Pesquisa mostra que é viável reverter vantagem de Bolsonaro

A primeira pesquisa de intenção de voto – que terá pouca repercussão, pois daqui a pouco sai o Datafolha – mostra que Bolsonaro não obteve a disparada de votos que imaginava.

Ficou, segundo o levantamento do Idea Big Data/Veja, com 54% dos votos válidos, 8% a mais do que obteve no  primeiro turno.

Já Fernando Haddad teve 46% dos válidos, o que significa um acréscimo de 17% sobre o percentual alcançado na rodada inicial.

Há 7% de indecisos e tudo indica que, com o efeito Bolsonaro de domingo, o indeciso tem, em tese, propensão maior por Haddad. Se ele tiver dois terços dos indecisos e Bolsonaro, um terço, a diferença de oito pontos se reduz a 5,5%.

Ele teria, portanto, que virar 2,75%  dos votos de Bolsonaro, pois, como os votos saem de um e se somam a outro, o resultado  é o dobro. Isso representa perto de 3,2 milhões de votos, no total de 117 milhões de eleitores que compareceram ao primeiro turno.

Em números sobre os votos totais: com 48% de 117 milhões de votantes, Bolsonaro teria 56,2 milhões de votos, 6,9 milhões a mais que os 49, 3 milhões recebidos em primeiro turno.

Haddad, com 41%dos votos totais, teria 48 milhões de votos, aproximadamente, algo como 16,6  milhões a mais que na votação de domingo.

Os 7% de indecisos somam, praticamente, a diferença: 8 milhões, como os demais valores calculados sobre os 117 milhões que efetivamente votaram. A soma aparentemente não coincide com o cálculo dos votos válidos porque, com a definição de indecisos, o universo destes cresce.

A possibilidade de vitória, portanto, não o é um sonho, mas será uma luta imensa, intensa e sem direito a errar.

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

46 respostas

  1. Vai depender de mostrar a ausência de projetos do nazi e da militância aos ausentes no primeiro turno e indecisos.Tudo a nosso favor basta se dedicar.

    1. pegaremos o rato pelo rabo é o rabo é grande,vamos expô-lo,vamos mostrar a violência que campeia.

    2. E confundir o eleitor para praticar estelionatos eleitorais aos montes.
      Agora Mourão, o general que é contra o 13°salário, quer pagar o 13°para os beneficiários do bolsa família! E O coiso já irritou os mercados com uma fala supostamente contra a privatização da Eletrobras…acredite quem quiser.

    1. Não, o nome dele é Jair Cozzolino(*).

      Tem os parentes todos na política.

      ================
      (*) FamiGlia que manda e desmanda no município de Magé-RJ e que frequenta as colunas sociais, digo, páginas policiais.

  2. Uma luta que deve começar pelo próprio candidato: ouvir, para ontem, o conselho de Gleisi e “tomar banho de povo”, nos gestos e nas propostas para retomar a economia. ????????

  3. Pesquisa da Veja? Quem é esse Big Data?
    Brito, uma coisa que passou desapercebido na entrevista do Bozo na segunda feira: ele disse que tem muitos funcionários marajás no serviço público e que vai acabar com isso. Será que teremos mais um Fernando Caçador de Marajás Collor governando o país? Alô funcionário público: te liga!

    1. O discurso vazio é o mesmo de 30 anos atrás. basta ver o Fernandinho falando naquela época. Só que agora, o sujeito é muito pior, porque prega o ódio e a violência como soluções. Devemos ficar atentos e jogar pesado!

    1. Alguém espera mesmo que o Frouxonaro compareça a algum debate?
      “Poderia” ser liberado pelo médico em 18 de outubro, diz ele. “Poderia”.
      O que ele vai fazer é esticar o álibi até o dia da votação para não correr o risco de ser desmascarado, o que certamente aconteceria (e acontecerá) se tentar “dar uma” do que não é: sério, ético, valente.
      Isso é um frouxo e, como o frouxo que é, vai usar de todos os meios para evitar debater idéias.
      É da natureza dos frouxos!

  4. O que mais faz o candidato Fernando Haddad é errar. Esse namoro com o “mercado” e com a Globo, além de deixar vazar ao público que se afastará de Lula ou que Ex-Presidente operário pediu-lhe para não mais ser visitado… tudo isso somado aos (maus)conselhos que boa parte da chamada “blogosfera progressista” tem feito por meio de portais e blogs, para que se retire a cor vermelha e o nome de Lula das peças de campanha, isso tudo é tiro no pé e pela culatra. Haddad não só não recuperará os votos lulistas que perdeu para o candidato nazifascista como perderá os votos de milhares/milhões de outros lulistas que só votaram nele por lealdade ao Ex-Presidente Operário e ao partido que fundou. Assim como no 1º turno, essas “pesquisas” eleitorais serão usadas apenas para encantar os “ratinhos”, como aqueles que ouvem a flauta de Hamelin. Não se esqueçam os petistas e militantes crédulos e adeptos do plano B que o TSE e o sistema judiciário, que organiza, realiza e fiscaliza a eleição, todo ele faz parte da trama golpista; as fraudes eleitorais foram e serão usadas para dar ao nazifascista a parcela da legitimidade que lhe falta; a outra parcela foi dada pelo PT, quando abdicou da candidatura do Ex-Presidente Lula e aceitou entregar a cabeça dele aos algozes golpistas e lavajateiros, livrando a cara dos togados do STF. Como sempre digo e escrevo: eleição, PT ou Esquerda, sem Lula, são fraudes.

    1. Discordo, o povo brasileiro já associou o vermelho e o PT à corrupção e tudo q é de ruim. Pro brasileiro mediano “esquerda = ruim e direita = certo”. Agora é tarde D+ e a tendência é só piorar com o tempo. O único com poder de derrubar Bolsonaro é ele mesmo.

    2. És muito consciente. A direita esta partindo para a polarizaçao, migrando em peso para a extrema direita e a esquerda em vez de polarizar com eles, migra ao centro. O que isso vai acarretar ao pt eh transforma-lo no novo psdb, afastando as bases populares do partido, perdendo as massas. As falas do jaques wagner sao assustadoras.

  5. O PROBLEMA DO BOZO É O PONTO ELETRÔNICO E SE PUDESSE LEVAR CELULAR O CORRETOR DE TEXTO FERRAVA O SAFADO.O CARA É UMA AMEBA E SE TOMAR PURGANTE A CABEÇA FICA DO TAMANHO DE MEU TESTÍCULO.

  6. Se o judiciário responsável e omisso, proibir os fakes news, eles sabem que acaba o Bolsonaro e o golpe junto.

  7. Concordo com quem sugeriu que chamasse de covarde. E vale a pena um debate de vices. Ou debate entre os dois com perguntas feitas por Ciro Meireles Alckmin Boulos e Marina

  8. O Bozo quer ser presidente se escondendo do debate com o povo e para povo Kkkkkk não vai conseguir!!

  9. É uma possibilidade, mas muito difícil, algo bem improvavel de acontecer. Mas não podemos perder as esperanças, mesmo remota, temos que perder, mas perder com hora, para continuar lutando

  10. Vamos virar, com certeza. O sujeito vai ter que debater, e aí…. vai se ferrar, porque o discurso baixo da violência não passará!

  11. Fernando, boa noite. Você é muito conceituado e te admiro como jornalista. Acho que temos que lutar até o dia 28 mesmo, porque dá para virar o quadro mostrando exatamente que o discurso do ódio não pode e não deve passar. Se for para baixar o nível, como a família bozo já vem fazendo junto aos seus seguidores, vamos baixar. Vamos jogar no nosso campo e no do adversário. Não é impossível, vamos seguir firmes na luta contra os ideais fascistas.

  12. Vocês não ficam com vergonha de iludir nossa militancia não? não ficam com vergonha de vender ilusão para as pessoas? seus irresponsáveis.

  13. Ele nao quer ao debate porquê todos vão ver ele entrar bípede e sair quadrúpede. Com louvor.

  14. Os primeiros blogs que li quando iniciaram foi o Tijolaço e o Cafezinho. Hoje deletei esse último pois respeitando a opinião do Miguel ele se tornou insuportável. São verdadeiras carpideiras do Ciro os que comentam. Inclusive tecendo críticas ao Tijolaço. Não entendo esse pessoal, inclusive alguns daqui. Todos escrevem que o PT é culpado, será que não entendem que eleição, política etc é briga de foice no escuro se titubear dança. O mais engraçado é criticam quem ganhou 4 eleições é de repente pode ganha a 5a. (Dificil) mas …

  15. Notícia fora de pauta.
    Pessoal apenas minha humilde opinião, HADDAD precisa fazer pequenos vídeos falando para o povo CONSERVADOR,especialmente os evangélicos, ele precisa desmentir essa FAKE NEWS de kit gay acredito que foi com essa fake news que quase fez o mentiroso ser eleito no primeiro turno.
    bolsonaro é o rei das fake news.

    1. Concordo com vc, Ele se promoveu através dessa mentira.
      Haddad tem que fazer vídeos curtos para desmentir e fazer suas acusações ao bozo.
      As mentiras o volta atrás dos prometidos em campanha que o levou a ter esses eleitores.
      Estelionato eleitoral antes mesmo de assumir.

    2. Nada, nada mesmo, tem me decepcionado mais nesta guerra chamada eleição do que o miserável “apoio crítico” que o partido do Ciro deu aos esforços hercúleos dos democratas brasileiros para salvar e preservar a democracia e evitar o maior desastre da nossa história. Tenho muita vergonha alheia do Ciro, a quem muitas vezes defendi de críticas pesadas da esquerda. Como se não bastasse, fugiu para a Europa, deixando o país em chamas.

  16. Na prática, já perdemos a última eleição, só q agora eles não vão poder continuar com o discurso de “herança maldita”. Esquerda brasileira tá errando há anos, parece q não aprenderam nada, essa eles levam e de lavada.

  17. Brito,
    Não, não é viável infelizmente. O eleitorado dele já está consolidado; A pesquisa do Datafolha de hoje mostra uma vantagem ainda maior dele sobre o Haddad e essa situação tende a aumentar.

  18. O trabalho deve ser feito em cima daqueles que se abstiveram de votar, para que percebam que a sua omissão nesse instante é anti-democrática e favorece àqueles que pretendem acabar com a democracia.

  19. Uma eleição fraudada pela justiça brasileira, é o que se pode observar desde o início dessas candidaturas. Prender Lula foi um dos passos mais grotescos, que, sem dúvida, tinha o caráter conhecido: dele nunca mais ser nada na política. Sucessivas ações da justiça antes e depois daquela prisão sem provas ainda estão presentes nesse quadro eleitoral esdrúxulo. A última foi aquela patacoada de Moro diante de Palocci, que é capaz de matar e morrer para voltar ao lar. Sobrou pra Dilma, que liderava as pesquisas em MG.
    A essas alturas até um dos maiores, senão o mais conceituado hospital, entrou na fraude, impedindo o homi de debater seu programa inexistente de governo. A cada dia mais uma balinha, não de revólver, mas de açúcar, para adoçar o mito.
    A gente fica naquele bordão usado no futebol: “o jogo só acaba quando termina”, mas bem sabemos que as chances de Haddad também dependem do imponderável, como o daquela facada, ou como umas balas de prata de Moro, respaldada, sempre, pelo resto dos togados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.