Parentes de ex de Bolsonaro sacaram R$ 500 4.924 vezes

O uso de parentes da ex-mulher de Jair Bolsonaro para abastecer as contas de seu filho agora senador, Flávio, é algo que se tornou tão evidente que nem a velhinha de Taubaté – personagem de Luís Fernando que era “a última pessoa no Brasil que ainda acreditava no Governo – poderia crer que não houve uma indústria de coleta de dinheiro em favor do “01” e/ou de sua família.

Dos R$ 2,64 milhões recebidos por parentes de Ana Cristina Valle, moradores de Resende que “trabalharam” no gabinete do então deputado estadual na Assembleia – a duas horas e meia de carro da Assembleia – em diversos períodos entre 2007 e 2018, R$ 2,147 milhões foram sacados na boca do caixa, em retiradas de R$ 500 reais por vez.

Foram 4.294 saques de R$ 500, que representaram 82% de todos os valores recebidos por eles, realizados regularmente.

De farto, ninguém mais adequado que os Bolsonaro para resgatarem “os valores da família”.

Enquanto as evidências queimam, o processo das rachadinhas, quase dois anos depois de iniciado, continua na geladeira.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *