PIB cresce 0,4%. Livres do “PIB Zero”? De jeito algum

Segundo o IBGE, o PIB brasileiro no segundo trimestre cresceu 0,4% em relação aos primeiros três meses deste ano, acima da expectativa de 0,2% de expansão, com a qual a maioria dos analistas trabalhava.

Sem dúvida, melhor que o esperado pelos índices mensais setoriais do próprio IBGE. Mas longe de representar algum sinal mesmo de uma tímida retomada da economia.

A comparação do desempenho nos primeiros seis meses do ano dá uma ideia mais precisa das tendências.

Somamos, no primeiro semestre, um crescimento de 0,7% no Produto Interno Bruto, elevação menor que o 1,1% registrado de janeiro a junho de 2018.

O segundo semestre do ano passado acumulou uma alta de 1,2% e isso levou a uma taxa anual de 1,1%, a mesma de 2017.

Isso ajuda-nos – aos meros cidadãos que precisamos ter emprego, renda, consumir e enfrentar o cotidiano – a formar uma percepção: a de que a situação ruim permanece e até um pouco mais difícil que nos dois anos anteriores.

Até a pitonisa de “retomada econômica”, Míriam Leitão, reconhece que “a recuperação perdeu força na primeira metade do ano”.

Nem adivinho sabe o que pode acontecer na economia mundial neste segundo semestre, mas os sinais objetivos são de problemas em escala global (a guerra comercial China-EUA), continental (a crise argentina) e nacional (a persistência de um câmbio elevado).

Aliás, a primeira hora de negociação do dólar foi “abençoada”. Contra a moratória argentina, além do PIB positivo, vieram as altas nas bolsas da Alemanha, do Reino Unido e do pré-market de Nova York, todos com alta de 1%.

Ainda assim, a moeda americana anda acima de R$ 4,16, no momento em que posto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. De qualquer forma, tenho convicção de que, sob ordens do governo, estão fazendo algum tipo de maracutaia para os números parecerem menos ruim do que de fato são.

  2. Brito, a economia vai ser destruída, e talvez de forma irreversível no médio prazo, pelas PECs dos 20 Anos e da ‘nova’ CLT. Esses tumores jurídicos vão reduzir o Brasil a uma Plantation governada como um feudo medieval. TODAS as nossas garantias constitucionais foram destruídas,,não há mais freios que impeçam um holocausto trabalhista, financeiro e social. A intenção por trás disso é deixar a Nação baratíssima para que a quadrilha no poder possa se munir de dinheiro, empresas, fazendas, imóveis e poder a preços de liquidação. O plano está funcionando, até o momento que eles resolverem reverter a situação. Como você vai convencer um patrão a pagar para alguém trabalhar para ele, agora que tem tantos escravos quantos quiser? Estamos condenados. Precisaremos de algo mais que passeatinhas de estudantes para salvar nosso futuro.

  3. Num pais em que a dita grande imprensa manipula crimes…
    Onde um presidente fala o fala…
    Num pais onde se intervêm no órgão de fiscalização do meio ambiente e semanas depois tem uma queimada monstro que mobiliza o mundo…
    Num pais onde o ministro da economia mente para obter resultados e aprovações no congresso…
    Acreditar numa mágica simplesmente para evitar o rótulo de recessão?
    Sem chances…

  4. Consumo mínimo e investimento zero foram os meus primeiros passos desde o início do impedimento da presidente Dilma. Dentro do consumo mínimo eu boicoto produtos e empresas dos EUA, Inglaterra, Israel e as do Brasil que sabidamente participaram do golpe. Exemplos: Empresas que utilizam aviões da Boeing, Wall Mart, GM, Ford, Dell, Motorola, Coca cola, PepsiCo, Lever, Makro, Habib’s, Riachuelo, Marisa, Havan. Hoje trabalho no esclarecimento de evangélicos que votaram pela cabeça dos pastores bolsonaristas. Mostro a eles que da mesma forma que pastores mentem quanto ao dízimo eles também mentiram quanto ao Bolsonaro. Em Mateus capitulo 10 versículos 7 e 8 Jesus disse: “Ide por toda a parte, pregai o evangélio, curai os enfermos, limpai os leprosos. De graça recebeste, de graça dai.”

  5. O problema do Lula não envolve justiça. Envolve unicamente geopolítica. Lula só será perdoado pelos Estados Unidos se jurar que ele e seu partido, se chegarem novamente ao poder máximo, não voltariam a falar que estariam dispostos a fazer negócios internacionais sem usar o dólar como meio de pagamento.

  6. Isso é grave porque são dados provavelmente manipulados pelo excrementissimo que não aceita nada que não seja favorável. O Brasil está se juntando a um pequeno grupo de países onde não há confiança em relação aos dados nacionais; isso inviabiliza investimentos!!!! Para não restar dúvida de que há uma sensura basta lembrar que ele sensurou o INPE, o COAF… É provável que já tenhamos atingido o fundo do poço e estamos rumo ao núcleo da terra.
    RIP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.