a25ba0f02d020691809cbe79dc403604

50 mil casos novos por dia. E abre-se tudo…

48 mil novos casos de infecção pelo novo coronavírus, pico da propagação da doença, nos fazem chegar, na prática a 1,5 milhão de contaminados. As novas mortes, 1,252 em 24 horas, nos levam perto das 62 mil perdas de vidas.

E o governo de São Paulo anuncia…a reabertura dos cinemas e dos teatros!

Como não se tem medicação ou vacina, nada indica que a mortalidade entre estes novos casos vá ser muito menor do que aquela que aqui se vem registrando, salvo algum resíduo que se possa ter da curva de apredizado das equipes de intensivistas que atendem os pacientes graves. Portanto, estamos diante da perspectiva de que os 50 mil novos doentes transformem em 2 mil mortos.

Iremos a 100 mil mortes, ou bem perto disso, até o final deste mês, “e daí”?

Escrevi mais cedo que os números brasileiros eram, como o dos Estados Unidos, extremamente mais altos do que os de quase todo o planeta. Os dois países, agora, respondem por metade dos casos novos no mundo, mesmo somando menos de 7% da população do planeta.

Parece que houve uma completa deserção do bom senso, da humanidade, do respeito às vidas humanas. Inventaram classificações, do verde ao lilás, para explicar a inexplicável reabertura de tudo. Ônibus e trens circulam lotados, as filas com idosos em portas de banco aumentam e por toda a parte as máscaras, quando não vão para o queixo, saem dos narizes.

Na televisão, até os “especialistas” jogam a toalha: parece que acabou o “problema”, ainda mais que agora os “famosos” não parecem mais como vítima da doença, que está mais forte no interior e nas periferias.

Gente sem “importância”. Ou, pior, gente “inventada”, como a dos interlocutores fakes do presidente nos anúncios da Secom, recrutados nos bancos de imagem da internet.

Ninguém acredita mesmo na vida real. Nem na morte.

a25ba0f02d020691809cbe79dc403604

7 respostas

  1. Sim Brito, agora tudo está normal, como diz o governador João Dória Jr., pararam os óbitos na classe A, o resto, que somos nós, aos olhos de quem comanda, é dispensável, são só números e mão de obra barata.

  2. É um mistério o baixo número de mortos pela Covid na Índia. Com uma população imensa e um isolamento igual ou pior que o nosso. Ainda há muito a ser descoberto.

  3. É um mistério o baixo número de mortos pela Covid na Índia. Com uma população imensa e um isolamento igual ou pior que o nosso. Ainda há muito a ser descoberto.

  4. Definitivamente, o satanás do dinheiro está no comando. Deus está no Vietnã,com 100 mihões de habitantes e não houve uma única morte por Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com