Reunião do ministério, economia de palitos e gasto de inexperiência

O resultado da reunião do ministério Bolsonaro com o ‘chefe” foi pífio para um governo que, afinal, está há três meses em organização.

Diz a Folha:

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta quinta-feira (3) que o governo identificou “uma movimentação incomum de exonerações e nomeações e recursos destinados a ministérios” no apagar das luzes da gestão Michel Temer (MDB) e quer a revisão delas. Após o encontro de Bolsonaro e do vice-presidente, general Hamilton Mourão, com os 22 novos ministros, nenhuma medida concreta foi anunciada. 

Nomeações e exonerações, obrigatoriamente, têm de ser publicadas no Diário Oficial – sem o que não possuem validade – e é difícil crer que, com centenas de funcionários no gabinete de transição não tivesse um coitado que, todo dia, contabilizasse e registrasse isso.

Isso se cada ministro indicado, com água na boca, não estivesse mapeando os cargos vagos em sua área, para nomear “os seus”.

Picaretagens, como a nomeação de Carlos Marun para o conselho da Itaipu Binacional, são logo vistas. E, neste caso ao menos, confirmadas.

Economia com cargos comissionados é necessária, mas é “economia de palitos” diante das despesas federais, até porque os cargos que ficam vagos acabam sendo transformados em outros, em outros lugares. Para ser economia, precisam ser extintos, o que não foram.

Quanto à movimentação de recursos é, provavelmente, algo que surgiu do desconhecimento de como funciona a gestão pública funciona: no final do ano, em função da execução orçamentária, recursos de “programas de trabalho” (que são as áreas de destinação dos gastos) não utilizados são anulados e viram reforço para outros onde a dotação está insuficiente. E  todas as despesas que não são empenhadas (isto é, recebem uma “autorização de despesa, com o apontamento da origem dos recursos) têm de ser anuladas.

Isso não quer dizer que sejam pagas – tecnicamente se dá o nome de “liquidadas” – e seu valor fica condicionado aos famoso “Restos a Pagar”, para o ano (ou anos) seguintes.

Em boa parte das repartições pública, por isso, desde que o mundo é mundo, há uma correria para empenhar verbas orçamentárias nos últimos dias, sem que isso queira dizer roubalheira. Um exemplo recentíssimo é dos próprios militares do Gabinete de Intervenção Federal no Rio: No dia 3 de dezembro, só haviam conseguido empenhar 28,3% dos R$ 1,2 bilhão a compras de materiais para a área de segurança, ou R$ 340 milhões. Quando chegou o dia 31 de dezembro, o empenho havia chegado a R$ 1,171 bilhão, ou 98,7% do total. Mais de R$ 800 milhões empenhados em 27 dias, apenas.

Ainda bem que Moro não é mais juiz, senão ia sobrar “cognição sumária” para os generais da intervenção.

É óbvio que nem em todo lugar é assim,  mas empenhos expressivos em dezembro não são a fonte de roubalheira. Roubalheira tem de acontecer antes do empenho – que, repito, não é pagamento, se não houver a liquidação da despesa – na licitação e, depois, na liberação dos recursos. Ah, sim, e nos famosos “convênios”, estes sim fonte de inúmeras irregularidades.

Quanto aos imóveis da União, o número sempre foi conhecido e muitos dos 5% deles que estão vagos ficam assim por falta de dinheiro para reformá-los. De novo, basta ao governo Bolsonaro se informar com sua multidão de militares: um dos maiores, o bloco “O” da Esplanada dos Ministérios, com capacidade para 1,7 funcionários, era a sede do Ministério do Exército, iria para o Ministério da  e está vazio há vários anos, esperando dinheiro para obras. A reforma foi licitada no Governo Dilma em 2015, licitação reaberta em 2016 por razões legais e até o final do ano passado a Secretaria de Patrimônio da União procurava um órgão capaz de assumir o “abacaxi” das obras.

O Governo Bolsonaro precisa descobrir que, na administração pública, não é só mandar o Fabrício ir lá resolver.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

53 respostas

  1. Por falar em economia de palitos, interessante como viralizou no Whatsapp os memes dessa questão do Boçal Nato assinar com caneta Bic, comparando com as “Mont Blanc” dos presidentes anteriores.

    Obviamente não é algo espontâneo esses memes. É a máquina do Steve Bannon atuando .

    1. Afff, a turma que ainda acredita que o “mito” deles fez campanha sem dinheiro, coitadinho… O Queiroz sabe… ????

      1. Queiroz, abandonado pelo Bozo, será seu Paulo Preto
        – “Não se abandona um companheiro na beira da estrada!”

    2. Ele usa Bic porque não sabe escrever e sua letra deve ser um horror…com a Bic fica a culpa na péssima qualidade da caneta…rsrs

  2. Brito, Brito, meu caro bloqueiro de estimação
    os pobres coitados mal sabem isso tudo que vc. falou
    contingenciamento pra eles deve ser segurar o xixi ou algo assim

    lembra né que o Gueredes queria aprovar o orçamento esse ano e que faria sozinho – sem pre cisar do congresso pra ajudar, é ésse o nivel dos energúmenos

      1. todo prepotente é assim
        é o que eu chamo de prepotência burra – não há nada pior
        eles são incapazes de aprender alguma coisa

    1. Observem que a “ronião” nada mais foi do que um pretexto para o grupo de “otoridade”, principalmente, o chefe, tirar foto fazendo carinha de inteligente, se é que isso é possível. A impressão que se tem é de que o fotógrafo na foto tenta conter o riso, escondendo-se atrás da câmera. A “tia do café” deve ter sido obrigada a se pelar, para provar não ser uma mulher-bomba, antes de entrar na sala para servir. Se não morrermos sob tortura ou por bala perdida dos mínions, vamos acabar morrendo de rir, táoquêi?

    2. Parabéns, Rita. Você resumiu o que é esse (des)governo: um bando de energúmenos. Uma das primeiras medidas do Bolsoasno, foi mandar trocar as cadeiras de vermelhas para azuis. Vocês já perceberam como a vida já melhorou? esse tipo de medida vai salvar o Brasil (segundo os energúmenos). DÁ ATÉ PENA.

      1. eu só espero que eles se afoguem nesse mar de ignorância e despreparo,
        hoje torço pro “quanto pior melhor”
        quero que façam todas as lambanças que sejam capazes, quem sabe assim a população acorda

  3. Fiquem atentos. Observem o perfil e as ideias do recém nomeado secretário da educação e perceberão que essa coisa de ideologia de gênero nas escolas não passa de uma cortina de fumaça para acabar com a escola fundamental e com a merenda escolar que para eles é socialista. Eles vão perseguir e afunguentar os professores da escola fundamental que já ganham baixíssimos salários e ao mesmo tempo vão querer Implantar a educação domiciliar. A educação tem um peso enorme no orçamento. Eles querem resolver parte das finanças do estado restringindo o direito a educação. Não vem não mito, que eu sei muito bem qual é a tua viu.

    1. Aliás, a educação pública entrou em decadência durante o Regime Militar.

      Fui da geração que “apagou a luz” em 1985, quando terminei o fundamental. Desde então passei a cursar em escolas/faculdades particulares.

      A desfaçatez do Sarney e o neoliberalismo “Collorido” e do FHC foram apenas a continuidade.

      1. mais absoluta verdade

        meu irmão – 8 anos mais velho que eu – tinha 19 anos em 64,
        ele teve um estudo muito superior ao meu, e nós 2 estudamos em escolas particulares, mas a diferença era evidente, minha mãe sempre comentava isso em casa

    2. O que será que eles farão com a Lei de Diretrizes Básicas da Educação, que regulamenta até as verbas a serem gastas pelos municípios com educação?
      Vai ter prefeito comemorando esses dias.

    3. Tem que acabar com isso daí. Nossa bandeira jamais será vermelha. Vamos metralhar os comunistas do Acre. Vai pra Cuba! Kit gay é coisa dos marxistas. Mamadeira erótica é o [email protected]#$÷! Vamos acabar com ideologia de esquerda (de direita vale?) Tem que matar 30.000. Taoquei?
      ———————–
      E assim caminha o novo Brazil…

    1. O pessoal do mercado financeiro já previu isso…esses picos na bolsa, etc, tem muito a ver com a percepção de que o país está igual a um trem desgovernado, hora dos especuladores e manipuladores aproveitarem pra encher os bolsos como se não houvesse amanhã…até porque é bem provável que não haja um amanhã.

  4. Caro Fernando:
    Se algum dessas (autoridades) tivesse conhecimento da lei 4.320,como todo contador de prefeitura do interior tem, essesimbecis nao fariam nem diriam tantas besteiras. Realmente estamos entrando em uma verdadeira onagrocracia.

  5. Complementando comentário. Na saúde eles já expulsaram os cubanos. Agora vao pra cima dos direitos trabalhistas, dos direitos previdenciários e do direito a educação. De outro ângulo, vao armar a sociedade, privatizar tudo e dificultar as relações comerciais do Brasil com esse alinhamento ridículo ao governo Trump e de Israel. Detalhe: o primeiro ministro de Israel está sendo acusado de corrupção e Trump está em vias de sofrer um impechament. Em resumo: o mal assumiu o poder no Brasil.

  6. Completando a lista de desgraças eu esqueci de mencionar a exclusão das minorias e a supremacia dos agrotóxicos.

  7. Esta foto do post está um quadro.
    Bolsonaro relincha, tendo ao lado um Mourão amuado.
    Dr Moro observa atentamente Bolsonaro relinchar. Como um juiz em sua vara ouvindo um depoente.
    O Diplomata maluco faz anotações sobre os relinchos de Bolzonaro, talvez.
    Até o segurança, ao fundo, parece espantado.
    Mas, Fernando… sério:
    O Onyx Lorenzoni é um mau-caráter de primeira linha.
    Ontem ele estava bravateando sobre a “despetização” do governo do … Temer.
    O PT já não está no governo desde 2016.
    O mau caráter sabe.
    Depois ele disse que o critério para os nomeados seria a competência, mas ficou na cara de todos que o critério é “não pode ser petista”.
    Mostrou o quanto é hipócrita. Fica louquinho se confrontado. Já vimos.
    A verdade é que ele quer aparelhar a CC com seus seguidores e quer abrir espaço para todos.
    Não tendo motivos sérios, vai procurar até nas redes sociais.
    Ele parece estar gastando sua energia em encontrar maracutaias e atribuí-las ao PT.
    É bom o PT se ligar, pois daqui a pouco as maracutaias do Temer & cia serão, maliciosamente atribuídas ao PT.
    Esse pessoal não terá dúvidas em atribuir ao PT os seus próprios crimes, sua incompetência e sua futura desilusão .

    1. Ué , mas já não fizeram isso , a Petrobras foi saqueada pela turma de FHC e caiu no colo do PT.

  8. vão bater muita cabeça, pq não tem a menor ideia do que fazer. Enquanto isso, geram manchetes estapafúrdias e vão negociando, bem quietos, o que foram designados pra negociar – a entrega do país

  9. Cadê o Fabrício ? A grande imprensa fiscalizadora do PT, esqueceu ? São todos uns sabujos lambe botas ! A Globo, nem se fala ! está pianinho com toda turma do Bozo.

  10. É insuportável ver certos esquerdistas se arvorarem a palmatória do mundo e avançarem sem qualquer cerimônia pelos séculos adentro, para dizer quem em outras épocas tinha pureza de verdadeiro politicamente-correto e quem não tinha. Um de certo modo admirável jornalista resolveu ontem meter o pau em um dos maiores escritores do país, José de Alencar, só porque o Ministro do Bolsonaro falou que ele deveria ser mais lido do que o New York Times. Escudado por estudos idiotas destas turmas que resolveram fazer excursões na história para desconstruir grandes nomes por não pugnarem por suas ideias, inclusive Monteiro Lobato como sendo racista, o tal estudante de história fez uma cruz com o lápis vermelho no nome de Alencar, porque ele seria escravagista e não sei lá mais o quê. Realmente, Alencar era uma pedra no sapato de Dom Pedro II porque julgava que o Império ia navegando sem o respeito e a majestade com que deveria. Dom Pedro chegou a chamar-lhe de “homenzinho teimoso”. Mas isso não lhe tira o mérito de, além de ser um dos maiores novelistas de seu tempo, quiçá o maior, também se ter colocado como um dos mais importantes pilares da própria identidade nacional, que em seu tempo andava sem saber que rumo tomar. Com suas obras, principalmente “O Guarani”, cujo autor de uma ópera nela baseada foi agraciado pelo próprio Dom Pedro com uma bolsa de estudos musicais na Itália, Alencar ajudou a modelar a face do país. Ceci, Peri, Caubi, Irapuã, Ubiratã, Iracema, Moacir, Jurandir Ubirajara, quem reconheceria um Brasil onde ninguém do povo usasse estes nomes? E todos eles foram inventados pelo gênio de Alencar. Vamos devagar com o andor que o santo é poderoso, mas é de barro.

    1. Desculpe mas sou obrigada a discordar. José de Alencar era uma besta quadrada como escritor. Uma das obras literárias mais fracas do Brasil e solenemente ignorado mundo afora…

      1. José de Alencar não é o escritor de O Guarani? Você já leu o poema Iracema? É uma obra prima. Desculpe, mas sua ideia de literatura não bate com a minha. José de Alencar criou o romance nacional. No centenário de seu falecimento, em 1977, aqui no Brasil a data passou sem nenhuma comemoração. Mas na Argentina houve celebração nacional. Porque foi ele que fixou na literatura, antes de qualquer outro, o tipo do gaúcho. Seu romance O Gaúcho é um livro saudado na Argentina como fundamental. Agora, se vamos falar de autores brasileiros que fizeram sucesso no exterior, devemos colocar Paulo Coelho no máximo altar. Veja bem: Quem foi que inventou o Brasil? Foi Seu Cabral, no dia 21 de Abril, dois meses depois do Carnaval. Aí, Ceci amou Peri, Peri beijou Ceci ao som, ao som do Guarani, do Guarani ao Guaraná, surgiu a feijoada e mais tarde o Parati. E quem inventou Ceci e Peri e o Guarani e Iracema foi José de Alencar.

        1. A propósito, os detratores de Alencar, muitos deles fizeram o absurdo de compará-lo a Machado de Assis, para dizer que o último era muito superior. Como se reconhecer a importância de Alencar implicasse automaticamente em rebaixar a importância de Machado. Como se só coubesse um grande escritor no palanque da literatura nacional. Um absurdo, os dois viveram em épocas diferentes, o primeiro morreu em 1877, quando a monarquia ainda teria doze anos de vida pela frente. O outro faleceu em 1908. Entre um passamento e outro, o Rio passou de uma cidade acanhada de 200.000 habitantes para uma metrópole de um milhão de habitantes. No centro da cidade brotaram as ruas mais largas e as grandes avenidas. Surgiram os transportes coletivos eletrificados, bondes e trens. Outros detratores de Alencar diziam que era delírio puro uma tempestade na região serrana fazendo se agigantar um riozinho mixuruca como o Paquequer, que carregara na correnteza uma palmeira semi-arrancada pelo índio, sobre a qual se salvariam Peri e Ceci. Pois para testemunhar que Alencar sabia o que estava escrevendo, em 2011, quando aconteceram as célebres grandes chuvas na região serrana, o Paquequer ficou furioso e arrastou florestas inteira, carros e quarteirões inteiros de casas. Vendo pela televisão uma palmeira sendo arrastada em alta velocidade pelo Paquequer, uma palmeira que bem poderia ter sido parcialmente arrancada do chão por algum Peri que buscasse se salvar, pensei comigo mesmo que já não haveria motivo algum para os detratores falarem que aquilo era impossível. É preciso ter cuidado com quem deseja destruir os nomes e os símbolos mais caros à nossa identidade, que perfazem nosso orgulho e nossa autoestima como Nação. Em breve falarão que o Garrincha e o Pelé não jogavam nada e que o próprio Machado não passava de um mulato metido a besta. E muita gente propensa a ter asco e ódio de seu país acreditará.

