971 casos, 30 mortes: coronavírus ganha força nos EUA

Ainda devem aumentar, porque o horário nos EUA é atrasado em relação ao nosso, mas os números de pessoas contagiadas entre os norte-americanos passaram a um nível preocupante.

Foram 267 novos casos, elevando a 971 pessoas a quantidade atingida pelo coronavírus. Já são 30 mortes, quatro delas nas últimas 24 horas.

Joe Biden e Bernie Sanders cancelaram seus eventos de campanha para as primárias do estado de Ohio.

Enquanto Donald Trump diz que os efeitos que tem de ser combatidos são os econômicos, cada vez fica mais preocupante que as dimensões humanas sejam imensas.

Os epidemiologistas estão advertindo que estamos – o mundo – muito longe do pico. Muitos deles estimando internações na casa dos milhões.

É cedo para previsões responsáveis, mas não custa lembrar que, nos primeiros dias de janeiro, a China tinha 40 casos de infecção por coronavírus; no final do mês, 3 mil e chegou a março com mais de 80 mil, ainda que as brutais medidas de contenção que adotou tenham conseguido manter certo nível de controle fora da região de Hubei, epicentro do problema.

O sistema de saúde pública dos EUA é muito precário e só hoje foi celebrado um acordo para que os seguros de saúde cubram os testes de coronavírus na rede (quase que totalmente) privada, o que prejudica a detecção precoce.

Aqui, já passou da hora de se investir num plano gerido pelo governo federal para treinar integrantes das unidades básicas de saúde. Num ano eleitoral, é muito otimismo esperar que os municípios tomem esta iniciativa e invistam em capacitação.

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

  1. E nesse compasso de espera o verão vai terminando e se aproxima o período outono/inverno. Otimismo à parte, os casos vão aumentando.

  2. Na semana passada vazou uma apresentação de um dos maiores epidemiologistas americanos (James Lawler, da Universidade de Nebraska) em que este presenta um cenário com 96 milhões de infectados, 4,8 milhões de internações hospitalares e destes, 10% resultando em óbito (480 mil).
    https://www.businessinsider.com/presentation-how-hospitals-are-preparing-for-us-coronavirus-outbreak-2020-3?r=AU&IR=T
    Um cenário catastrófico e que pode vir a ser ainda pior em função dos muitos erros cometidos por trump e seus auxiliares ineptos.
    https://www.politico.com/news/2020/03/06/coronavirus-testing-failure-123166
    Hoje o governador de Nova Iorque (Andrew Cuomo) decretou quarentena por 2 semanas numa área com raio de uma milha (1,61 Km) no subúrbio de New Rochelle (da cidade de Nova Iorque)
    Um exemplo do fiasco criminoso: ouvi na rádio pública hoje que num asilo em Kirkland (próximo a Seattle) onde já ocorreram várias mortes, ainda há 55 idosos. Destes, 35 foram testados e 31 tiveram resultado positivo para o coronavirus, e apenas 1 negativo (presumo que os 3 faltantes sejam testes cujo resultado ainda não está disponível). Um terço dos funcionários do asilo estão contaminados com o virus. Num cenário destes é criminoso que 20 dos idosos ainda não tenham sido testados. E a razão para isto é que não há kits de testes em quantidades suficientes. Os governadores de Washington e da Califórnia tiveram que ir à goela de Pence (que coordena as ações do governo federal) para que autorizassem que mais instituições pudessem desenvolver e aplicar testes.
    É interessante notar que a estratégia adotada pela Coréia do Sul tem-se mostrado a mais eficiente entre os países com grande número de infectados, mesmo não tendo banido viagens. O principal elemento da estratégia foi, desde o princípio, testar em escala maior do que qualquer outro país. Igualmente importante está sendo o papel da liderança política nacional na conscientização e educação da população para enfrentar a situação. Conseguem isto em parte pela cultura do povo mas principalmente pelo respeito que tem junto à população, condição que nem trump nem bolsonaro tem.

  3. É destruição? Pois deveria ser muito bem vinda para quem tem como objetivo a destruição e o caos. Só que de uma maneira ou de outra a Morte Rubra de Edgar Allan Poe invade o castelo e surpreende os que se achavam protegidos no meio de uma festa.

  4. Moro na área rural do sertão baiano. Os melhores hospitais daqui ficam em Juazeiro/Petrolina, já que os locais servem apenas para partos e eventos básicos. Isso cobre quase todo o interior norte/nordeste, muito piorado com a saída dos cubanos. Ou seja, como dizem os italianos “sismo friti e fottiti”

  5. Moro na área rural do sertão baiano. Os melhores hospitais daqui ficam em Juazeiro/Petrolina, já que os locais servem apenas para partos e eventos básicos. Isso inclui quase todo o interior norte/nordeste, muito piorado com a saída dos cubanos. Ou seja, como dizem os italianos “sismo friti e fottiti”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.