“Vaca louca”. Era o que faltava para a loucura dos preços

Dois casos, em princípio isolados, da doença da “Vaca Louca” – Encefalopatia Espongiforme Bovina – fizeram o Brasil suspender hoje a exportação de carne bovina para a China, segundo comunicado do Ministério da Agricultura. Segundo o texto, “em cumprimento ao protocolo sanitário firmado entre o país e o Brasil, ficam suspensas temporariamente as exportações de carne bovina. A medida, que passa a valer a partir deste sábado (4), se dará até que as autoridades chinesas concluam a avaliação das informações já repassadas sobre os casos.”

Não se sabe ainda se serão aplicadas medidas sanitárias de restrição no mercado interno, ao menos em relação às área onde os dois episódios foram registrados: Belo Horizonte e Mato Grosso do Sul, mas é provável que, nestas regiões, os abates sejam suspenso, até que se averiguem as razões da doença, até porque isso surgiu por amostragem e, portanto, pode ser mais disseminado, embora os dois casos fossem, segundo se informa, de animais já adoentados antes do abate.

O comunicado do Ministério diz que no se justifica ” qualquer impacto no comércio de animais e seus produtos e subprodutos” , mas as suspensão da exportação para a China, nosso maior comprador, já é um impacto e tanto, fora o fato de que os outros mercados internacionais vão ficar pressionados a repetir o comportamento dos chineses.

O fato é que o abate de bovinos deve ficar em estado de semi-paralisia, à espera que o mercado se normalize e isso pode bater em cheio nos preços.

No país do gado louco, vaca louca era só o que nos faltava.

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.