A “queda dos juros” no Brasil é para inglês ver

A redução na taxa para 6% ao ano levou os juros no Brasil para o menor patamar das últimas desde 1986, certo?

Se você pensar na maioria dos tomadores de crédito, a classe média que volta e meia entra no cheque especial e os que dependem do CDC, Crédito Direto ao Consumidor, a taxa de juros cobrada, paradoxalmente, é a maior da história.

322,23% ao ano. Em dinheirês: quem pegar R$ 1 mil e pagar um ano depois terá de desembolsar R$ 4.223, 23.

Coisa de achar agiota um tipo generoso.

Mas não é só a gula dos bancos, é a cumplicidade do governo, que deixou de usar os bancos oficiais como alavanca para reduzir o custo do dinheiro no mercado bancário.

Veja o que relata o Valor:

Alguns especialistas da indústria bancária ouvidos pelo Valor reconhecem, reservadamente, que o mercado pode ter aproveitado para migrar para um patamar de preço mais alto depois que a Caixa e o BB começaram a subir as suas taxas. Os dados mostram que, de forma geral, os bancos federais saíram na frente. Quando a presidente Dilma determinou a baixados juros dos bancos federais, as taxas caíram a uma mínima de 60,8% ao ano na Caixa e 80,4% ao ano no BB, em março de 2013. Desde então, subiram para, respectivamente, 298,9% ao ano e 298,5% ao ano.

Traduzindo: BB e Caixa são promotores de juros assassinos sobre os brasileiros.

Claro que, por isso, o brasileiro faz de tudo para fugir do cheque especial e do rotativo do cartão de crédito (300% ao ano, em média). Mas nem sempre consegue. E, por isso, os ganhos com os juros do cheque especial, mesmo com as suas operações representando uma ínfima parte dos empréstimos, representam 10% da receita dos bancos com juros em operações de crédito.

Chega a ser piada trágica falar que os juros caíram no Brasil.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. Plano Guedes

    “…não tem a mínima preocupação da URGÊNCIA das famílias sem renda, não se comovem com as 23.000 fábricas que fecharam nos últimos dois anos, das 270.000 lojas que enterraram sonhos de pequenos empresários, não são economistas de País, são operadores de mesa de câmbio e juros, e seu único tema é ” BRASIL VENDE TUDO”. Esse pessoal vai enterrar o futuro do Brasil.”

    https://jornalggn.com.br/artigos/o-alvara-da-manicure-e-outras-irrelevancias-do-plano-economico-inexistente-por-andre-motta-araujo/

    1. Vamos ter que ter um governo bem eficiente de esquerda no próximo período democrático, se houver, para corrigir o estrago feito por esses “quinta colunas”.
      Um governo de salvação nacional e prisão desses miseráveis que ocupam o poder.

      1. Basta não ter um governo do tipo JOSÉ CARDOSO!! Fazer nomeações que cabem constitucionalmente ao presidente. Criticam o Bolsonaro por fazer as suas nomeações. Mas é proibido fazê-las? Agora, colocar a direita nos cargos estratégicos e chamar isto de republicanismo, é muita burrice!!!! Empossar juízes para aprovar condenações CLARAMENTE INJUSTAS é desejar que o seu projeto vá para o ralo!!!!!

        Que Bolsonaro faça todas as suas nomeações que cabem ao presidente fazer. Se elas respeitarem as leis, que sejam feitas. E que o próximo governo de esquerda FAÇA TAMBÉM AS NOMEAÇÕES DE PESSOAS DE ESQUERDA PARA DAREM ANDAMENTO A UM PROJETO DE ESQUERDA!!!!!

  2. Dizem que o que deu início ao processo que levou ao golpe contra Dilma foi justamente essa política de baixar os juros dos bancos oficiais, para puxar os juros dos bancos privados para baixo.
    Gostaria imensamente que todos os coxinhas, incluindo aqueles que tomam empréstimos e financiamentos e aqueles cujos clientes necessitam de crédito para realizar transações com eles, tomassem conhecimento disso, para verem no que deu seu apoio ignorante, antidemocrático e cheio de ódio ao golpe.

    1. A esquerda não fornece a informação necessária e de forma clara sobre os juros financeiros e sua influência na economia. Repare que foi o Ciro Gomes que começou a falar diretamente sobre isto. Até então o PT (Haddad) não falava nada a respeito. É óbvio que são os juros altíssimos e a dívida financeira do Estado que prende a engrenagem da economia nacional. Já nascemos endividados. E com a venda de todas as nossas empresas para o capital financeiro internacional, remeteremos lucros para o exterior, além de manter fora do Brasil os empregos de alto nível intelectual. A esquerda não soube lidar com o duelo PÚBLICO X PRIVADO. Não tentou ao menos mostrar para a população, que uma empresa estatal inchada dá mais lucro para a economia do que uma privada enxuta, que remete o seu lucro para fora do país. A grande empresa privada apenas cria a concentração de renda do capitalista nacional, que guarda o seu dinheiro fora do nosso País, ou transforma a empresa em multinacional.

      Temos que ser críticos!!! Não podemos ser GADO DE ESQUERDA!!! Não podemos estar restritos a opinião de apenas um jornalista. As vezes me dá revolta certas reportagens da esquerda!!!

  3. Pior, ao levar os bancos públicos a elevar suas taxas de juros, o Bozo esta fazendo com que os bancoa oficiais enriqueçam a banca particular.

    1. O problema é muito maior!!! No sudeste e no sul, muitos funcionários destes bancos votaram na direita!! Só vão as ruas quando forem demitidos. E aí pedirão a nossa ajuda. Até então continuarão a apoiar tudo isto. Eles estão fazendo o jogo do capital privada. Tornarão os bancos estatais mais mercenários do que os privados. Quando o povo começar a migrar em massa para os bancos privados, o governo privatiza os estatais com o apoio da população!!!

  4. “Cutucar onças con varas curta”. Essa foi a frase que o jornalista, sociólogo e ex-porta voz presidencial André Singer utilizou en um artigo que pretendia entender e explicar o fracasso do “ensaio desenvolvimentista”, do qual a batalha contra o juros e o spread bancário foi um momento decisivo. Ao invés de viver o “sonho rooseveltiano” prometido nos despertamos em meio a um verdadeiro pesadelo neoliberal e Golpe de Estado. Hoje ssbemos que faltou apoio e não faltaram inimigos desse projeto de crescimento e desenvolvimento, mas então nós ou não os vimos ou avaliamos mal os recursos e a disposição dos nossos adversários em lutar e destruir nossos sonhos. Agora Inês é morta, nossos inimigos que entendíamos como simples adversários da arena política democrática, nos sacaram à força e estão no Governo e nós paralisados à espera que libertem Lula (os que o prenderam?), a espera de um milagre.

    1. Concordo com vc!! Mas não faltavam inimigos na direita. Não satisfeitos disto, o Lula e a Dilma colocaram mais inimigos dentro de posições chaves!!! E mantiveram inimigos em suas fileiras por anos!! Vejo o caso do Toffoli, Márcia Suplicy, Cristovan Buarque. Futuramente será o José Cardoso, que mostrará as suas garras, quando não tiver mais como se esconder.

  5. Chega logo, Outubro! Em outubro começará o processo de descontaminação das mentes escravizadas pelo bolsonarismo fedorento.

  6. QUEM MANDA NO BRASIL SÃO O SISTEMA FINANCEIRO, MANDAM NO GOVERNO, NO JUDICIÁRIO, NO CONGRESSO, E NA MÍDIA e O POVO E MASSA FÁCIL DE MANOBRA

  7. BB e CEF SEGUEM AS DIRETRIZES DO GOVERNO BOZO.
    BB cobrando até 6,1 no CDC AUTOMATICO e 9% na renegociação do cartão de crédito.
    Bancos estatais não baixam juros porque Bolsonaro e Guedes não querem.
    Tempo da Dilma mesmo com a SELIC um pouco mair se cobrada 4,5% na renegociação do cartão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *