O “Arquivo X” dos delírios fundamentalistas

Vinícius Torres Freire, na Folha de hoje, escreve um ótimo texto, com informações objetivas – e sem citações em grego ou tupi-guarani, sobre os efeitos potenciais do surto “olavista” da chefia de nossa diplomacia, onde arranja um nome sensacional para a turma que vê nas relações internacionais um “plano globalista” semelhante à crença em discos voadores: o pessoal do “Arquivo X”.

O texto de Vinícius dá a medida em números dos desastres que se estão aprontando, ainda mais numa hora em que o preço do petróleo cai (reduzindo a disponibilidade de recursos dos países árabes) e a economia chinesa dá sinais de desaceleração.

Assombrações no Itamaraty

Vinicius Torres Freire, na Folha

Ainda é cedo para dizer que a nova política externa brasileira será ameaça à segurança nacional e à economia. Discursos ideológicos de posse são palavras, nada mais do que palavras, até que se verifique sua influência na prática da política internacional.

Além do mais, não sabemos quem terá voz nas negociações comerciais. Pode ser que o comércio exterior fique sob a alçada ou siga diretrizes do Ministério da Economia. Goste-se ou não do programa econômico do novo governo, nesse caso a conversa faz parte do universo da razão.

Ainda assim, causa consternação e ansiedade que o Itamaraty corra o risco de se integrar ao núcleo “Arquivo X” do novo governo (ao lado de Educação e Direitos Humanos).

Como talvez se recorde, “Arquivo X” era uma série de TV americana dos anos 1990 que contava histórias de dois agentes do FBI dedicados a investigar ETs e fenômenos paranormais, assim como as conspirações do establishment com o objetivo de ocultar essas ocorrências do outro mundo.

Isto posto, seria útil mostrar que “a verdade está lá fora” (mote do “Arquivo X”), dar outra vez exemplos de como as transações comerciais deveriam ser uma preocupação essencial do planejamento da política externa.

Acabam de sair os resultados do comércio exterior em 2018. A China, maior cliente dos produtos brasileiros desde 2013, se tornou ainda mais preponderante: 28% das exportações vão para lá (para os Estados Unidos, vão 12%). Desde o fim do século passado, quase 31% do aumento das vendas externas do Brasil se deveu ao consumo chinês.

Os chineses compram 57% do petróleo bruto brasileiro, 82% da soja em grãos, 54% do minério de ferro, 42% da celulose e 17% das carnes, entre os principais produtos brasileiros de exportação.

Os complexos soja, carnes, veículos, além minério de ferro, celulose e açúcar, fizeram 57% do valor das vendas no ano passado.

Cliente morto não paga, cliente arreliado não volta e, no caso da China, pode ser que, no limite, um atrito sério os leve a montar loja para novos amigos (bancar plantações e exploração de petróleo em outra parte). De mais concreto, o país pode perder dinheiro chinês ávido por financiar a nossa infraestrutura mambembe.

O Oriente Médio, na maior parte muçulmano, é outro freguês que pode ser insultado por essa ameaça inédita de maus modos na diplomacia brasileira e decisões equivocadas quanto ao conflito entre Israel e Palestina.

Leva apenas 4% das exportações brasileiras. Mas compra 20% das carnes que vendemos lá fora e 22% dos açúcares. Além do problema em si que é ficar sem voz e moral diante do imenso mundo islâmico, perder negócios nesses setores provoca um estrago que vai das plantações de grãos e cana às indústrias processadoras e fornecedoras do setor, um encadeamento econômico muito sério.

A União Europeia é, por definição, internacionalista, quando não globalista, ambientalista e, de quebra, centro e origem da tradição ocidental. Leva 17,6% do valor das exportações brasileiras.

É muito, mesmo com seus protecionismos, que terá mais desculpas ou motivos para continuar a existir caso o Brasil avacalhe instituições multilaterais de cooperação, achincalhe acordos climáticos e dê outros tiros no pé ou na cabeça, como arrasar o ambiente ou baixar a guarda da vigilância sanitária de suas criações.

Retórica jacu e bizarra não paga as nossas contas externas, mas pode ter troco, o de atrair conflitos exóticos para cá.

