “atropelada” que o TRF-4 deu em sua pauta  para antecipá-lo e “limpar a área” da disputa eleitoral de 2018 é a confirmação de que tudo se move ali impulsionado pela política e, ao menos em parte do tribunal, sem qualquer preocupação, sequer, com o decoro.

Não é só aí o clima de falsidade se evidencia. O desavergonhado “esquenta” da campanha de Luciano Huck – que jura que não é, diz que pode ser, quem sabe, mas se comporta como candidato – passou a se fazer já não sob o patrocínio discreto da Globo, mas com a despudorada utilização da emissora para promovê-lo, como se viu no “Domingão do Faustão”.

É evidente que o espetáculo não se faria sem deliberação dos irmãos Marinho, em completa e flagrante contradição com o que, oficialmente, dizia a emissora há dois meses, afirmando que exigiria uma definição sobre candidaturas de seus funcionários. Não consta que, dois dias depois do “cirquinho” do Faustão, alguém tenha procurado a Globo e pergunte: “e aí, como fica aquilo que vocês disseram sobre candidaturas?”

A genial inspiração do Aroeira, na charge que “filo” para o post resume a preparação do novo Aécio, de mentirinha.

Mente-se, mente-se, mente-se e a fila incluiu Fernando Henrique Cardoso e seu “apoio” a Geraldo Alckmin, Rodrigo Maia e seu “não serei candidato” enquanto articula o que nega, a fé evangélica de Henrique Meirelles e a “desistência” de João Doria Jr.

Projetos, planos para o Brasil? Zero. A reforma da previdência que, se vier, vem antes. Mais nada.

A Lava Jato, focada desde o início em destruir Lula e o PT foi devastadora para o conservadorismo, que tem de apelar para farsas que, mesmo com o apoio unânime da imprensa, cada vez menos ilude a parcela lúcida e esclarecida da população.

A outra, já nem sabe eles o que fazer, está entregue à besta-fera Bolsonaro, a quem tentam, talvez tardiamente, destruir, depois de terem-no criado.

 
contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. É ou não é o país do “faz de conta”? O problema do brasileiro é que ele não tem “sensação”. A economia está crescendo muito, a inflação está baixa, o desemprego não existe, quem quebrou o Brasil foi o PT e a farsa a jato acabou com a corrupção. Mas o brasileiro “não sente isso”, conforme a urubóloga.

    1. RArnestinha

      ” Ai Jeff ,você tá me lascando! ”
      Toma vergonha descaradinha.
      A Bonequinha Barbie não pode ver o nome do Lula, que vem lamber !
      Deu pruridos anogenitais, vagabunda?
      Você tem tesão no Lulão, Barbie?
      Pensei que era só sua mãe.
      Sua mulherzinha também?
      Dilma é uma jumenta ?
      Lula é ladrão ?
      Vocês quando veem o nome do Lula começam a dar coceiras nos CUS e desatam a escrever mais MERDA.
      Cadelinha vadia!
      Kkkkk
      Kkkk
      Kkk

  2. Na boa, reclamar de mentira apoiando Lula e o PT é um pouco demais. Quanto ao “projeto” do país, é mais do que suficiente seguir a receita conhecida desde sempre, bem reiterada pelo FHC: manter a inflação baixa, tentar dar eficiências ás empresas, controlar as contas públicas e diminuir ou eliminar coisas desnecessárias para ter dinheiro para o essencial (saúde, educação, etc). Qual é mesmo o “projeto” do PT? Criar conselhos populares, controle social da mídia, gastar ao máximo, inchar o Estado e deixá-lo quebrá-lo para outro consertar e você poder dizer aos ignorantes que era bonzinho e os outros são malvados.

    1. Quem tem FHC como referência para o Brasil tem boas intenções para o Brasil, não é, Asnéstico?
      É “A Ponte Para o Inferno”!

    2. Arnestinha
      Tá pensando que eu me esqueci de você ?
      Se prepara cachorrinha vadia, foi só um breve tempo.
      Não adianta suas comparsas mudarem de nome e ou sexo, estarei no encalço de vacês vagabundas !
      KKKKK
      KKKK
      KKK
      KK
      K

      1. Fico feliz que a sua última internação tenha sido rápida e espero que desta vez o eletrochoque não tenha sido necessário. Mas enquanto você não encarar o tratamento a sério e tomar os remédios nas horas certas vai ser assim, de vez em quando vão precisar te internar por mais um “breve tempo”.

    3. RArnestinha

      Toma vergonha descaradinha.
      A Bonequinha Barbie não pode ver o nome do Lula, que vem lamber !
      Deu pruridos anogenitais, vagabunda?
      Você tem tesão no Lulão, Barbie?
      Dilma é uma jumenta ?
      Lula é ladrão ?
      Vocês quando veem o nome do Lula começam a dar coceiras nos CUS e desatam a escrever mais MERDA.
      Cadelinha vadia!
      Kkkkk
      Kkkk
      Kkk

  3. Tudo é falso e desvirtuado na imprensa brasileira, confesso que fico admirado da capacidade de distorcer os fatos e até os números quando se trata de notícias sobre quem não é neoliberal, a mídia brasileira se tornou tão mentirosa que não se pode acreditar nem na previsão do tempo

  4. A insistência em sobre-dimensionar Boçalnaro persiste como um carma no editor-chefe deste blog.

    [ A outra, já nem sabe eles o que fazer, está entregue à besta-fera Bolsonaro, a quem tentam, talvez tardiamente, destruir, depois de terem-no criado.

    ]

    Como sempre afirmei: Boçalnaro é um ‘traque’, não a ‘bomba’ que muitos blogueiros progressistas estão alardeando. Até outubro teremos a confirmação.

  5. Ele é tão mais burro que o próprio Bolsonaro que possui meio neurônio solteiro, que talvez até o colocasse como ministro da Economia.
    Seria muito mais fácil desmembra-lo do que o Bolsa, já que nem os papagaios,nascidos à sua imagem e semelhança,votariam no bicudinho da globo ,a qual urdiu o golpe que hoje destrói o país, gerou ele na barriga do JN e o pariu no intestino da Leitão.
    Ele seria um cagalhão natimorto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *