A direita, no Brasil, é a mídia e sua criada, a Justiça

aromidia

Para quem viveu a redemocratização do país, nos anos 80, e chega agora ao fim inglório da democracia no Brasil, arruinada nas mãos de uma classe dominante rastaquera, sem projeto de país, de governantes infames e – este é o dado mais novo e decisivo – de um Judiciário que perdeu toda a formalidade – sem ter perdido a pompa – fica buscando, perplexo, onde foi o ponto onde nos perdemos.

Tenho cá comigo um palpite, e creio que o ponto de virada da pré-ditadura que vivemos hoje – quem sabe um Elio Gaspari póstero a “biografe” como o título de “A ditadura esculhambada” – se deu em 2009/2010, quando ainda vivíamos a euforia do progresso que encantava o país. A frase da então presidente da Associação Nacional dos Jornais, Judith Brito. dizendo que os “meios de comunicação estão fazendo de fato a posição oposicionista deste país, já que a oposição está profundamente fragilizada” é o marco para um jogo de pressão da mídia que, progressivamente, encampou o judiciário como o instrumento de seu poder.

Houve, a partir daí, um progressivo adonamento, pela mídia, da condução do processo político e, até mesmo, a submissão da própria agenda do Governo eleito: o julgamento do “mensalão”, a “faxina” no Governo, as “jornadas de junho” escancaradamente transformadas (e se transformando) em movimentos massivos e, por fim, a Lava Jato.

A disputa política com a “oposição profundamente fragilizada” foi, progressivamente, substituída pela disputa com a mídia (ou nem tanto, pois frequentemente ela era aceita como reitora), e encarnada por elementos da Justiça, como Sérgio Moro e Rodrigo Janot, que adquiriram poderes impensáveis numa democracia.

Agora, o ciclo que se iniciou há oito anos terá seu desfecho nas eleições de outubro, do qual aquela antiga oposição fragilizada elegerá um presidente igualmente frágil, resultado da frustração da vontade eleitoral evidente da população, ao fim e ao cabo a razão de todo este processo de destruição da democracia.

Ou, contra tudo e contra todos, a eleição de um candidato que consiga encarnar esta vontade castrada e que, no Governo, terá de valer-se – e logo, com a flamante legitimidade das urnas – do enfrentamento com a direita real deste país: a mídia e o Judiciário que está posto a seu reboque.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

62 respostas

  1. Vide 1964. Apenas estamos vivendo uma reedição do golpe. Agora parlamentar (ou já podemos dizer também militar?). Mas tão nocivo e desprezível quanto o que outrora torturou e matou.

    1. Pior.
      No de 1964 não entregaram o futuro do país.
      Vai morrer mais gente de fome do que nas masmorras da ditadura.

  2. Num País onde opera uma das elites mais perversas do mundo, entendo que o PT e Lula erraram e muito na dose de republicanismo posto na receita de governar. Daí resultaram duas falhas cruciais e pela qual o País paga agora e pagará no futuro próximo alto preço, sendo vítima central, a nossa jovem democracia.

    Na indicação dos Ministros da Suprema Corte, o PT e Lula optaram pela visão de que o judiciário é um aparelho de Estado imparcial e sem lado, quando a Senhora História ao longo dos tempos nos mostrou exatamente o contrário: o judiciário sempre teve lado. Os EUA, que alguns consideram a mega da democracia, sempre foram pragmáticos na composição de sua Suprema Corte: o projeto vencedor do pleito eleitoral escolhe consoante esse mesmo projeto, os membros a serem indicados, pouco se importando com o falso argumento do “aparelhamento da instituições”.

    Quanto à imprensa, o PT e Lula, mais uma vez se equivocaram na leitura republicana do agir. Lula deixou seu último governo com uma aprovação de 86% da população, mais do que o necessário para promover uma descentralização econômica na grande imprensa, hoje nas mãos de no máximo 6 famílias. Não se registra aqui intervenção no conteúdo, esta a cargo do consumidor, mas uma profunda descentralização do poder, não de informar a notícia, mas de formar opinião. Hoje no Brasil não temos uma Opinião Pública, mas uma Opinião Publicada. Pague-se o preço pelo vacilo histórico.

