PF prende pastor do MEC e amigos de Jair. Ou será “Jail” Bolsonaro?

“Ex-ministro e pastor ligado a Bolsonaro são presos pela PF em operação sobre ‘balcão’ do MEC” era tudo o que Jair Bolsonaro temia que acontecesse. Afinal , a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro é pior do que qualquer consequência das muitas falcatruas praticadas por este governo.

Jair Bolsonaro, afinal, há menos de três meses dizia “botar a cara toda no fogo” pelo pastor-ministro e quis colocar sigilo de 100 anos para as agendas das múltiplas visitas que os pastores de negócios – vendedores de bíblias em troca de comissões em verbas públicas – no Palácio do Planalto.

Para o juiz da 15ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal ter expedido 5 mandados de prisão e outros 13 de busca e apreensão, é provável que os indícios que o levaram a isso sejam fortes e escandalosos.

Pior: cai como uma bomba no público onde Bolsonaro ainda conta com apoio majoritário e que é onde ele espera ter uma estrutura militante de campanha: o público evangélico.

Abaixo, embora todos se recordem, o vídeo com a solidariedade total de Bolsonaro a Ribeiro.

É direto demais, recente demais, grave demais.

É quase como gravar a fogo na cara um nome irônico: Jail Bolsonaro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.