PSL entra na lista de “mortos do Bolsonaro”

Como a soma dos 27 signatários da lista de deputados que visa derrubar o atual líder do PSL na Câmara dos Deputados com a dos 32 subscritores do pedido para manter o Delegado Waldir no posto dá 59 e o PSL tem apenas 53 parlamentares, é óbvio que uma (ou ambas) sejam uma fraude.

E, depois que a Época publicou um áudio onde o próprio Jair Bolsonaro articula a formação dos “27 por Dudu”, em favor do próprio filho, não resta qualquer dúvida política qual delas tem a marca da interferência do governo sobre o partido, ainda que este seja um amontoado.

Está patente, no Congresso, que – como se escreveu aqui quando começava esta crise – o presidente é um elemento desagregador e qualquer partido que o absorva trará uma bomba engatilhada para dentro de si.

Mesmo com advogados “top” e sem pudor – uma é contratada do partido que ataca e outro, Admar Gonzaga, não se peja de, tendo saído em abril do TSE como ministro, voltar agora como advogado de uma evidente judicialização de uma disputa interna de partido – é praticamente impossível que se possa tomar “no tapetão” a sigla do grupo de Luciano Bivar.

Bolsonaro, provavelmente, irá para um partido nanico, cujo “dono” atual se disponha a ser o “Bivar 2.0”, onde seja possível manter a seita.

Mas antes, como fez sempre, desde que se meteu na história de explodir uma bomba num quartel do Exército, fará seu trabalho de demolição, deixando em ruínas o partido que o abrigou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. A sina desse “desgoverno” é destruir, não importa o quê. Sejam as indústrias brasileiras, as centenas e centenas de lojas fechando portas no país todo, seja a nossa engenharia pesada, que era modelo mundial e por, e só por isso, precisou dos canalhas de Curitiba para ser destruída. Sabe como é, como uma empresa brasileira poderia ganhar licitações mundo afora, ganhando de americanas e europeias? Bozo vai destruir qualquer grupo político que o acolha. Esse governo das milícias não tem compromisso algum….com o país.

    1. A missão de bolsonaro é destruir o Brasil, porque afinal ele governa para trump e para a extrema-direita, que querem um Brasil 100% submisso aos EUA e que seja oficializado como a senzala da casa branca.

      1. Erick e Emilia disseram tudo…Esse governo só tem o “projeto do contra”, o da destruição…Reflexo de seus apoiadores que odeiam pobres, odeiam tudo que é do Brasil e ADORAM qualquer coisa MADE IN USA. Entretanto não conseguem ver que o império que admiram está em processo de decadencia ….bem como o modelo neoliberal.

  2. Tá cada vez mais difícil encontrar alguém que votou em bolsonaro. Chego até a lamentar que a proposta dele de impressão do voto não tenha sido implementada. Ia ser engraçado dizer que houve fraude eleitoral, pedir recontagem dos votos e comparar com a contagem dos que alegam que não votaram nele, para servir como prova da fraude.

    1. Amoêdo deveria pedir recontagem. Todo bozinho agora diz que votou nele. O engraçado é que em 2014 todos coxinhas votaram no Aécio, mas em 2015 todos votaram na Marina.

    2. Dos que passaram meses sem me cumprimentar na rua já tem uns dois que, numa roda de conversa dos cachorreiros aqui do bairro, disseram que não imaginam o que se passou na cabeça das pessoas ao elegerem o traste. Tem um, este, dono de uma banca na feira, onde eu costumo comprar, que, no final do ano passado, me xingou, quando eu interrompi uma pregação sua e lhe disse o que seria hoje. Depois, me olhava atravessado. Em abril, olhava para o chão. Nos últimos tempos, some da barraca, quando me vê, e fica quieto, como guri cagado, atrás do caminhão. Mais de uma vez, a esposa, que trabalha também na feira, o chamou, rindo de sua atitude, mas ele não aparece. E tem os que entregaram a alma, mas, estes, morrerão gemendo “mito”, como aqueles velhinhos centenários nazistas, que ainda ficam com a mãozinha trêmula erguida, em dúvida, se gritam “heil” ou enchem o fraldão.

  3. Parece-me que foi poucos dias antes da posse que Bolsonaro falou, em aomto de extrema sinceridade:
    – Eu vim para destruir.
    Printo. É o que ele está fazendo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.