    1. REpete-se hoje, à exaustão, unicamente por parcelas da esquerda, que o republicanismo de Lula na indicação dos ministros do STF teria sido a causa de perseguição que ele sofre. O substantivo, então, passa a ter sentido pejorativo, de incompetência e fraqueza política e, muitas vezes, associado a uma certa inocência do ex-presidente em acreditar que as instituições cumpririam seus papéis constitucionais. Cada vez discordo mais dessa análise. Lula é um estadista e não é tolo. Ele sabia (e sabe) com quem estava lidando. Percebeu que qualquer indicação de ministro ao STF que tivesse raízes fincadas na esquerda seria recusada pelo Senado, com apoio da mídia, claro. E, para o governo, uma derrota desse tipo seria insustentável. Minaria seu governo. Quanto à relação dos governos PT com a mídia, creio que poderiam ter avançado um pouco, como na redistribuição de verbas, por exemplo. Mas não teria sustentação política para promover uma reforma estrutural nos meios de comunicação como o que foi implementado pela Kirschner, com a Lei de Mídia, na Argentina (que ao fim e ao cabo, foi destruída nos primeiros dias de Macri). Apesar de sua imensa popularidade, acredito que Lula tenha feito milagres ao se manter no governo, ser reeleito, e indicar, com sucesso, sua sucessora. O poder ao qual se contrapôs vinha de cima e era (e é) muito mais forte do que aquele que vem de baixo, o que lhe dava sustentação nas pesquisas de aprovação de governo mas não o fariam (como não o fazem hoje, como não o fizeram com Getúlio/Jango) caso houvesse um golpe.

      1. Verdade o sucesso do governo Lula fez milagres ao se manter no poder e conseguir fazer o sucessor no caso sucessora.

  3. Em novembro de 2016 escrevi um artigo, publicado no GGN (https://jornalggn.com.br/noticia/2010-e-o-ano-da-ruptura-de-qualquer-pudor-ou-verniz-por-joao-de-paiva) no qual estabeleço o ano de 2010 e a declaração de Judith Brito como o marco de declaração de ‘guerra aberta’ pelo oligopólio midiático brasileiro contra o governo da Presidenta Dilma, contra o PT e contra os petistas. Antes eu já havia escrito um ensaio (https://jornalggn.com.br/noticia/a-logica-e-as-forcas-externas-que-comandam-o-golpe-de-2016-por-joao-de-paiva-andrade) no qual faço uma análise sócio-histórico-política mostrando que a fraude/farsa apelidada de “mensalão” foi a primeira tentativa de golpe, para derrubar Lula, criminalizar e proscrever o PT e a Esquerda.

    Hoje não é mais necessário escrever análises detalhadas e longos comentários sobre a trama golpista e o papel desempenhado pelos veículos de mídia e sistema judiciário para aplicarem o golpe de Estado, desmontar o Estado Brasileiro e aniquilar a Esquerda e qualquer projeto ou partido que se proponham a defender o interesse popular por meio da conquista do poder político, em eleições democráticas e limpas. O golpe, os golpistas e atores envolvidos estão desmascarados, desnudados e com as entranhas pútridas e fétidas expostas à luz solar. Os golpistas têm o aparato de Estado nas mãos, mas perderam a narrativa e estão sendo e serão história, sociológica, moral, ética, política e jurìdicamente derrotados de forma fragorosa. Mas, antes da reação popular, a ditadura da toga, das finanças, das oligarquias plutocratas, escravocratas, cleptocratas, privatistas e entreguistas – agora com auxílio e participação explícito dos coturnos – causará muita repressão, violência, mortes e miséria em nosso País.

    1. Sem falar que o Lula será preso. É bom o PT montar o plano B. Eu não queria mas deixaram a direita solta depois da manifestação dos coxinhas em 2013 com apoio da mídia fascista da Globo.

    2. Excelente e lúcida sua análise.
      Tenho absoluta certeza que o 1% não vai apenas pegar o avião e ir para Miami.
      Esse pessoal é capaz de incendiar o Brasil, mesmo com uma guerra civil se for necessário.
      Vão jogar irmão contra irmão para proteger seus ativos.
      Diria mais: esse pessoal é tão, mas tão vira-lata e apátrida, que seriam capazes de tramar contra a República incitando o separatismo e a fragmentação das regiões e estados e dessa forma facilitando uma possível ocupação estrangeira que sabemos bem quem é.
      Não duvido nada disso, considerando o que eles já fizeram desde 2014.

      1. Compartilho e não descarto, a possibilidade de uma fragmentação do Brasil. A Elite está escolhendo um lado é o lado daqueles que não tem pátria, tem patrimônio financeiro. Criar um mar de miseráveis vai levar o país a uma convulsão. Esse é o programa do neoliberalismo. O judiciário é uma corte distante da realidade da maioria dos brasileiros, E pior usa o poder para manter privilégios! A GLOBO é um partido político não tenho menor dúvida disso.É o aparelho de dominação de classe real da sociedade.
        O Exercito será em breve sócio do tráfico , a exemplo do México e outros países é uma questão de tempo.
        Com o GOLPE é diferente de 64, coletivamente a elite hoje trabalha pelo fim da noção de nação.
        Os progressistas e democratas precisam refundar e reconstruir o Brasil.

    3. Infelizmente, os links indicados não estão disponíveis. No entanto, defendo a ideia de que o ataque ao governo PT se iniciou com o que depois se tornou a Ação Penal 470, em 2005. Com amplo incentivo da mídia, destruíram José Dirceu que seria o sucessor “natural” de Lula. Claro, o poder judiciário cumprindo, desde aquela época, o papel que lhe foi reservado pela mídia. Lembro-me de que, num julgamento de embargos declaratórios interpostos pela defesa de JD, Lewandovski, Toffoli e Marco Aurélio votaram pela redução da pena, pelo alegado motivo de contradição. Quase foram linchados pela mídia e pelo povo manipulado por ela. Lewandovski foi o que mais apanhou. Estava dado o recado: ou vocês, ministros, dançam conforme a música ou … As ações midiáticas de destruição começaram aí e estão amplamente vivas até o momento.

  4. A Ministra Carmen Lúcia revelou-se como a mais política de todos os políticos do Judiciário, ao deixar de pautar como seria normal e usual a votação sobre a prisão depois da segunda instância. Trazer certos costumes jurídicos exóticos para dentro de ordenamento jurídico completamente diverso como o nosso, faz correr o risco de abalar todo o edifício do direito, com desmoronamentos diversos em vários momentos e vários lugares. Tudo para quê? Para possibilitar a prisão de um único condenado por sinal político, dentro de uma pequena janela de tempo? Conforme o encomendado pelos deuses que agora regem nossa justiça à revelia de nossos penitentes? Sim, ela é a mais política dos políticos de um judiciário essencialmente político. Pena que sua política não parece servir ao povo brasileiro.

  5. A direita, realmente, é cheia de monstros nojentos e truculentos: Stalin, Pol Pot, Che, Fidel, Chavez, Maduro… Essas bestas-feras da direita nunca entenderão o que é uma democracia.

  6. Esquartejaremos toda a direita em praça pública…legalmente…constitucionalmente…e eticamente….

  7. ENQUANTO A DONA CARMINHA DO SYTF SUGERE QUE LULA DEVA SER PRESO NA SEGUNDA INSTÂNCIA, ELA E SEUS BANDIDOAS DE TOGAS DEIXAM UM CHEFE DE FACÇÃO DO PCC, ALIADO DO PSDB, LIVRE PARA FAZER TUSO QUE QUISER E AINDA GASTANDO DINHEIRO PUBLICO, EXATAMENTE COMO NO FAMOSO CASO DO HELICOCA ONDE O TRÁFICO ERA FEITO COM DINHEIRO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE MG. DE HELICOPTERO.

    QUEM É O VERDADEIRO “SANTO” DAS EMPREITEIRAS?
    ALCKMIN +NEY SANTOS + PCC + PSDB = PCCSDB
    https://www.youtube.com/watch?v=EjQu-ouQZOc
    https://falandoverdades.com.br/prefeito-organizador-de-atos-por-prisao-de-lula-foge-do-pais-por-associacao-com-trafico-e-crime-organizado/
    https://www.youtube.com/watch?v=cTjCDW5oE44
    https://www.youtube.com/watch?v=WZtWNt8u5gk
    https://www.youtube.com/watch?v=CampfAnVOBU
    https://www.youtube.com/watch?v=UHKE_W4qCj0

  8. …um Judiciário que perdeu toda a formalidade – sem ter perdido a pompa…
    e aumentando sem vergonha os seus ganhos!!!

  9. Este é o normal do brazil. Os anos PT e até mesmo o período que durou de 1950 até 1964 são exceções. São 28 anos de exceção contra 490 anos de regra na história desta republiqueta de bananas, nascida com vocação para ser eterna colônia de alguém. É ilusão acreditar que isto vai mudar na base da democracia de fachada que se implantou aqui desde o golpe militar de 1889.

  10. Quando era jovem, participei de comícios pelas diretas, havia em mim e muitos amigos a vontade de sair do pais, pois não se via um futuro promissor. Agora já nos 50, vejo a repetição do mesmo sentimento.
    Temos uma classe política que sao piores que chacais, um judiciário midiático e tudo regido por uma midia golpista.
    Será que teremos nossa guerra civil para renascer como nação.

  11. O mais duro é engolir a seco, sem nenhuma reação, que o maior problema hoje no Brasil é o judiciário! Sua subserviência à elite rastaquera não tem solução, a não ser pela luta que não faremos nas ruas.

  12. A minha geração que viveu a ditadura militar. A frustração das Diretas Já. Mas a redemocratização com a Constituinte/ Constituição de 1988. O pouco da distribuição de renda com os governos Lula/ Dilma e agora viver esse retrocesso político e social é duro…

  13. Porque acreditar no Judiciário ?
    Se “um grupo de apenas 189 mulheres consome mensalmente mais de 3 milhões de
    reais do Governo federal — um gasto de 36 milhões de reais por ano. Os
    pagamentos, todos vitalícios, são destinados a viúvas e filhas de 142
    magistrados federais falecidos que ocuparam altos cargos no Judiciário
    brasileiro, como ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Superior Tribunal Militar (STM), graças a uma lei do século 19.” ( referência: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/03/06/politica/1520375097_038577.html)

    Ou seja é com STF, com tudo, esse golpe planejado sabemos por quem !!

  14. Agora ficou claro pro brasil e mais claro ainda pro mundo que o judiciário fora da lei brasileiro, é parceiro do crime organizado das facçoes de direita. Isso explica o que ja foi falado ano passado,
    ” insegurança juridica afastou os investimentos do brasil “. Só sobrou pro brasil as hienas do mundo dos negócios, o mercado, banqueiros, fundos, rentistas… que nao produzem nada e não geram empregos, apenas estao aqui e desaparecem, num estalo, pra explorar outra republiqueta. Sempre atrás de rentabilidade, privatizar os lucros e socializar os prejuizos.

  15. ABAIXO
    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 1936, “segundo o STFede”!
    NOTA FÚNEBRE: com se pode depreender da imagem abaixo, o *PiMG da época também comemorou efusivamente!
    *PiMG: Partido da imprensa Mafiosa &$ (nazi)Golpista!
    Ah, e imprensa criminosa contumaz também!
    Deportação de Olga Benário para a morte em campo de concentração nazista via chancela do STFede
    http://2.bp.blogspot.com/-kY8RmScJyjQ/UJMu4dsnm-I/AAAAAAAAC3o/2PO1H3rBaU8/s640/prestes.jpg

    1. ACIMA
      Deportação de Olga Benário
      Presa no início de 1936, no governo Vargas, e submetida a inquérito de expulsão, a sorte de Olga era incerta. Seu advogado Heitor Lima impetrou em seu favor o habeas corpus 26.155/DF. A autoridade coatora era o ministro da Justiça.
      A petição foi apreciada pelo STF na sessão de 17 de junho de 1936. Pretendia-se evitar a expulsão (e não a extradição) da paciente, que era presa política e estava grávida. Esperava Anita Leocádia, filha de Prestes.
      Infelizmente, numa página inglória da história do STF, o pedido não foi conhecido pela Corte, sob a alegação de que o artigo 2º do Decreto n. 702, de 21 de Março de 1936 – baixado por Vargas – suspendera a garantia constitucional do habeas corpus prevista no art. 113, §23 da Constituição de 1934, em razão da “commoção intestina grave articulada em diversos pontos do paiz desde novembro de 1935, com a finalidade de subverter as instituições politicas e sociaes.”

  16. Acho um engano da resistencia democratica atribuir a midia de forma generica a responsabilidade pelo estado de direita indecente que vivemos, sem identificar diretamente os grandes beneficiarios por detrás dessas midias, que são os clãs proprietários. Esses são os verdadeiros donos do Brasil. Por que partem deles o desvirtuamento do poder, poder concedido que sem consentimento acaba sendo apropriando por eles. Fazem um povo refem com consequencias para o estado, que passa a se curvar ante um poder que chega ao ponto de privilegiar seus preferidos, mesmo criminosos, e criminalizar seus antagonicos, mesmo que inocentes.
    As clãs, as mentes, as pessoas, não deveriam ser ignoradas, pois elas são quem em primeira analise estão por trás dessa cultura de direita, cleptocratica, hipocrita, preconceituosa. Elas são quem constrõem essas bases tortas. Elas são quem deveriam ser apontadas e identificadas como as propagadoras dos males do Brasil. Temos sido o que somos não por acaso, por que são elas que se favorecem dos crimes institucionais que vivemos, do qual se alimentam e do qual vivem para seus exclusivos proveitos. Falamos na pessoa do Lula, na pessoa da carmem Lucia, na pessoa do Temer, e até na pessoa do Moro, mas pouco falamos na pessoa dos Marinho, aí são inominados sendo transformados em Globo, e tudo se dispersa no grupo. Otima camuflagem.

  17. “Flamante legitimidade das urnas”? Comandada por um sistema sem competência constitucional? Forjado por lei ordinária? Sem comprovante e sem fiscalização? Tecnicamente comandado por uma empresa americana? Cujos par-ti-dos se submetem à desigualdade nos horários eleitorais e, se analisados os estatutos, seriam todos acusados de estelionato? Eleição de analfabetos, seduzidos e induzidos pela patologia social? Ou nos decidimos a construir uma Nação por meio de uma verdadeira CONSTITUIÇÃO ou estamos condenados à essa barbárie secular.

  18. Quem quiser saber quem são os gângsteres internacionais que promoveram o golpe de Estado de 2016 subornando militares, deputados, juízes e procuradores, veja o seriado do Netflix “Na Rota do Dinheiro Sujo”.

  19. O imortal é realmente imortal? Onde vc se esconderá Merval?….Sabemos onde é a ABL…vai à alguma sessão pós a prisão “desejada” do melhor Presidente do Brasil… o LULA?

  20. Perfeita a análise! Sem fatalismo, não está escrito no destino se ganhamos ou perdemos. A hora é agora, temos que ir com tudo, garantir que haja eleições e enxotar nas urnas os golpistas

  21. O que TODOS chamam de Mídia,sempre foi,ao longo da história,O BRAÇO DIREITO DAS CLASSES DOMINANTES.O JUDICIÁRIO,sempre foi,desde sua criação,o sustentáculo da PROPRIEDADE PRIVADA,já que todos os seus membros,mesmos os mais progressistas,na direção de uma sociedade mais igualitária,sempre opões óbices a sua realização.Passa logo, após o resultado dos ” CONCURSOS ” ,de ingresso nessa CASTA,de permissionários das teses das CLASSES PRIVILEGIADAS.E o JORNALISMO ,de PROPRIETÁRIOS de seus VEÍCULOS,somente apitam,quando os PATRÕES O PERMITEM,desde que obedeçam seus PRINCÍPIOS.

  22. Fernando, uma esquerda unida, lúcida e combativa ganha a eleição de qualquer candidato que a Globo banque. Estou esperando sentadinho os meninos tomarem juízo.

  23. Resta torcer pra termos Maia, Alckmin, Bolsonaro, Meirelles e Marina se digladiando por 40%-50% dos votos, abrindo caminho pra Ciro ou alguém do PT passando pro segundo turno. Aí no segundo turno fica fácil de ganhar, principalmente se for contra o Bolsonaro.

  24. Totalmente de acordo, são os maiores patrimonialistas desse país, sem as tetas do governo, essas duas classes desaparecem, e não fariam nenhuma falta, a não ser que poderíamos ver renascer no solo do Brasil novamente a democracia e teríamos um país um pouco mais justo e com menos ódio já que sua fonte provem da mídia e a injustiça do judiciário.

  25. Porque chegamos até aqui, porque essa tristeza intensa e essa angústia que não vai embora. às vezes ensaio uma com o grande Ariano Suassuna, ainda penso que o nosso Brasilis Machado de Assis esteja vivo, claro nos seus escritos está, mas a nossa Nação vive uma noite tão escura e tenebrosa que temos medo de pensar e amar mas a terra Brasilis e feminina e ela nos dará a força suficiente para amar-lha e seguir caminhando ou seguir navegando nesse mar de medo, Sarava !!! Força irmão

  26. No campo institucional nada a fazer. Ou tudo a fazer e nada será conseguido. Vamos combinar. A direita que golpeou a democracia não deixará “pedra sobre pedra”, tomando a seu modo a fala de Dilma, e vai levar ao fim todo o golpe e seus objetivos de entregar o país ao controle externo. Não nos enganemos. O Brasil já foi levado para o brejo. Atolados estamos até o pescoço numa areia movediça impiedosa.

  27. Se tiver eleição o importante é a organização em torno de um único candidato de esquerda. Se ganhar, o Enfrentamento a partir do primeiro dia.

  28. No momento estamos sem opção. Sem poder apelar para a Justiça, e não possuímos vozes de lideranças através da mídia. Sobraram as críticas veementes. Ódio mesmo de uma população orientada pelos meios de comunicação. Somos um resto de nação comandada por uma elite que não tem projeto de país e ancorada em um judiciário cego-surdo-mudo à JUSTIÇA.
    Fiquei assistindo a negativa para o Habeas Corpus pelo STJ e imaginando se nenhum juiz daqueles que esparramavam palavreado durante horas teria, por acaso alguma dúvida a respeito da inocência de Lula. Por acaso não passa na cabeça de nenhum deles que podem estar cometendo uma injustiça?
    Só o Chapolin Colorado poderá nos ajudar?

    1. A transmissão do julgamento pela TV foi oportunidade imperdível para eles de colocarem em exposição mais uma “condenação” de Lula.

    2. temos a opção armada. acredito que está é a única que poderá salvar o Brasil dos bandidos de colarinho branco, inclusive os do judiciário.

  29. Acho que o movimento começou bem antes, com a falência de jornais e grupos de mídia por todo mundo.
    A mídia brasileira (GLOBO) deve ter pensado: “Ou tomamos conta dessa bodega ou logo não vamos fazer parte de bodega nenhuma.”

    O mensalão foi um balão de ensaio.
    Corrigiram alguns detalhes (mais judiciário,mais blindagem) e praticaram o crime perfeito.

    Se o povo engolir então nada vai mudar e será o país do desemprego e subemprego e mão de obra barata.
    Se o povo reagir (seria um milagre!) vem a repressão e a condenação dos “subversivos” pelos tribunais e pela mídia.

    O crime perfeito !

  30. Qualquer candidato de esquerda, mesmo que eleito com larga maioria (o que certamente não acontecerá), terá chance contra o sistema midia-judiciário que se instalou. Vide o caso da quebra do sigilo bancário do Temeroso, claro que ele não tem defesa, mas se isso aconteceu com um presidente que já se livrou de um processo pela votação na câmara, dá pra imaginar o que aconteceria com um presidente de esquerda… não será nem empossado…

  31. Essa gentalha sem vergonha abusa desse povinho burro que povoa esse lugar. Se continuarem sentados complacentes dentro de casa vão levar o que merecem e será bem feito.

  32. A justissa brazileira apenas cumpre o seu papel histórico de defender os interesses das oligarquias podres deste País. Jamais defendeu os interesses do País, em momentos como o atual. Nem é possível, pois a grande maioria de seus integrantes tem origem ou vínculos fortíssimos com esses grupos oligárquicos. Portanto, os seus interesses são os interesses que esses grupos manifestam. Alegar que situações diferentes exigem interpretações e procedimentos diferentes é zombar da inteligência alheia. Situações diferentes exigem leis atualizadas, adaptadas às situações, não adoção de critérios e conceitos pessoais, estabelecidos conforme o alvo a ser atingido. Isso não é justiça. É justissa. Estão se auto desmoralizando. Quando cuidarem, como das outras vezes, será tarde. Talvez a idéia seja essa mesmo.

  33. A prisão do Lula não fará desaparecer seus mais de cinquenta milhões de votos, assim, magicamente. Lula indicará alguém. Periga não ter eleição.

  34. A cassação da concessão da rede golpe (saudades do Brizola!) e a prisão de tucanomoro (mais uma meia dúzia.que não falta motivos legais); quem sabe um gilmar mendes(pq aí tem); e é claro o vampirão e sua gang.
    Sem isso considero que terei votado em vão.

  35. Se me permitem gostaria de refazer o título desse post: “A direita, no Brasil, é a mídia e sua CADELA é a justiça nazi-fascista”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.