O fogo do diesel não apagou

O presidente “não quer e não pode” interferir nos preços dos combustíveis.

O que não impediu seu ministro da Casa Civil de mandar aos caminhoneiros um áudio dizendo que Jair Bolsonaro “deu um tranco na Petrobras”.

E que não impede que, ma semana entre o cancelamento do reajuste adiado e hoje , a cesta “preço internacional” + “cotação do dólar” tenha subido quase 3%.

É evidente que nem a recuperação de estradas, nem as linhas de crédito, nem o tal “Cartão Caminhoneiro”, oferecidos pelo Governo para deter a prometida ação dos caminhoneiros são para já.

Quarta-feira, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, vai à Câmara dos Deputados e vai sobrar pedrada na política de preços da empresa. Ou do governo, melhor dizendo.

Embora a empresa esteja, “segurando” o preço do diesel frente a uma alta do petróleo de 25% desde o início do ano, isso em dólar, maior ainda em reais.

Este preço aí em cima é o das refinarias, claro, e está em alta forte.

Ainda que bolsonaristas, a lideranças dos caminhoneiros não têm nem unidade, nem expressão sobre a categoria, e o governo deve se dar por satisfeito se as coisas ficarem apenas no campo das ameaças.

Até porque não há um cenário de queda nos preços internacionais, que são a bíblia do liberalismo para os preços que a Petrobras deve cobrar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

12 respostas

  1. Acho difícil greve de caminhoneiros sem ajudinha dos patrões. O que o povo brasileiro não tem sequer idéia, é de que as desgraças da era Bolsonaro nem começaram ainda. O país ainda tem uma economia com a base formidável que o PT estruturou, a ponto de suportar 5 anos de destruição sem quebrar. E as maldades piores do Guedes ainda estão só no papel.

    1. É o que digo, povo está apático por um simples motivo: A VIDA AINDA ESTÁ BOA, surfam nas estruturas e mercados abertos pelo maior presidente que o Brasil teve e talvez um dos melhores do mundo nas últimas décadas, ainda tem algum consumo, podem comprar seus carros, suas motos..

      Mas o amigo foi muito generoso falando em 5 anos, diria que a merdalhada vai começar a aparecer ano que vem.

      1. No segundo semestre a vida já não estará nada boa para uma quantidade considerável de gente de classe média. E o aumento da miséria já poderá ser sentido por toda a parte.

    2. O “governo” está segurando a cotação da moeda mediante a injeção de dólares via contratos indexados.
      Em algum momento, o mercado vai aumentar a aposta para ver até onde o “governo” está disposto a ir. As reservas formadas no período petista estão segurando o tranco e possibilitando algum controle, mas, ao menor sinal de fraqueza as apostas aumentarão.

    3. Quando Temer “negociou com as lideranças” dos caminhoneiros, identificou todos eles. Se não foram subornados, devem ter sido ameaçados.

  2. Esses nossos caminhoneiros são, quase todos, pessoas mesquinhas de classe média que se acham patrões, mas tem vida sofrida de trabalhadores com jornadas de trabalho escravistas, apesar disto apoiam sem-vergonhas e pilantras como o Bozo, eles costumam dar tiros nos próprios pés.

  3. Segura a onda aí, amigo caminhoneiro das elites!
    Bosónaro, autorizou que os empresários ricos dos Postos de Combustíveis podem, devem e vão arregaçar o fio-f-ó de vocês a cada 15 ou 30 dias!
    Quer dizer… vai dar tempo do “PERFUMADO” se curar antes dos liberais ferrarem vocês de novo e novamente! Assim dá PRAZER, TALÓQUEI?
    Mas, isto pouco vai adiantar… a tesão e a ganância do DEUS MERCADO por DINHEIRO é imensa…
    E, sem crescimento econômico… o consumo não cresce… e vocês todos, e todos nós, estamos bem FERRADOS!
    AFUNDA BRAZZZIL!

  4. Os caminhoneiros q se explodam. Ainda vou viver pra vê-los fazendo manifestações pedindo pelamordedels pela queda deste desgoverno e pela volta do PT. Aí, caminhoneiros otários! Vão ter que chupar a manga que ajudaram a plantar até o caroço!

  5. Qual o custo para a Petrobras de um barril de diesel importado (preço em US$)? Qual o custo para a Petrobras de um barril de diesel produzido a partir de petróleo brasileiro e aqui refinado (preço em R$)? Há que se saber estes dois preços/valores para se ter uma ideia sobre a política de preços que vem sendo praticada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *