Delatores de encomenda. E a Justiça aceita

É só porque o Brasil se tornou o país do impensável que não se torna um escândalo a reportagem de Consuelo Diegues, hoje, na Piauí.

É o relato, detalhado e documentado, de como a CCR – empresa do grupo Andrade Gutierrez – compra e dirige as “delações premiadas” de seus executivos.

Os mais “baratos” vão ganhar R$ 78 mil reais por mês para dizer o que a empresa quer que seja dito sobre propinas e corrupção em suas ações.

E só o que ela quer, claro que com acordo com os membros do Ministério Público:

O contrato deixa claro que há limites sobre o que os delatores vão contar aos promotores. Destaca que “o colaborador, caso seja obrigado a divulgar Assuntos Confidenciais, compromete-se a fornecer apenas a parte que é legalmente exigida e a empreender todos os esforços razoáveis para obter garantias confiáveis de que o tratamento confidencial será dado a tais Assuntos Confidenciais”. Além disso, os delatores se comprometem a “não fazer declarações públicas a quaisquer terceiros, tais como veículos de mídia e impressa, investidores e analistas de mercado, bem como a quaisquer pessoas físicas ou jurídicas (…) que sejam prejudiciais à Companhia e às sociedades pertencentes ao grupo CCR ou à reputação de seus executivos e empregados”.

Do contrário, será suspenso o bônus de R$ 78 mil mensais, durante cinco anos, que os “arrependidos” farão jus.

A delação é contratualmente dirigida e fica explícito que será segundo que a empresa quer, em suas tratativas com o Ministério Público.

São confissões, verdadeiras ou falsas nisto ou naquilo,  que serão compradas a dinheiro vivo e com contrato assinado,  e isso é homologado  por um juiz.

Não é inédito, e foi feito com o pagamento de milhões de reais aos delatores da Odebrecht.

A corrupção tornou-se aceitável no Brasil desde que seja por contrato.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. Com todo o respeito, Luis Carlos, o Respeitabilíssimo Local de Trabalho dxs Profissionais do Sexo, e de seus eventuais/recorrentes “consumidores”, não pode ser em hipótese alguma – sobremaneira em tempos de Sacros Feriados – comparados ao que ora, no Brasil, recebe a vergonhosa/covarde/traiçoeira alcunha de “(IN)JUSTÍ$$$IA”…
    Cordial Abraço!!!

    1. Concordo e peço desculpas às “mulheres de vida nada fácil”. Mas “puta” não é palavrão. Na língua portuguesa – em Portugal – puta define “pequena”. – p.ex: “quando eu era pequena… (puta).” E, no caso a que me refiro, podemos muito bem definir esses crápulas como “putos morais”. Na verdade, se eu disser o que penso dessa gente, serei acordado por um cabo e um soldado (com jipe e tudo), por ordem de um “puto” qualquer, que se acha dono do mundo.

  2. O STF e as FFAA devem prender os membros do MP e juizes que aceitou isso, ou seja, delações que criam histórias e destroem o país,. depois dos R$ 2.500.000,00 bilhões de reais já se sabe da bandidagem jurídica. Depois de destruírem o STF, serão as FFAA, espere e verão o caos. Ninguém acreditará em nada, e a nação brasileira não mais existirá. A guerra hibrida, é complexa, porém as nossas FFAA só estão buscando o poder pelo varejo interno, e o inimigo vem de fora, acordem.

    1. Prezado, permita-me afirmar que nossas FFAA são um pequeno braço do US Army. Nunca defenderam os nossos direitos e o nosso patrimônio. Apenas defendem os próprios privilégios e os interesses dos EUA. E se desconfiarem de nós, nos encherão de 80 balas. E depois dirão que foi apenas um incidente.

      1. Concordo plenamente.
        Eu não confio em quem defendeu a invasão do nosso país (v. Operação Brother Sam e agora esta notória guerra híbrida) e persegue supostos “inimigos internos”, assassinando o próprio povo.

  3. Imaginar Brito que a delação premiada advém de uma lei proposta por um governo de esquerda (PT), a Lei de Organizações Criminosas (Lei 12.850/2013). A lei define que para ser válida tem que ser voluntária e espontânea. A lava jato cansou de prender provisoriamente por longos períodos para forçar essa “espontaneidade” e usar também a ameaça de prisão dos familiares. Agora vem essa inovação da deleção “voluntária”,”espontânea” e incentivada (78 mil mensais de benefício). E ainda tem juiz para validar tudo isso. Vergonha.

    1. Como diria Chico Buarque, “malandros com contrato, com grava e capital”.
      Já a turma da Justi$$a, esses são gangsters mesmo!

  4. Inaceitável por qualquer coisa que se chame de justiça.
    Não é um escândalo por que nada mais é escândalo nos tempos atuais.
    Nada foi tão baixo. Nada tão destruidor de instituições. Nada foi tão destruidor do país,
    Nada foi tão indecente é desastroso.
    E é a causa da morte do Alan García.

  5. As PUTAS,dos puteiros mesmo,são bem mais HONESTAS,que esses SERVIÇAIS DA BURGUESIA.Desde sempre,serviçais sempre foram SERVÍS,às classes ricas.De ontem e de hoje. Aos pobres,restam-lhes O REINO DOS CÉUS.Aqueles insurgentes,dentre os POBRES,irão para o inferno.COM A GRAÇA DE DEUS.

  6. Os “delatores” não estão fazendo nada demais, apenas prestando um serviço para o qual, inclusive, há contrato com ple o conhecimento do Ministério Público e da Justiça, que os homologam. Tampouco a empresa, que apenas co tratou tais serviços.
    Ministério Público e Judiciários são os criminosos dessa história, pois, mais do que terem conhecimento, estimulam e homologam tais obscenidades.
    Promotores e juízes, portanto, deveriam ser processados e encarcerados!

  7. Seriam estes os Novos Tempos da República, cantados em prosa e verso pelo ministro barroso em seus despachos iluministas ?

  8. Esqueçam Mani Pulite, machartismo, os Processos de Moscou e mesmo Caso Dreyfus. Tudo isso é muito moderno para nossa história circular. Não há menor dúvida que a inspiração definitiva da operação Lava Jato — operação mesmo — é a Inquisição Portuguesa e seu nada Santo Ofício; os métodos, os meios, os objetivos e finalmente as consequências vão ser as mesmas: rapina, destruição e um legado de pobreza e paralisia. Precisaremos de um terremoto do tamanho do de Lisboa ou de um Pombal para por fim a seu triste legado?

  9. Triste, muito triste. Além de tudo que a justi$$$a brasileira fez (ou deixou de fazer) nos últimos anos, agora se vê documentos onde só se pode dizer isso ou aquilo e contra esse ou aquele….
    Coloca-se o processo em segredo de justiça. Proibi-se a testemunha (que é contratada!!!), de dar entrevistas, sob pena de cortar seus salário/prêmio.
    Se mesmo assim algo que não interessa vazar, algum tribunal aplica uma multa pesada ao órgão de imprensa que se atrever a divulgar (mas não é censura – é apenas uma medida excepcional para não ser usada pela propaganda comunista!!!!).
    E ainda tem idiota que continua com seus mantras: “a justiça está sendo feita” ou então “eu não voto em condenado” (o Aécio deve gargalhar dessa última).
    Vou parar de chamar esse pessoal de coxinha. Corno é muito mais adequado.

  10. O Brasil não tem a menor chance de dar certo. O país é um equívoco da história. O Demiurgo deve estar maldizendo a merda que fez há quinhentos anos.

  11. As PUTAS são ,muito mais honestas que esses ” juizes “.
    Pois elas se ASSUMEM como PUTAS.
    Essa juizada nem pra PUTA eles servem.
    PELAMORDEDEUS !!
    E nós que pagamos o salario dessa córja.

  12. brasileiro tem uma natureza do cão.. consegue sacanear tudo, nada co0segue se manter sério por muito tempo. Como diria o grande maxwell smart, o agente 86 numa situação assim: ‘se eles usassem esse talento todo para o bem e não para o mal…..’ O soda é o Moro surfando nessa levada, na crença da patuléia, ser o político com mais credibilidade, já q brasileiro tb acredita em tudo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.