  11. O mito disse que quer acabar com a justiça do trabalho. É claro. Se o trabalhador não tiver direitos a serem defendidos para quê justiça do trabalho, né mesmo. Então, pelo andar da carruagem o cabo e o soldado vão chegar primeiro no TST.

  12. Fernando, vc deu uma aula de orçamento público para os sabichões. Não dá dó deles porque a raiva é um sentimento mais forte! Os caras (Onix e Bolsonaro) ficaram anos no congresso fazendo o quê?

  13. Onde tem um cursinho intensivo de administração pública? Kkkkkkkkk, quando aprenderem , já caíram.

  14. O secretário ao qual me referi em comentário anterior é Carlos Nadalim. Ele foi nomeado secretário da recem criada Secretaria de Alfabetização do MEC. Nadalim defende a ferro e fogo o modelo de educação domiciliar. O cara tem um site exclusivamente dedicado ao assunto com o nome ‘como educar seus filhos’. Some a esse fato a perseguição a ideologia de gênero que é tão falsa quanto o kit gay. Preciso desenhar o resultado?

  15. O mito disse que sabia que Queiroz vendia carros e fazia ‘rolos’. E é esse cara que um sujeito moralista, puro e demente a Deus escolheu para ser seu companheiro e amigo de pesca por 3 décadas? Os bolsominions estão com a mente lavada, mas nós não estamos não seu mito dos infernos. Essa coisa de mente lavada é perigosíssima. É essa turma que suicida e comete atentados matando pessoas inocentes em nome de uma causa ou de um deus – Alá por exemplo. Os bolsominions precisam acordar desse transe. E nós temos que resistir.

    1. Sandra, não sei se foi ato falho ou erro do corretor automático, mas o seu “demente a Deus” descreveu à perfeição o novo governo.

  16. Eu lembro que quando o Temer usurpou a presidência da Dilma havia mais de 100 mil funções de confiança no Governo Federal e toda aquela conversa de “aparelhamento do Estado”. Hoje refiz a pesquisa e seguimos com mais de 100 mil funções de confiança (o que me parece exagerado mas talvez tenha que ser assim mesmo). Vamos ver daqui a 4 anos o que Bolsonaro ferá a respeito. Os dados são do Portal da Transparência http://www.portaltransparencia.gov.br/download-de-dados/servidores

    1. Saberia, se tivesse estado lá a trabalho.
      Mas ele próprio confessou que apresentava projetos por simples ironia, votando contra, em seguida, do que se conclui que, por 28 anos na Câmara, ele foi apenas uma coisa: moleque.

  17. Os indígenas, quilombolas e trabalhadores já foram golpeados. Os indígenas protestaram. Os trabalhadores ainda estão muito felizes com o novo governo e, pelo que vejo nas redes sociais, nem um tsunami os fará mudar de opinião. Parece que o brasileiro médio está sofrendo de anencefalia.

  18. É o governo de mancheteiros… Distração permanente prá patuleia.
    Dizem um monte de coisas para dar assunto a mídia e saímos nós a criticar a fala, o texto, o gesto… Distração!
    Enquanto isso o país volta a ser o que sempre foi até 2003. Piada do planeta!
    Hoje, estou com vergonha de mostrar meu passaporte até no Haiti…

  19. Os paspalhos do Governo estão batendo cabeça. Vejam ai aquela do Jesus no pé de goiaba!!!
    Os Bolsonaros evitam falar, pois quando o fazem só dizem besteiras. E os Generais só escoiceando.
    O Morico já será demitido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.