Moro em baixa

Taís Oyama, no UOL, mostra uma contabilidade decrescente das menções a Sergio Moro no Twitter, segundo levantamento de uma empresa especializada nestas medições.

Moro, claro, ostentou alto número de menções durante e logo após sua saída do governo (e isso não quer dizer que fossem só positivas). Mas rapidamente minguou e segue minguando.

Foram 604 mil quando deixou o governo; depois, 434 mil em junho; caíram a um quarto disso no mês seguinte e, em junho, pelo andar da carruagem, à metade de junho.

É possível que Moro volte a ser assunto se o Supremo, finalmente, colocar em julgamento a sua suspeição no caso Lula mas, se o resultado for o que se impõe, tamanho o acúmulo de ilegalidades na sua ação, só irá afundar-se mais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email