Temer e MBL, o encontro dos que deram o golpe e perderam tudo

Não sei se é mais melancólico para Michel Temer, o homem que deu o golpe e alcançou a Presidência para desaparecer como um inseto, fazer sua rentrée no congresso do decadente MBL ou se, para este, ter Michel Temer como grande convidado é o sinal adequado de seu estado de pré-extinção, depois de ter perdido para Jair Bolsonaro a turba fanática que ajudou a formar durante o impeachment que preparou as trevas atuais.

Seja como for, é um encontro simbólico da decadência de ambos: um perdeu sua máquina, que fazia voto; o outro, perdeu sua boiada, que fazia barulho.

Curiosamente, ambos dependem de um terceiro deserdado do golpe, João Dória, ao qual a seiva da caneta do Palácio dos Bandeirantes ainda irriga.

O resultado é que, fora São Paulo, parecem à beira da extinção.

Mesmo por lá, perderam a parcela da classe média mais agressiva e mobilizada pelo antipetismo. E enfrentam uma árdua disputa de um espaço do qual se achavam donos até dois anos atrás.

A coisa não anda boa para a direita extra-Bolsonaro, que conseguiu manter sob seu controle Sérgio Moro, a quem fizeram seu deus, a quem seguem fiéis, mesmo sabendo que não são o povo escolhido.

Tão grande é a sua dependência que se vou o ridículo pedido para que o MBL – logo quem – ajude a pacificar o país.

O destino do MBL é uma rima: PFL. Uma força auxiliar, jamais protagonista.

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. Duas insignificâncias. Falta juntar a isso a fiesp e suas congeneres de cada estado em diferentes niveis obsoletas com o descaso e desinteresse doo Bozo em ser presidente. Jaja II ano do governo do bostao

  2. Não se deixe enganar,senhor Fernando.Os citados e mais alguns,são aqueles seres,DEUSES DOS PEQUENOS BURGUESES,essa classe que chamam de classe média,de MEDIOCRIDADE,mas que chegada a hora dos PORCOS BEBEREM ÁGUA,correm de novo,para seus DEUSES,Os BURGUESES.O Chile,a Bolívia,são exemplos disso.Essa CLASSEZINHA,basta o ACENO DE SEUS DEUSES,que passam fome,orgulhosamente,mas se auto proclamam,INTELECTUAIS.Não se iluda,senhor FERNANDO.A única cura pra esse mal, é um remedinho que deram e ainda dão o nome,de “PAREDON”.

  3. De um velhote ordinario e carcomido como Temer que para sentir-se jovem compra uma novinha cafetinada pela mãe, não se espera outra coisa depois de ter sido usado e descartado como puta barata pelos americanos.
    Não será esquecido tão fácilmente, seu filho leva seu nome e muito tempo depois de passar, o filho que tem o mesmo nome trará a lembrança de um dos maiores calhordas que já nasceram neste pobre país.

  4. Apesar de tudo, ainda considerava o Temer como um traidor que guardava certa aparência de sério. Mas até esta aparência ele rifou.

    1. Sinceramente? Ele rifou qualquer aparência de sério quando escreveu a ridícula carta do “verba volant…”.

  5. À massa cheirosa paulista, aquela dos que “sabem” votar, “maria-fumaça” da Nação, restaram Doria, Michel e MBL.

  6. O destino deles? Pouco importa. Usados e descartados.
    Os bonecos mudam.
    As mãos que manejam os cordões são as mesmas e permanecem incólumes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.