O PIB que cresce agora é o “Pobreza Interna Bruta”

Os números da Comissão Econômica para a América Latina, um órgão da ONU, são avassaladores.

O número de miseráveis nos países latino-americanos subiu e coube ao Brasil a posição de “locomotiva” desta marcha-a-ré.

Diz o El País que “o aumento da pobreza extrema da América Latina se explica, em boa medida, pela má evolução do Brasil, disparadamente o país mais populoso da região, que entre 2015 e 2017 viu a pobreza extrema saltar de 4% para 5,5% da sua população”.

1,5% de uma população de pouco mais de 200 milhões de pessoas são mais de três milhões de seres humanos. Oito milhões de miseráveis passaram a ser 11 milhões.

Gente que vive com menos de 1 dólar por dia.

Considerado o conceito de pobreza – US$ 2 dólares por dia – são 40 milhões, 19,9% da população.

Até agora, o que se expôs para vencer este problema foi o de o projeto da bala.

Logo adiante, ao que parece, trata-se de passar os direitos previdenciários pelo liquidificador.

Somos um caso sui-generis de país que diz apostar em desenvolvimento econômico com empobrecimento da população.

Só se PIB agora significar “Pobreza Interna Bruta”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. É o primeiro efeito da velha direita burguesa incompetente no poder, “america latrina” . Esse governo é a continuidade do fracasso do governo temer e as tais das reformas de araque, que nao deram em nada, mas serviram pra mostrar que esses bagre nao sabem nem o que estao fazendo. So que o bozo vai se afundar bem mais rapido, pelo despreparo e o amadorismo, e tambem agora sem a banda podre da midia pra acobertar e desinformar.

    1. Na verdade trata-se de um efeito lógico da política que eles —-os delinquentes—- implementam cientes do seu resultado.
      Estes números só corroboram a eficiência das medidas aplicadas.Inclue-se nos dados o ano de 2015 ,com a Dilma já sob fogo do GOLPE ,dando as costas a seu passado e colocando um delinquente liberal no comando da economia.
      Em relação a suposta “briguinha” mídia/asno , os barões da comunicação só estão querendo aumentar seu preço.Nada que a gente não tenha visto antes.

  2. E não há como, diante desses números, chamar à responsabilidade, à justa, os (ir)responsáveis por isso, a turma (quadrilha) do Golpe de 2016 ? A esquerda é muito mole, dá muita canja pra direita deitar e rolar… Se as coisas são assim tão evidentes, não há quem possa negar uma evidência, é tudo uma questão de saber como, onde e quando agir para melhor se contrapor a esses/as bandidos/as que assaltaram o poder.

  3. O culpado não pode ser o Lula, porque está preso. Aliás, é um dos três presos políticos do Brasil de hoje. Preso político. Qual o culpado, então? Será que a pobreza extrema cresceu porque a Gleise foi à posse do presidente da Venezuela? Ou foi porque o PT não fez a “autocrítica”?

  4. Ontem tivemos a “visita” do sabujo argentino Macri.Que é que foi divulgado pela mídia em geral ,”a forte crítica a –ditadura– venezuelana”
    .Que sería desses dois sabujos dos americanos ,não fosse o Maduro ???.
    Mas,assim pelo baixo e sem explicações “assina-se um novo tratado de extradição” ,que é que isso significa ??? RELANÇAMENTO DA OPERAÇÃO CÔNDOR GANHA MAIS UMA FERRAMENTA.
    Falta-lhe ao fantoche argentino o que sobra no Brasil ,milicos sedentos de poder e sangue .Apesar dos inúmeros esforços do seu desgoverno para resgatar o poder dos fardados,lá O POVO ORGANIZADO impediu uma e outra vez suas tentativas.
    Por fim, uma frase do palhaço em sua campanha política —- a inflação é uma clara demonstração da incapacidade de governar —-(maio de 2014).
    A previsão para este ano é de uma inflação em torno de 50%.
    Serve de consolo aos tolos, “a burrice não é patrimônio brasileiro”

  5. E pensar que muitos destes “novos pobres” votaram no clã MeuBol$oMinhaFamília. Quando essas pessoas perceberão que foram enganadas e que o país está indo ralo abaixo?

  6. Prova da eficiência da direita brasileira em cumprir o prometido aos donos do poder. Desmontar o Estado Social, incrementar o desemprego até perto de 1/4 da população total e diminuir dramaticamente o poder aquisitivo dos estratos médios da população, o chamado “squeezing” salarial da classe média, que deixa praticamente de existir. Assim, criou-se uma divisão de classes reduzida: muito ricos, pobres e miseráveis. E um imenso exército de reserva de trabalhadores aptos a assumir qualquer vaga disponível, o que gera um medo absoluto dos integrantes da classe pobre, recentemente defenestrados de sua condição de classe média-baixa ou média, de serem reduzidos à classe dos miseráveis. O paraíso dos rentistas: a luta de classes se dá entre as de baixo, lutando entre si pelo direito de ter o mínimo para a sua sobrevivência, e mantém-se longe dos verdadeiros vencedores do golpe. Tristemente, o fato é que enquanto a esquerda discute, a direita, à sua maneira, funciona. O objetivo por eles almejado quase sempre é atingido.

  7. É verdade. A estrada de Canindé CE para Fortaleza, já aparenta sinais de volta dos tempos antes de Lula. O asfalto é bom portanto não obriga os motoristas a pararem em buracos. Assim sendo, as pessoas pobres, talvez com a bolsa família cortada, montam tendinhas a espera de esmolas. Muito triste, voltar a ver estas cenas no meu Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *