A ‘jabalândia” de Deltan & cia no Ceará

Monica Bergamo, na Folha, põe uma cereja cearense na história da lucrativa exploração de prestígio de Deltan Dallagnol, que empresariou a Operação Lava Jato para lhe render um bom dinheiro “por fora” em palestras e eventos.

Numa quinta-feira à noite, 20 de julho de 2017, o ubíquo procurador estava em Fortaleza, ensinando aos empresários cearenses as virtudes da honestidade.

Mas como a vida não é só feita de sacrifícios, além dos “30 k” – a maneira pela qual se refere ao cachê de R$ 30 mil por cada palestra nas mensagens trocadas com Sergio Moro – Dallagnol arrancou também passagens de avião e hospedagem para sua mulher e filhos no caríssimo hotel e complexo de lazer aquático Beachpark – coisa de R$ 1 mil a diária para o resto do final de semana.

“Eu pedi pra pagarem passagens pra mim e família e estadia no Beach Park. As crianças adoraram”, disse Dallagnol. “Além disso, eles pagaram um valor significativo, perto de uns 30k [R$ 30 mil]. Fica para você avaliar.”

Uma beleza!

Deltan deve ter gostado, pois repetiria a dose, um ano depois, em outubro de 2018, agora às custas do plano de saúde Unimed, seção Fortaleza, palestrando sobre ““Ética e luta contra a corrupção”.

Além da ideia dada a Sérgio Moro que pegasse também o “bocão”, Dallagnol deixa nas mensagens uma cândida observação: de que o abuso não vai dar problemas:

“Não sei se você viu, mas as duas corregedorias —[do] MPF [Ministério Público Federal] e [do] CNMP [Conselho Nacional do Ministério Público]— arquivaram os questionamentos sobre minhas palestras dizendo que são plenamente regulares”.

Plenamente, Deltan, plenamente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. As duas corregedorias arquivaram ? Ahhh então tá provado. Kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Tá provado que também frequentam o Beachpark.

  2. O deslumbramento do paspalho de bochechas rosadas Dalladesbunde era visível e por isso fou com muita sede ao pote dos recursos públicos. Toda quadrilha que se preze tem um idiota e na dos togados ninguém ganha do Dallanuvens.

  3. Será que não há, sequer, um (ou uma) integrante do Ministério Público Federal que tenha o mínimo de dignidade e decência para liderar movimento nacional para que DD seja IMEDIATAMENTE afastado de qualquer atividade na “Farsa Jato” da ex República de Curitiba????

    1. Provavelmente não, a maioria deles são todos canalhas, canalhas, canalhas. Todos hone$to$ e com muito ódio de Lula, do PT e da presença de pobres nos aeroportos.

      1. Pois é, fazem parte da classe média alta com sonho de ser milionário com patrimônio acima dos 100 milhões ou bilionários. Vão se juntando em clubes pequenos e fechados e qualquer ascensão social de pessoas mais pobres é considerada uma ameaça.
        Em Fortaleza, as famílias de classe média alta, iam na igreja na missa levando as babás para cuidarem das crianças, devidamente uniformizadas, umas três ou quatro. Na época do PT isso não era mais possível. Imagine o ódio das madames.
        Estamos vivendo numa sociedade que não superou a escravidão e sempre quer voltar a esse passado. Veja o Benjamim Streinbuck, amigo do Ciro, querer que o trabalhador só tenha 15 min de almoço.

    2. Na ativa só identifiquei uns sete até agora pelas reportagens e mesmo assim estão pisando em ovos para fazer algo contra esse pessoal de Curitiba.

  4. eles estavam muito seguros
    se achando acima do bem e do mal – verdadeiros paladinos da corrupção

    1. Os koshas se contentam com esses aí. Nós temos os gigantes da honestidade ao nosso lado: lula, gleisi, dirceu, greenwald, gilmar mendes, renan, dilma, favretto, eduguim.

    2. Achavam que a proteção do deep state americano, através da CIA, NSA, departamento de estado, departamento de justiça, etc. lhes garantia impunidade.

      Pode lhes garantir proteção se fugirem para os EUA. Assim como garante proteção para o genocida ex-presidente boliviano, Gonzalo Sanchez de Lozada e garantiu ao terrorista (segundo o próprio FBI) Luis Posada Carriles, que viveu sob proteção da CIA nos EUA até a morte (no ano passado), após ter causado a explosão de um avião da Cubana de Aviación, que matou 73 pessoas, alem de vários outros atentados a bomba.

  5. Plenamente raposa cuidando do galinheiro. Plenamente! É o conluio dos canalhas, canalhas, canalhas, plenamente.

  6. Comemoração e certeza da impunidade . Ele sabe que nesses dois orgãos fiscalizadores e reguladores , faz ou fez o mesmo que ele , só com outros pequenos delitos e quem sabe grandes delitos e quem vai puni los ? . Eles mesmos ?. Como disse o general Heleno no caso Aerococa , “foi azar ” , no meu do caminho tinha um ” Hacker procurador ” .

    1. Frase de Rui Barbosa: A pior ditadura é a ditadura do poder judiciário, pois contra ela, não tem a quem recorrer.

  7. Esses canalhas estavam se lambuzando e rindo dos otários que os apoiavam achando que era para acabar com a corrupção. kkkkk. Ôpa!! tava esquecendo. CADÊ O QUEIROZ.. Cadê o dinheiro do laranjal dos Bolsonaros?. Caixa 2 não vale porque o mutrteiro da justiça já perdoou. kkkkkkkkk. Cadê os “tontos?”. kkkkk Cadê vc? kkkkk

  8. Estou aguardando as conversas que certamente aparecerão sobre os advogados das delações premiadas, quem viver verá!

  9. Daria uma bela manchete, remetendo àquele filme famoso: “destruiu a engenharia nacional e foi ao parque”, subtítulo “as crianças adoraram!!!

  10. É esse o critério legal e moral dessa gente e dos “honestos” que os apoiam, “a corregedoria tal aprovou, a instância superior confirmou”.

  11. Fernando, eu não consigo compartilhar seus post no twiter. É como se eles fossem protegidos. Em nenhum dos meus computadores consigo fazer isto. E acho tão necessário ampliar o acesso ao que você escreve! O que de fato acontece?

  12. Outro ponto importante é que Deltan insiste em indicar oportunidades financeiras para o juiz de um caso no qual ele é parte.

    E não são valores simbólicos, mas cachês de 5 a 30 mil reais. Será que o Moro aproveitou essas oportunidades?

    Follow the money!

  13. Deltan ao falar com o Moro se refere à grana da Justiça Federal como se conhecesse muito bem o cofre da mesma: “Pega aí uma bufunfa daquelas mais antigas”. Daquelas mais antigas? Por que? Porque daria menos na vista?

  14. Tá mais que provado: O capeta ajuda a fazer mas não ajuda a esconder. Não tem almoço gratis, não existe, tudo é cobrado nessa vida.Deltan e Moro a conta chega, cedo ou tarde ela chega!

  15. Parentada do “The Big River of South State” (novo nome do RS desde a inauguração do consulado inimigo em POA), timidamente começa a reconhecer a cagada de votar no Bostonauro e/ou não votar em Haddad. Agora é tarde, a naba pegou todos eles. rarrararrar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *