Chantagem

A nota da coluna de Lauro Jardim, informando que o acoitador de Fabrício Queiroz, o advogado Frederick Wassef, estaria mandando recados de chantagem explícita ao presidente Jair Bolsonaro fala de algo que era previsível.

Wassef é mais perigoso para Bolsonaro que o próprio Queiroz.

É um espertalhão, que não quer sair destruído – como o ex-PM amigo do presidente – da história de crimes do clã presidencial.

Arrota fidelidade ao presidente, ao mesmo tempo em que se amarra a ele inseparavelmente, dizendo que tem procurações (seis!) e provas vídeos e imagens de sua intimidade com ele.

“Não dá pra negar uma história que está registrada com tantas fotos e filmes. Fora aqueles que eu tenho comigo e que ninguém nem sonha e nem imagina. Está tudo guardado a sete chaves e mesmo se a bandidagem do Rio quiser fazer busca e apreensão não vai encontrar nada”.

“Não preciso mandar recado. Se eu quiser, ligo agora no celular e ele me atende”.

Ameaça ir à televisão exibir o que diz ser o assassinato do miliciano Adriano da Nóbrega, íntimo de Queiroz e do clã bolsonarista e fazer carga contra o governador Wilson Witzel:

“Vou explodir todo mundo em rede nacional ao vivo. Poderosos políticos do Rio mandaram assassinar o Adriano. Tenho provas. Os mesmos caras que executaram o Adriano iriam executar o Fabrício Queiroz”

Não se sabe o que é mais necessário para que Wassef seja intimado a depor, porque dá notícias pública de um crime excutado (a morte de Adriano) e outro planejado (a intenção de liquidar Queiroz).

E Wassef não vai dizer que “não sabe de nada”, porque está, com arrogância, dizendo que sabe de tudo.

Jair Bolsonaro está em suas mãos e ele vai aproveitar isso.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. A omissão na comunicação de crime, em regra geral, de acordo com o Código Penal brasileiro, não constitui crime. As hipóteses previstas em lei são bastante específicas. Por incrível que pareca, Wassef tem o direito de calar-se sobre os crimes que testemunhou. Isso ele sabe muito bem porque utiliza muito na sua atuação como advogado.

    Assim, fica fácil omitir-se e utilizar de seu conhecimento sobre os crimes para fazer chantagem. Isso também abre caminho para a chamada eliminação de arquivo, quando o criminoso cuida da sua imunidade assassinando quem sabe de seus crimes. Provavelmente Wassef sabe do risco que ele corre, mas não tem alternativa. Vai jogar com isso e deve ter calculado suas chances de sobrevivência.

    A historinha que ele contou à Veja, de que protegia Queiroz porque ele corria risco de ser assassinado para jogar a culpa nos Bozos, é uma jogada para criar um álibi prévio para o presidente e sua família. Assim, fica aberta a possibilidade de envenenar-se o Queiroz na prisão, sem que isso afete os membros da famiglia. Assim, o Queirós sabe que se der um pio morrerá e que isso será jogado na conta dos inimigos do presidente. Ou seja: Wassef deu licença para que os Bozos livrem-se do Queiroz.

    Wassef e os Bozos jogam com coisas desse tipo. Até quando vão se dar bem?

    1. Encobrem uma serra, um santo, um cheirador, um paulo preto, um aloisio500k, um fgagá, um vampiro liberal …. todos corruptos amigos do PIG… tentaram colocar mais um corrupto na lista mas este não se enquadrou (não quanto a corrupção, mas com a fidelidade, pois ele prefere os milicianos…)

  2. Esse cara tem mais é que dizer, e o quanto antes, tudo que sabe. Risco de morte ele corre falando ou se calando. Que fale de uma vez tudo que puder. Pelo menos entra para a história de uma forma mais relevante do que simplesmente como o advogado de Bolsonaro que escondeu Queiroz.

    1. ‘BORA’, MATUTO VELHO!
      Qual é o espanto?
      O Judi$$$iário da promíscua e imunda casa grande nativa sempre foi um cabaré de quinta!
      O SUJO ‘mor(T)o’ &$ os TRF-4 patetas que o digam!

  3. Recado claríssimo à familícia. Políticos criminosos do RJ: dou-lhe 00,01,02,03. Quem teria matado Adriano e que também estaria armando para o Queiroz?
    Nunca na história desse país um palhaço se tornou ao mesmo tempo comandante em chefe das Fadas Aladas e das milícias aí mesmo tempo.

  4. Já foi chamado a depor sobre as acusações feitas publicamente ou nosso brioso judiciário está com medo de achar o que não quer achar?

  5. Fernando Brito, Acabou, acabou a mamata. Será que relação angelical não é mamata. Empresa da ex-mulher de WASSEF
    (Advogado do Presidente) obteve aditivos milionários do Governo Bolsonaro. E DAÍ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.