O ‘otimismo” de Guedes: pior do que está não fica

O atento redator das chamadas do site da Folha recolheu a pérola deixada no último parágrafo de uma matéria feita sobre a fala de Paulo Guedes numa palestra virtual a integrantes do IGP (Instituto de Garantias Penais).

Vejo um futuro brilhante porque é muito difícil a gente piorar“, diz Guedes sobre recuperação econômica”, relata o jornal transcrevendo o tirirítico Ministro da Economia, no mesmo dia em que o comércio, segundo o IBGE, tem a maior queda dos últimos 20 anos: 17 por cento em relação a março, quando já registrara baixa sobre fevereiro.

Na avaliação do ex-Posto Ipiranga, quem nos colocou na crise foi “nosso viés cultural”, seja lá o que isso queira dizer.

No melhor estilo “disco arranhado”, Guedes continua dizendo que apenas uma reforma tributária a “mágica” para o Brasil se recuperar, como se isso fosse suprir a carência de investimentos e as dores de cabeça ampliadas do endividamento público.

Os mecanismos de financiamento do investimento, público e privado, na economia brasileira precisam ser revistos e ampliados e os bancos privados, como se viu no fracasso da maioria das linhas de ajuda emergencial que “encalharam” no sistema bancário.

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email