PS. Não sei se Vinícius sabia, mas o senhor Araújo, segundo o Estadão publicou em novembro, numa palestra ele (Araújo), depois de exibir um slide no qual dois discos voadores apareciam junto ao prédio da ONU, “passou a especular que seria importante discutir seriamente a “exodiplomacia” (diplomacia entre seres de diferentes planetas)“. Depois, disse que foi uma “típica blague diplomática, uma brincadeira para descontrair a plateia”. Deve ter sido: o chefe Olavo diz que esta história de ET é um golpe do globalismo. A nossa “exodiplomacia” cega é um problema bem terrestre.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

52 respostas

  1. a foto deixa claro a predileção desses trastes
    seguram as 2 bandeiras dos paises exterminadores e deixam a do Brasil no chão e cobrindo bundas…

    1. São os últimos reflexos do baile… Gente que se perdeu na posse do Bozo… Gente que pensa que as bandeiras dos EUA e Israel tem o poder de perdoar os pecados e abrir os caminhos para a epifania da Goiabeira Sagrada…

  2. Antes eu estava desconfiado. Depois fiquei assustado. Após a posse e os discursos que li ou ouvi, estou APAVORADO. Ninguém diz coisa com coisa. É um bando de ignorantes falando sobre o que não sabe, criando situações de ficção ou de comédia pastelão. Resumo: ninguém sabe nada e ninguém se entende. A receita certa para tudo dar errado. Estamos lascados.

    1. Entendo você, mas veja… se Bolsonaro DER CERTO, estaremos ou em guerra civil ou no século XIX em questão de meses… prefiro que dê errado, porque acabará logo. Se nós inermes levantarmos a cabeça dos malditos smartphones…

    2. Entendo você, mas veja… se Bolsonaro DER CERTO, estaremos ou em guerra civil ou no século XIX em questão de meses… prefiro que dê errado, porque acabará logo. Se nós inermes levantarmos a cabeça dos malditos smartphones…

      1. Apoiado. Já passou da hora de organizar atos gigantescos de protesto contra esse governo da imbecilidade máxima. Sem cores partidárias, só os cidadãos apavorados..

        1. Morro de pena do Ciro Gomes. Acho que o clima super-pesado dos primeiros dias do governo bolsonariano foi demais para ele. Fundiu a cuca, fumaçou, desapareceu…

        2. Frase: No Brasil não existe Mercado. Existem açambarcadores, tubarões, chupins, sanguessugas, fominhas e embusteiros.

        3. Demitir por diferença de opinião não é diferente de demitir por diferença de cor. É simplesmente racismo.

        4. Quem não acredita na inocência absoluta do Lula, para mim, não se informou ou não quis de informar o suficiente para falar sobre o assunto. Não merece um centavo de papo.

      2. Quando antes chegarmos ao fundo do poço (já chegamos, mas insistem em cavar mais pra baixo), mais rápido esse desgoverno acabará ! Que não dure 2 anos igual ao Collor !

      3. Soube, por intermédio dos espíritos, que a turma que está chegando recentemente por aquelas bandas, inclusive, ao inferno, apresenta as mãos enrijecidas, naquela posição de segurar o aparelhinho da besta. Segundo me disseram, o Diabo anda às gargalhadas vendo os infelizes com as mãos fixas naquela posição, talvez, pela eternidade e espalhando que nunca soprou melhor ideia antes.

      4. A principal defesa dos apoiadores obcecados do Bozo é o Lula. Qualquer argumento é: Mas o Lula, O Petê, o mensalão, Lula preso etc etc.

    3. O pior é que eles TEM CERTEZA de saber o que fazem. O nível de estupidez é abissal, muito mais profundo do que imaginávamos. Não foi à toa que chamaram o Moro pra Justiça, outro expoente da ignorância e da prepotência somadas.

      1. Perfeito. O que me espanta é que a ignorância é premiada. E eles se sentem inteligentes, cultos, eruditos, preparados. Que bagaça!

    4. O maior problema do país hoje é que desapareceu como fumaça toda e qualquer segurança jurídica. Ninguém de sã consciência está se sentindo amparado por leis e por uma Constituição. A credibilidade no sistema jurídico virou pó. Em pouco tempo esta sensação alcançará toda a população, tornando miseráveis as vidas dos que já sentem que perdem direitos e liberdade que deveriam ser assegurados pelo simples fato de fazermos parte de um país supostamente civilizado. Os melhores seres humanos do país estão se sentindo passíveis de perseguição a qualquer momento, apenas pelo fato de serem bons e humanos.

      1. A segurança jurídica foi para o brejo desde o golpe contra a presidente Dilma. De lá pra cá só piorou e piorou…

          1. Foi um processo. Começou com uma rachadura, no Mentirão, com aquela história de “domínio do fato” e de processo paralelo, onde ficaram escondidas as provas da inocência dos acusados, “para não atrapalhar”. Dai, começaram todo tipo de burla às leis e à Constituição, tanto para incriminar gente do Partido dos Trabalhadores, como para acoitar gente do partido dos tucanos. A própria justiça política alimentava sua aliada de ocasião, a mídia, com as mentiras e a demonização pesada dos adversários políticos de ambos, através de informações descontextualizadas e que não poderiam ser divulgadas, porque não haviam sido confirmadas. A coisa cresceu muito depois disso, e agora chegou à burla franca e aberta das eleições, com a prisão do concorrente favorito para que a extrema-direita ganhasse e colocasse no seu ministério o juiz que prendeu o tal concorrente. Isso, embora até a ONU tenha pedido elegantemente que, por favor, o país se mantivesse nos trilhos da civilização e reconhecesse o direito líquido e certo de concorrer do líder do PT que foi preso. Querem agora fazer e acontecer à margem da Constituição. No poder, não temos mais uma quadrilha, temos uma família. Daqui para frente, tudo pode acontecer. Não existe mais nem rastro de justiça, e nessa situação só vale o desejo pessoal de quem se acha dono do país.

          2. Tem razão, Guimarães; é que nós andamos muito lentos ( e crédulos) do Mentirão para cá, e nem notamos que José Dirceu foi o primeiro preso político da tal “normalidade democrática”.

      2. Alecs, seu último argumento sintetiza todo o meu pesar. Angustia também a indiferença de algumas pessoas do meu convivio que eu considerava “boas de coração “

      3. Sim, foste ao ponto – total e completa destruição da estrutura legal do Brasil. Durante a ditadura Temer, bastava a vontade da autoridade para algum ato arbritário ser implementado, independente de normas, costumes, leis ou principios constitucionais. E esses monstros entronizados na urna são muito, mas muito piores que Temer. São a própria encarnação da arrogância. São perigosíssimos, mas a chance dessa gente “dar certo” é nula. O problema é o desastre que virá. Oremos.

  3. Caaalma, pessoal… três janelas se fecham, uma porta se abre… perdemos a União Européia, o Mundo Árabico-islâmico e a China (somados, uns 70% do PIB mundial), mas estamos ganhando Israel, com seus 7 milhões de consumidores, ou algo como a zona leste de São Paulo. Não é uma pechincha?

    1. Sem contar que junto com Israel virá o terrorismo internacional para nos assombrar. Vai ser interessante ver os homens-bomba tentarem explodir a Universal…hahahahaha

  4. no Twitter é fácil achar bolsolixos aplaudindo o rompimento com a Chima malvadona e com os terroristas árabes… esses mesmos aplaudem as alianças com EUA e Israel – paises de bem, segundo eles

    1. Rita, eles não sabem absolutamente nada, são uns imbecis que só leem merdas em redes sociais. Não tem a menor ideia de como é a “sociedade” em israel.

  5. É estarrecedor como esse filósofo de botequim, aquele que é conduzido bêbado para casa de madrugada pelos garçons (não! está provado que não tem dono!), é levado a sério e até incensado não só pelo governo, mas também pelos blogs? Será que ele teria toda esta importância se não se falasse tanto dele? Visite o youtube e ele está deitando falação em um a cada dois vídeos relacionados a política e ao governo. Papagaio só aprende a falar se nós ficarmos repetindo as palavras para ele. Ele, e o Olavo, não pensam. Apenas falam. Como é que alguém perde tempo e assim, dá importância e créditos a discussões sobre a platitude do planeta terra? Que o governo bolsonário tenha esse nível é esperado, mas os blogs? Pessoas sérias que poderiam estar narrando, reportando e colocando em discussão outros assuntos?

  6. A ideologia-religião que está em voga no país parece ser a ideologia-religião do Mal. Aquilo que for pior para a Humanidade, aquilo que for mais degradante, mais radicalmente nocivo à civilização, será isto que os noviços desta nova religião adotarão como símbolo e como meta. Se surgisse algum deus pior que Satanás, este seria imediatamente posto no altar desta nova ideologia-religião brasileira.

  7. O problema dos IDIOTAS é que qualquer tema que eles venham a abordar sempre o farão desde seu miserável nível cognitivo.
    Estão misturados neste “pastelão” bolsonarista ,temas ABSOLUTAMENTE diferentes e importantes e que merecem ser tratados de forma séria e responsável.
    Globalismo não é a panacêia que querem nos vender , vida extraterrestre ( concreta ,real)na boca destes boçais vira piada e comercio exterior ideologizado ,não é comércio ( os asnos deveriam saber que EEUU compra petróleo da Venezuela).
    Ps: a “desculpa” americana e vendida no Brasil pela mídia canalha ,—–é que se parasse de comprar, o caos na Venezuela e AL sería muito grande, e eeuu acabaría prejudicado com isso!!!——papai noel existe !!

    1. Estou torcendo pra China mudar de fornecedor. Vai ser muito divertido ver o Bozo chamar o Queiroz pra “fazer rolo” e salvar a balança comercial brasileira . Quem sabe o Guedes não gosta do cara e lhe dá um cargo no Ministério da Economia?

  8. Um governo populista se faz com pão e circo.

    Por enquanto, temos tido muito circo (em especial, espetáculos de palhaçada, ilusionismo retórico e contorcionismo ético). Quero ver quando começar a faltar o pão – que já tem andado racionado.

  9. Só está faltando o decreto obrigando você, ao fazer uma entrevista para emprego, ter que provar que é um fiel de uma dessas igrejas dos malucos e está com o dízimo em dia. A famosa diversidade do Brasil está com os dias contados.

  10. Minha contribuição aos comentários é a seguinte: PARABÉNS A TODOS OS COMENTARISTAS QUE ME ANTECEDERAM!!! (e ao Brito por publicar o excelente texto …)

  11. Brito, o reporter “esqueceu” de citar qual é a participação do Mercosul (que já foi esnobado pelo PG)…

    Logo, o buraco é mais embaixo!!!

  12. Vinicius Torres Freire foi mais um dos “jornalistas” que tinham orgasmos em praticar jornalismo de guerra contra a Dilma e o PT. Agora chupa que é de nabo seu babaca. Vai ficar sem emprego!

  13. *Não Sonho Mais*
    Chico Buarque

    Hoje eu sonhei contigo,
    Tanta desdita! Amor, nem te digo
    Tanto castigo que eu tava aflita de te contar.

    Foi um sonho medonho
    Desses que, às vezes, a gente sonha
    E baba na fronha e se urina toda e quer sufocar.

    Meu amor, vi chegando
    Um trêm de candango
    Formando um bando,
    Mas que era um bando
    De orangotango pra te pegar.

    1. Pois é “Chame, chame, chame lá chame, chame o ladrão, chame o ladrão”

  14. Imaginemos a China dando um pé na bunda do nosso agro negócio. Será o caos.
    Os ruralista vão vender pra quem mesmo???

  15. Os Chineses não brincam em serviço, minério e soja eles já devem ter um estoque monstruoso e agora u q vamos contar na nossa casa???

  16. isso é q é sintonia fina…. exodiplomacia.. e lá na matriz o trumpeco criando exército espacial…. mas nessas horas ´é bom lembrar o q disse jean willis tempos atrás, Q bozo na câmara tinha a função de distrair, criar polêmica e chamar a atenção para si, enquanto nos bastidores os outros operavam…. ou seja, agora, ele e os seus criam muitos fatos para distrair e dividir nossa atenção mas a atenção deve estar na economia pq é ali q o jogo é jogado. Onde querem tirar os direitos e repassar tudo aos ricos e gringos. Essa é afinal a missão deles, a continuidade do flagelo temer

  17. Se for para o lado da economia parte do universo da razão? Porque será que não acredito nisso? Talvez porque o dono da pasta esteja propondo uma reforma da previdência apertando ainda mais o conto do pobre miserável do candidato à aposentadoria sem mostrar nenhum número para justificar?

  18. Acho isso tudo ótimo. Umas elites (elite!?) de boston retirando suas máscaras histriônicas, a desnudarem suas hipocrisias diante das massas que elas deixaram na ignorância , plebe rude a formarem um rebanho que todo domingo vão receber o ópio de hóstias em sessões de hipnose em igrejas conduzidas por lobos fariseus…glória a dEUZ, aquele que escreve certo por linhas tortas seus garranchos históricos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *