Suplente do ’01” revela que PF já era de Bolsonaro em 2018

Manchete da Folha de hoje, a proximidade entre a Polícia Federal e a família Bolsonaro não surpreende, embora tenha a força de uma confissão de quem, direta e pessoalmente, tomou conhecimento da montagem de uma farsa que impediu o povo brasileiro e ir às urnas sabendo a verdade – ou o que já se conhecia dela – sobre o episódio da “rachadinha” do gabinete de Flávio Bolsonaro e a orientação direta de seu pai para o encobrimento do caso.

A entrevista de Paulo Marinho, suplente de Flávio no Senado é isto: a denúncia de um crime, diante do qual o Ministério Público, se ainda existir, terá de pedir a imediata instauração de inquérito.

Pois o fato de que, entre os dois turnos das eleições a Polícia Federal, através de um delegado que procurou o coronel-aviador da reserva da FAB Miguel Ângelo Braga Grillo, chefe de gabinete do “Filho o1” e o advogado deste, Victor Alves para avisar que havia sido descoberto o esquema de dinheiro operado por Fabrício Queiroz mas os responsáveis pela inquérito tinham decidido que iriam “segurar essa operação para não detoná-la agora, durante o segundo turno, porque isso pode atrapalhar o resultado da eleição [presidencial]”.

Mais: deu orientações para que “limpassem a área”, demitindo Queiroz e sua filha Nathália, o que foi feito a seguir pelo filho e pelo pai, de quem eram, pai e filha, funcionários de confiança.

É claríssima a obstrução de investigações com finalidades político-eleitorais, mas isso não é tudo.

É sinal de que as estruturas da PF já serviam a Jair Bolsonaro mesmo antes da eleição e que, afinal, bastaria – ou bastou – que o ex-capitão mantivesse a sua influência sobre os inquéritos, como ocorreu naquele caso agora confessado por Paulo Marinho.

Como a ele serviam, também, o então juiz Sérgio Moro – lembram da súbita divulgação pré eleitoral das confissões sem provas de Antonio Palocci? – e todos os que participaram da manobra judicial-policial – que rendeu a Maurício Valeixo a chefia da PF – para manter Lula encarcerado mesmo depois de um desembargador federal ter-lhe dado liberdade provisória.

Vamos ver, agora, se a notícia-crime que Mônica Bergamo traz na entrevista de Paulo Marinho vai ser tratada como o que é e se disso se revela o quão grande e profunda já era a infiltração da milícia bolsonarista dentro da Polícia Federal.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. Bolsonaro é figurante, não governa há algum tempo para deleite dos generais. Mas a coisa tá brava, o fim não será tranquilo. ELES já viram, daqui a pouco entrarão no salve -se quem puder. Moro, bem orientado, já caiu fora.

  2. Não vai haver golpe algum de Bolsonaro, porque o golpe JÁ FOI DADO há muito tempo. Já vivemos uma DITADURA, com apenas duas ressalvas: a primeira é o congresso que AINDA não foi fechado e causa o incômodo do governo ter que gastar uns trocados a mais. A segunda é um chilique ou outro de algum ministro do STF que só serve para fazer cócegas no governo.

    1. Não há mais sentido golpes com tanques na rua, como no passado. Basta vc ter o congresso nas mãos, o que já ocorre, e o judiciário, o que ocorrerá após a saída do Celso de Mello e com Fux na presidência. Maia, a Globo, a direita em geral não querem a saída do Bolsonaro mas sim que ele fosse um pouquinho mais palatável e sobretudo tocasse a agenda neoliberal.

  3. Marinho: Daqui pra frente não viaje de avião se não for de carreira, Cafezinho oferecido (Veja o caso Bebiano) nem pensar. Cuidado, pois no Rio Bala perdida tem endereço. Viu o caso do Capitão Adriano: “queima de arquivo”.

  4. AGORA ESTÁ TUDO CERTO: GENERAIS DAS FAAs SERVINDO ÀS MILÍCIAS DO RIO DE JANEIRO!
    ENFIM, CONSEGUIRAM CHEGAR AO TOPO DA HIERARQUIA DO CRIME ORGANIZADO!
    POBRE BRASIL!

  5. Entenderam porque ele chamava de minha PF!
    Ahh, ahh, uhu, uhu, a PF é nossa… cantaria o velho e desaparecido vermigol da PG de curitiba.

  6. Sr.Fernando,Desde guri,aprendi uma coisa,dentre outras mais,que POLÍCIA,foi inventada por puxa sacos de burgues, para somente proteger a PROPRIEDADE PRIVADA DE SEUS CHEFES,os velhos burgueses de guerra.Além do mais,são escolhidos,dentre a mais baixas ESCÓRIAS,que exitem.Polícia,é polícia,somente isso.Não são precisos,outros adjetivos.

  7. O processo que já está com Celso de Melo, provocado por Aras, pode agregar todas as novas informações. Não sei por que ficam falando da possibilidade de Aras fornecer nova denúncia. Alguém explica?

  8. O Capetao Creolina cinicamente dirá ao gado do cercadinho : foi preciso ser assim, foi para derrotar o comunismo do PT , foi para salvar o Brasil da Grande Mamadeira de Piroca !!!!
    O bravo estrategista General Villas-Boas dirã que as instituiçoes seguem funcionam perfeitamente …

  9. Paulo Marinho [1] – este rapaz sempre foi muito esperto – abriu o bico antes que tivesse o mesmo fim de Gustavo Bebbiano. Será que, agora, Queiroz e outros milicianos – ameaçados por duas picas do tamanho de um cometa – não preferirão cuspir os feijões em vez de encher a boca de formigas, como o miliciano Adriano da Nóbrega?

    – – – – – – – – – – – – – – –
    [1] Paulo Marinho era ex-namoradinho de Maitê Proença. Viveram assim, juntinhos, sem papéis, num amor eterno enquanto durou, para garantir que os dois mamassem nas nossas tetas – os contribuintes – sem perder a pensão herdada do pai da madame.

    PS: Candidamente, Paulo Marinho diz, na entrevista, que Gustavo Bebbiano “morreu de decepção, de tristeza mesmo. Mas ele não era homem-bomba. Não tinha nada que pudesse tirar o capitão do governo por algo do passado.“. Só que Marinho diz também, na mesma entrevista, que contou toda esta história criminosa dos Bolsonaro/PF/Milicianos para Bebbiano em dezembro de 2018. Contraditório, não?.

  10. É prova circunstancial, mas que pode resultar em prova concreta em pouquíssimo tempo, desde que seja detonada investigação competente. Dar partida a esta investigação, ou não, aí é que está o xis do problema. Quem, como, quando e onde. E quanto, também. Mas os mistérios nebulosos estão se aproximando de se tornarem em coisa super-manjada cada vez mais difícil de ser ocultada. De um modo ou de outro, é certamente ponto negativo importante para o regime bolsonariano.

  11. MILICIANOS ? presente !
    Policiais Militares ? presente !
    Policiais Civis ? Presente !
    Forças Armadas ? Presente !
    Judiciário ? Presente !
    Ministério Público ? Presente !
    Mercenários Evangélicos ? Presente !

    Pergunta: Onde o país (sozinho) vai arrumar forças pra se livrar dessa gente e PURGAR as Instituições tomadas por eles ?

    em tempo, um exemplo da CRATERA que esta sob nosso pés : exército – existem 147 generais na ATIVA e 5.290 generais na reserva, recebendo e comendo do bom e do melhor, atiçando e sendo atiçados contra correntes políticas de ideários e interesses diferentes dos deles, tratando BRASILEIROS iguais a eles como se inimigos fossem.

  12. A POLÍCIA FEDERAL TEM UMA DÍVIDA COM O BRASIL DO BEM
    E, SOBRETUDO, COM A PRÓPRIA CORPORAÇÃO DE ESTADO
    E deve exigir investigação interna e outras independentes…
    Passar a limpo este escândalo colossal!

    ********

    BRASIL DO BEM, URGENTE
    A PERGUNTA QUE NÃO QUER – E NÃO PODE – CALAR

    E se, à época, o ex-“juiz” LADRÃO SUJO ‘mor(T)o’ e o “dalagnol evangélico de puteiro” tivessem conhecimento do crime hediondo perpetrado pelo “‘Ramajo’ da Polícia Federal da ‘famiglia’ Bolsonaro”?

    1. Está provado científica e historicamente a tese do “impeachment não”!
      O impeachment entronaria um milico!
      O Mourão é o bozomorovírus que sabe usar os talheres!
      Ademais, seria a volta triunfal do morovírus içado pelas baionetas verde-oliva do mesmo Mourão!
      Ou seja, a esquerda tem que mobilizar o povo brasileiro para exigirmos eleições diretas já!
      E a construção de uma nova nação.
      E nada de conciliação com as “Madalenas arrependidas de ocasião”, os eternos escorpiões da história…

    2. Está provado científica e historicamente a tese do “impeachment não”!
      O impeachment entronaria um milico!
      O Mourão é o bozomorovírus que sabe usar os talheres!
      Ademais, seria a volta triunfal do morovírus içado pelas baionetas verde-oliva do mesmo Mourão!
      Ou seja, a esquerda tem que mobilizar o povo brasileiro para exigirmos eleições diretas já!
      E a construção de uma nova nação.
      E nada de conciliação com as “Madalenas arrependidas de ocasião”, os eternos escorpiões da história…

  13. São três PARTIDOS POLÍTICOS que se degladiaram pela hegemonia política para “acabar com essa raça”, no desejo do ex-senador Jorge Bornhausen, e que continuam a se degladiarem. São: Partido da PF, Patido PGR/PR e Partido da CIA conandado pelo tal ex-juiz MENTIROSO!

    Quando serão DESMANTELADAS essas facções criminosas que destroem o Brasil?

  14. Que o TSE faça valer a justiça. Com certeza receberá muita pressão. Os seus membros terão a oportunidade de apurar o caso e, sem medo, tomar as devidas providências, condenando o denunciante ou os denunciados.

  15. MP, PF, FORÇAS ARMADAS deveriam ser extintas! Deveria ser criado um Exército do Povo. A estrutura da Justiça deveria ser toda extinta também e recriada onde o povo tenha poder de decisão.

  16. O procurador geral não abrirá inquérito. Vai procurar uma desculpa qualquer, vai procurar manter sigilo sobre o caso, vai procurar uma vaga no stf. Só não vai procurar apurar a denúncia. Não vai procurar encrenca.

  17. Enquanto a operação era postergada, Moro vazava para a Globo, uma delação fajuta e requentada de Delcídio do Amaral (Que, depois, saber-se-ia falsa).
    Bem, não vai dar em nada mesmo.
    Neste País, só se investiga, processa, indicia, prende, caça e etc., políticos petistas e aliados.
    Agora mesmo, aqui em Brasília, existe um enorme rebanho aplaudindo o mito, mugindo, ruminando…
    O Brasil da classe média…
    Enquanto isso, no Brasil, dos bilionários, sob o comando de Paulo Guedes, o País é saqueado à luz do dia…

  18. O mauricio valeixo não vai receber uma medalha pela sua brilhante atuação, junto ao moro, trabalhando em férias, de “ignorar” totalmente uma decisão judicial expressa? Isto é uma injustiça à injustiça. Um pioneiro(?), que será sempre lembrado (ou esquecido?) da era moro de justiça que tanto encantou o fachin e o stf.
    E o bolsonaro ainda não gostava dele.
    Desculpem, justiça é que é mesmo? Supremo… Estou um pouco confuso. É que depois do golpe…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.