132 casos ‘suspeitos’ são sinal inesperado do coronavírus no Brasil

Acho que todos estão surpresos com a divulgação e que passamos de 20 casos suspeitos de contaminação por coronavírus, ontem, para 132, hoje.

Poderia ser um sinal de zelo e eficiência, se isso derivasse da localização de todos os que tiveram contato com o único caso confirmado.

Mas não é.

Apenas três são de pessoas que tiveram contato com o empresário que foi o primeiro caso confirmado no Brasil.

Pode ser um sinal de precaução, pondo na lista quem apresenta sintomas compatíveis que, de resto, são muito semelhantes aos e uma gripe.

De toda forma, é um sinal de que, em se tratando de um patógeno importado, com portas de entrada limitadas – portos e aeroportos – é muito difícil a sua contenção, sobretudo em função do transporte aéreo, que leva pessoas de continente a continente em poucas horas.

Isso significa que os sintomas podem não ser detectáveis nos desembarques.

Além a Itália, França e Alemanha passaram a ser considerados origens a serem averiguadas.

121 das pessoas colocadas na lista de suspeitas por viagens internacionais para países com episódios de surto.

Há outros 213 casos em análise e, segundo o Secretário Executivo do Ministério da Saúde, o médico gaúcho João Gabbardo, a maioria deles deve entrar no rol de suspeitos.

É um número que, pela quantidade de contatos que gera, já permite preocupação séria, embora não possa ser razão para um alarme.

O Brasil precisa que suas autoridades de saúde e seu governo trabalhem para isolar os focos de contaminação e evitar o pânico.

Que o médicos falem e os governantes apenas ajam para lhes dar os meios de trabalhar com eficiência.

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

17 respostas

  1. Esperar competência e eficiência deste (des)governo é impossível. É apenas mais um vírus para agravar a contaminação geral que atacou nossa nação.

  2. Em Espanha morreram no último inverno contabilizado 2018,perto de 10.000 pessoas por pneumonía( fonte instituto nacional de estadistica) ,morreram por dengue e só por dengue 700 no Brasil em 2019 ,e agora chega o coronavirus ” a nova pandemia” que irá acabar com a humanidade.
    Já passaram a Aids,O Ebola, agripe aviária,a gripe suína,a vaca louca,etc,etc,ainda estamos aquí,mais pobres enquanto uns poucos malandros mais ricos do que nunca.
    No documentário – Tiros em Columbine- de Michel Moore ,se tenta explicar a violência demente da sociedade yanquee,por uma teoría interessante,—O domínio das massas pelo MEDO–.
    Outros como este post do link abaixo ,assim como outros semelhantes ,explicam em parte a “nova pandemía que destruirá a humanidade”,quem sabe só a estão usando para ocultar a pre-anunciada crise económica que acontecería neste ano??

    http://kontrainfo.com/el-ne

    QUAL SERÁ O PRÓXIMO VIRUS QUE “ACABARÁ” COM A HUMANIDADE ????

  3. Se o brasileiro depender do novo sistema de saúde do Bozó, totalmente fascistalizado e burrificado, ele está 100% ferrado.

  4. O GOVERNO TERRAPLANISTA NÃO TEM PLANO EFICIENTE DE COMBATE AO CORONAVÍRUS, BASTA LEMBRAR O QUE FOI FEITO EM BRUMADINHO, ÓLEO NAS PRAIAS, QUEIMADA NA FLORESTA E ENCHENTES EM SÃO PAULO E MINAS GERAIS. O MEDO NÃO É A GRIPE, MAS A OMISSÃO DO GOVERNO SEM PLANO DE COMBATE, ESSE É O MAIOR MEDO.

  5. Esperar competência e eficiência deste (des)governo é impossível. É apenas mais um vírus para agravar a contaminação geral que atacou nossa nação.

  6. Esta mania de que não é caso de pânico, sejamos sincero, é sim! Principalmente os grupos de riscos, idosos, imunossuprimidos e portadores de doenças crônicas.

  7. Enquanto isto, os “especialistas” insistem no negacionismo e minimização da epidemia. Vivesse eu em outro país, eu acharia impossível tanta ignorância tácita. Mas, em tempos de terraplanismo, nada mais me surpreende. O problema é que a estupidez, como o Covid-19, é altamente contagiosa. E, ao contrário do coronavirus, pode ter alta letalidade, por disseminar desinformação em uma população já desconfiada e pronta a recusar medidas essenciais de controle epidemiológico. Se o número de infectados aumentar, tal negacionismo pode acarretar a solicitação de imposição pela força de medidas de contenção. Em um momento de viés autoritário, tal necessidade pode ser muito, muito perigosa. Sabe-se como isto começa, nunca como termina.

  8. Sinceramente, achar que as festividades de carnaval com blocos com centenas de milhares de pessoas grudadas umas às outras não espalharia esse vírus feito bomba de nêutrons no país é muita ingenuidade. Aguardem as próximas semanas.

    1. Pois é….Enquanto o vírus se alastrava por aí, aqui ninguém dava bola. Era carnaval….e isso atrapalhava o turismo…Agora, como sempre, as autoridades contam com a nossa sorte…

  9. Economia
    Ladislau Dowbor em Outras Palavras

    “Thomas Piketty abriu a caixa do capitalismo moderno para constatar que no século XXI rende mais fazer aplicações financeiras do que investir na produção. E o dinheiro segue naturalmente para onde rende mais. O capitalismo do século passado, que tanto criticávamos por explorar os
    trabalhadores, pelo menos investia, produzia bens e serviços de razoável utilidade, gerava empregos e pagava impostos. O do século XXI não
    investe, não produz e sequer paga impostos. David Harvey diz corretamente que não se trata de “capital no século XXI” e sim de patrimônio, porque não retorna ao processo produtivo senão marginalmente. …A solução não está no apertar o cinto, austeridade para os que já estão
    na austeridade, mas cobrar os impostos devidos dos que ganham sem produzir, pois talvez, ao ver as suas fortunas tributadas, se interessem
    por fazer algo de útil. No essencial, o que precisamos é produzir. O empresário efetivamente produtor não precisa de discurso ideológico ou
    de “confiança”: precisa de famílias com poder de compra, para ter para quem vender, e de juros baixos para poder investir. Neste Brasil de
    grandes parasitas, ele não tem nem uma coisa nem outra.”

    https://outraspalavras.net/desigualdades-mundo/nada-se-compara-ao-parasita-brasileiro/?fbclid=IwAR0Bm4RwCaf3JFHog2gMGaAcRilEKdMuPXNmEBMaVdxIHz4XP4_75cNGDiA

  10. Será que esse aumento de casos suspeitos tem alguma coisa a ver com o final do carnaval?????

    Afinal, se tivessem muitas suspeitas no Brasil, muitos deixariam de vir para ca….

  11. A pergunta que não quer calar. Será que o Corona virus chegou aqui junto com os turistas no Carnaval?

    1. Sem dúvida!!! Dizem que o vírus já havia se manifestado na China há um bom tempo. A cadeia burocrática chinesa retardou o anúncio da contaminação da população da primeira cidade, em que se observaram os sintomas do coronavírus. Logo, grande chance do folião tenha se tornado um hospedeiro!!!

  12. A única coisa que esse governo faz é se preocupar com o Twitter e com as.milicias agindo a seu favor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.