O tempo passou e a grande mídia não entendeu

Esconder manifestações de massa no início dos anos 80, embora tão desprezível quanto hoje, ainda poderia trazer algum ganho político para os grupos empresariais de mídia, embora fosse algo frágil, como o mostrou a campanha das Diretas.

Mas agora, nos tempos de internet, redes sociais e uma nova imprensa alternativa nas redes é apenas burrice.

Já não é o caso de se tornarem suspeitos – e estenderem a seus profissionais esta desconfiança, aliás, em muitos casos merecida.

É o de se converterem em inúteis.

Leonel Brizola disse, na campanha de 1989, na casa de Chico Buarque de Hollanda, que em questões de alta indagação era preciso ouvir os poetas.

Digo eu que, nas de sensibilidade, é preciso ver os cartunistas, que apontam as verdades com uma risada.

Como faz, hoje, João Montanaro, na Folha.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.