O tapa do papa

A turma do “prende-bate-tortura-esfola-mata”, nas redes sociais, atribui ao “comunismo” do Papa Francisco o tapa que deu na mão de uma fiel que o agarrou, puxou e recusou-se a largá-lo.

Claro que não foi a reação mais “correta” e Francisco hoje desculpou-se: “Muitas vezes perdemos a paciência. Isso acontece comigo também. Peço desculpas pelo mau exemplo dado ontem”.

Não é necessário falar da reação de um homem de 83 anos, subitamente puxado com força pela mão quando andava na direção inversa.

O mais significativo é verificar o quanto é natural e espontânea a rejeição de Francisco a gestos de idolatria, o que já demonstrou nas muitas vezes que tirou a mão da frente de visitantes que a pretendiam beijar.

É nisto que reside o significado da cena.

A condição humana dos papas, com o próprio Ratzinger diz a Francisco, num dos ótimos diálogos do filme “Dois Papas”.

E, paradoxalmente, embora não seja correto bater em alguém, creio que essa demonstração de falibilidade humana traz o Papa para mais perto das pessoas.

Afinal, não há cordeiro de Deus, daqueles que recolhem os pecados do mundo, que não dê suas marradas.

Quanto aos minions, aos hipócritas da fé com morte, basta perguntar se Francisco não estaria naquele excludente de ilucitude: escusável medo, surpresa ou violenta emoção.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. Fico feliz em ver o Brito repudiar a idolatria no campo religioso. A idolatria exige uma relação de submissão, subserviência. Como eu acredito sinceramente que Brito valoriza a coerência nos seus gestos, tenho fundamentada esperança de que o seu repúdio à idolatria estenda-se TAMBÉM ao campo político.

  2. O contato (inevitável) de final de ano, com parentes e amigos, deixou pra mim um saldo desanimador. Falamos, escrevemos, postamos para nós mesmos. Ele vivem em outro universo. Acreditem ou não, minha comadre não sabia o que significava aquele L que o jogador do Flamengo faz com a mão. Poucos sabem quem é Glenn Greenwald, ninguém ouviu jamais falar em Tacla Duran e por aí vai. É inútil explicar. A comunicação de nosso tempo tem o poder de forjar uma realidade virtual, onde todos passam a viver. Um universo onde Lulinha ainda é dono da Friboi, o comunismo é a grande ameaça, o PT quebrou o Brasil e daí por diante……..

    1. E mesmo a PF deflagrando operações p cima dos REAIS DONOS DA FRIBOI e OI. Ou seja, a técnica p noticiar no Brasil, é quase aquela tal dos comerciais q passam informações sublimares em segundos.

      Já tentei q chegasse até o PT(falo PT, porque o Brasil e, acho q até ele, se vê responsável pelos problemas q o país passa), ou partidos progressistas, sobre a possibilidade(não sei agora, pois parece q foi retiradO), de usar o horário gratuito dos partidos, p esclarecerem, ensinarem, informarem, etc, etc, sobre assuntos diversos. Por exemplo, o por quê das torturas. Cansei d ouvir pessoas dizerem que “boa coisa não estavam fazendo para serem torturados”. Enquanto q do outro lado, os extremistas, estão sempre renovando na mente do povo com vídeos de q fizeram sequestros, roubos, etc.
      Ou sobre fakes news das eleições, como o kit gay. Kd, onde tem algo contundente, massacrante fulminando isso? Processaram os caluniadores?
      Pensem, vídeos didáticos, curtinhos, desde agora sendo veiculados gradativamente, em capítulos(TIPO “A MALHAÇÃO”, mas do bem rsr, gente, a Gobo tem a fórmula, é só usar), esclarecendo, mas principalmente, educando, conscientizando a responsabilidade e IMPORTÂNCIA DA POLÍTICA , DO POLÍTICO, do voto, do eleitor para o DESENVOLVIMENTO DO PAÍS. E não somente em tempo de eleições, onde o foco é outro…Afff, empolguei. É q a kbça fervilha d idéias….rsrs

    2. Vc não imagine o tanto de idiotices que ouvi. Uma delas, critica ao Lula por ter “criado Universidades demais”. PQP,é o fim da picada.

    3. E depois tem gente até de esquerda que acha que a mídia empresarial não é a principal culpada pela situação terrível que o país atravessa. Todo jornalista colaboracionista será cobrado até seus últimos dias pelo crime que ajudou a cometerem, quando a democracia for reinstaurada plenamente. O problema dos reacionários e picaretas é este, eles sempre pensam que o nicho de tempo que os acolhe agora não é passageiro, mas sim uma época definitiva que se instalou para sempre. .

    4. Estamos na Alemanha dos anos 30, onde a mídia manipula a mente das pessoas ao invés de procurar aproxima-las da realidade. Isto diz que o senso critico do povo não é mais importante. Este aviltamento do senso crítico tornará as próprias pessoas irrelevantes, eis o perigo.

      1. Convenhamos que manipular a mente do brasileiro não requer muito esforço. Somos um povo alienado.

  3. Eu acho que não existe” a melhor reação”.

    Foi uma reação absolutamente humana. A mesma que Jesus teve com os religiosos hipócritas no templo. Dentro do contexto a reação foi natural e a mais óbvia. Um homem pressionado, ameaçado e idoso que repentina e inesperadamente é puxado abruptamente no sentido contrário ao de seu movimento não teria reação diferente.

  4. Belo texto! ????????????????
    Seguramente se algo assim acontecesse com uma autoridade brasileira, a reação teria sido um tiro na cara disparado pela autoridade ou por seus seguranças. Alguma dívida? ????????????

  5. Instinto de defesa de qualquer ser vivo e não seria diferente no Papa, pois a cena fala por si só. O Papa é um grande negócio para o Vaticano. Ver o Papa de pertinho e ainda o tocar não deve sair barato ao fiel que pode escolher o melhor lugar que a fé o inspira a “doar”. Assim, se for o caso dessa senhora, acredito que ela deve pedir reembolso de seu investimento sagrado.

  6. Parabéns, homem Francisco, o Papa Hermano.É um homem e deve reagir como tal. E se ela fosse um daqueles que atiraram no Lennon e no Reagan? Francisco fez bem em afastar-se rapidamente. Parabéns querido Francisco. E olha que eu sou ateu.

  7. Suponho que na Igreja não exista uma única pessoa capaz de censurar o Papa por isto. Todos sabem que o Papa é humano, e para quem é humano, a paciência é coisa que tem limites. E depois, levar um tapa do Papa é um souvenir além da imaginação. Tapa de Papa não dói.

  8. Essa mulher não dorme mais! Deve ficar pensando: Levei um tapa do Papa, que maravilha! Não demora muito para alguém atribuir milagres a ela!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.