Por uma criança, por todas as crianças do mundo

Não é solidariedade entre blogueiros.

É por uma criança, a pedra preciosa de maior valor desta terra e de qualquer terra.

Renato Rovai, da Revista Forum, postou no Facebook um apelo por doações de sangue para seu filho Luca, de 5 anos, que sofre de leucemia.

Não tenho grande convívio com Renato, com quem trabalhei no livro Golpe 16.

Mas com o Luca, tenho.

Conheço-o há 36 anos, desde que ganhei minha primeira filha, que me veio pronta, aos três anos, para dar concretude ao entender o que é amar todas as crianças do mundo.

Depois o segundo filho e, mais perto, há 14 anos, o mais novo, confirmaram e expandiram o amor que só é grande, imenso, porque não é a mesquinhez do “é meu”, mas por serem todos pedaços de esperanças que crescem.

A gente dá o sangue e muito mais por eles.

E quem puder dar um pouquinho de sangue pelo Luca dará muito, por todos.

No Facebook do Rovai, os caminhos para os paulistanos:

Favor informar o Nome completo:
Luca Delorenzo Rovai

Endereços:
📍Unidade Brigadeiro
Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 2533
Quarto andar – Jd paulista
Segunda a sexta – das 8h às 17h e sábado das 8h às 16h. Exceto feriado.
Estacionamento gratuito

📍Unidade hospital professor Edmundo Vasconcelos
Rua Borges Lagoa, 1450 – Vila Clementino.
Segunda a sexta-feira das 8h às 12h.

O Facebook do Rovai é https://www.facebook.com/renato.rovai.forum e quem puder dar uma força ao Luca, vai poder ter mais detalhes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

6 respostas

  1. Eu, que sempre acompanhei Rovai, e sempre o admirei demais pelo seu jornalismo correto, responsável, ao vê-lo se afastar das lives, explicando primeiro estar passando por problemas familiares, jamais pude imaginar tal coisa. Fiquei sabendo ontem, apenas, que se tratava de doença do filho, mas ainda sem saber que doença.
    Enfim, muito bonito o post acima, com esse chamamento, que é digno porque humanitário, e representativo de sentimento de solidariedade, de abnegação.
    Se não fosse idosa, e se pudesse, estaria à frente da fila dos doadores.
    Certamente doação de sangue não será o problema para Luca. Tenho certeza que esses apelos serão atendidos prontamente.
    E fico tranquila em saber que já vi inúmeras pessoas sobreviverem à Leucemia, e que minha esperança é imensa em que Rovai e Drica ainda terão motivos apenas para sorrir de alegria ao lado dessa criança maravilhosa, como todas.

  2. Que Deus coloque suas mãos no pequeno Luca e no coração dos paulistanos que doem sangue e esperança a família!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.