A vergonha de um parlamento que não fala, atropela

De quinta-feira para cá, acionou-se o rolo compressor da maldade.

Não há mais divergências, não há mais negociação .

É aprovar a reforma, seja lá como for.

Nem a categoria “sagrada” dos policiais.

Muito menos os professores, que todos dizem ser a prioridade.

Vão combater os privilégios, como se os privilegiados, neste país, não tivessem acumulado patrimônio e capital que os fizesse depender de R$ 2 mil ou R$ 3 mil do INSS.

É a reforma contra os privilegiados que é apoiada pelos privilegiados…

Vão combater as aposentadorias precoces fazendo alguém ter de conseguir contribuir durante 40 anos, para não ser taxado com uma redução abrupta de sua renda modesta, com cortes cruéis em aposentadorias que pouco passam do salário mínimo.

Não é que o brasileiro não queira trabalhar e a maioria trabalha, de fato, até os 65 anos ou até mais. Mas ele perde a garantia dos proventos que lhe dão segurança e, pior, perca parte do parco ganho a que teria direito.

Nenhuma consideração sobre as dificuldades do trabalhador de maior idade, num quadro de desemprego, em seguir trabalhando formalmente e contribuir até os 40 anos para perder apenas pouco?

Não há debates, não há acordos, não há compensações.

Há a ordem unida.

De quem a ordem? Do mercado, do capital, daqueles que retiram do Orçamento público, em um ano, metade do trilhão tão desejado por Paulo Guedes.

Gente que nunca disse a seus eleitores que lhe tiraria os direitos de aposentadoria e que, como no impeachment de Dilma Rousseff, imbecis gritam que é “pelas crianças, pelos meus netos”.

Qual! É por eles próprios, pelas polpudas verbas com que, descaradamente, querem se eleger com pequenas obras em municípios do interior, que são nada perto do que deles se retira reduzindo a renda dos aposentados, dos quais dependem estas comunidades para sobreviver.

Pode-se tirar das viúvas, dos órfãos, dos que se aleijaram no trabalho, dos que adoeceram, mas não é possível tirar de quem embolsa lucros e dividendos, não é possível tirar das petroleiras que vêm sugar nosso pré-sal, não é possível tirar de quem herda milhões.

Amanhã, é certo, aprovarão a essência da reforma, que é tirar dos humildes. depois se digladiarão para tirar dela categorias que são suas bases eleitorais.

Também no Legislativo, o Brasil é governado por gente canalha, que tem desprezo pelo seu povo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. Eu nunca duvidei de que a reforma fosse se aprovada. E cá entre nós, se o legislativo é formado por canalhas, ele é exatamente o que o povo merece. Porque ninguém pode ser tão estúpido ao votar, sem ser punido por isto. Os brasileiros dessa vez se superaram na imbecilidade.

    1. Exato, trabalho numa secretaria de saúde e vejo muito idoso reclamando de aposentadoria, de que remédio deles não tem, mas o que escuto em quem a maioria deles votou? O bozo e asseclas, e de que o PT é a causa de tudo ruim na vida deles. Leis podem ser alteradas e revertidas. Mas é bom que a escória que elegeu essa corja hoje sofra bem gostoso, e quem sabe não esteja mais nesse planeta para atrapalhar com a vida dos jovens que querem um futuro pro país.

    2. Os brasileiros são assim… sempre se superando…elegendo um congresso pior atrás do outro..

      1. Não têm educação política, não sabem processar criticamente nenhuma informação e, além do mais, só têm acesso a informações viciadas pelo dirigismo dos interesses da elite. Os coxinhas que não estão lucrando materialmente com a destruição do país, só são coxinhas porque não querem deixar de fazer parte de algumas tribos sociais que os envolvem. O cimento de união destas tribos é a fidelidade ao coxismo em diversos níveis. Os coxinhas têm pavor de serem expulsos destas tribos sociais, e se submetem àquela fidelidade sem muita discussão.

        Por trás da fidelidade tribal estão sempre as figuras de algumas pessoas que foram transformadas em ídolos, seus ídolos, os ídolos das tribos coxinhas. Como agir diante dessa realidade, para libertar os coxinhas daqueles laços tribais? Como deveremos fazer para quebrar este cimento de união das tribos coxinhas e libertar estas pessoas da doutrina que as faz serem contrárias aos interesses do seu país e delas mesmas?

        Deveremos levar a conversa com um coxinha até abordar a figura de algum ídolo seu. Depois, isolar as figuras de seus ídolos e questioná-los, um por um. Deveremos discutir com o coxinha sobre as pessoas de seus ídolos, e não sobre temas abstratos. Em princípio, não devemos deixar que elas reajam atacando nossos próprios ídolos, deixemos esta discussão para uma segunda etapa. O cimento de união das tribos sociais dos coxinhas é composto principalmente da idolatria a meia dúzia de figuras. A falha de caráter e os crimes de cada uma delas deve ser exposto detalhadamente, usando informações comuns que são acessíveis aos próprios coxinhas, de modo a rachar com aquela idolatria. Depois dessa rachadura no cimento, virá naturalmente a desobrigação de fidelidade que o coxinha tinha para com os preceitos tribais. E virá, consequente, a dispersão da tribo, que já não conta com nenhum cimento de união. Com a dispersão tribal, virá a possibilidade de seus membros de se libertarem ao procurarem descer sem medo à profundidade dos fatos. Só poderemos desfazer as tribos sociais de coxinhas se acabarmos com seu cimento de união tribal, que é a figura de seus ídolos. Desmascarando-os e dessacralizando-os, libertaremos os coxinhas.

  2. Também pudera; é só ver a quantidade de figuras desqualificadas e de picaretas pastores de mil seitas que sugam dos pobres não só seus parcos dízimos, como seus votos, para se tornarem deputados e senadores. O resultado é isso que estamos vendo. E infelizmente ainda vamos ver coisas piores. E tudo vai continuar nessa escalada. O Paulo Guedes já disse nos States que vai vendar até o Palácio da Alvorada. E o povo imbecilizado como está, não faz nada.

  3. CAMBADA DE FILHOS DA PUTA !
    QUE SE FODAM TODOS OS QUE VOTARAM NO BOLSOBOSTA E SUA CAMARILHA !

  4. TUDO E CULPA DA ESQUERDA, CADE AS CENTRAIS SINDICAIS?. CADE OS DEPUTADOS E SENADORES? PORQUE NÃO SE JUNTARAM TODOS E IAM (ainda ha tempo faça isso antes de ir ao senado) ATÉ A CADA EMISSORA DE TELEVISÃO para FAZER PRESSÃO, E EXIGIR QUE TIVESSEM O DIREITO em que OS DOIS LADOS APRESENTAR AS VERSÕES SOBRE A REALDADE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA, PORQUE O POVO SO OUVIU UM L ADO, PODE PERGUNTAR PARA QUALQUER UM QUE DIZ SER A FAVOR DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUE ELE NÃO SABE NADA, NEM DA SUA PRÓPRIA SITUAÇÃO.

  5. eu vivi o suficiente para ver. o povo nas ruas está pedindo pra se ferrar. acreditam piamente que a pobreza, vai fazer melhorar.

  6. O que esta faltando para a esquerda e para as centrais sindicais e inteligência, criatividade, vejam vocês, os meios de comunicação desde o governo MICHEL TEMER vem divulgado somente uma versão sobre a reforma da previdência, a favor da propostas, dizendo ser a única alternativa, quando na verdade e mentira, o povo não sabe a outra versão, isso e um crime grave que alias deveria os deputados e senadores interpelar os médios de comunicação, ja que são concessões publicas e como tal devem ter atitude imparciais, e qual a medida a ser tomada? Juntassem todos os deputados e senadores e se dirigissem a cada uma emissora de TV e exigisse espaço para falar a outra versão sobre a reforma da previdência, o povo hoje esta manipulado esta acreditando que e necessária, e aquela velha máxima a mentira De tanto se repetir uma mentira, ela acaba se transformando em verdade.” POR FAVOR DEPUTADO LEVE ISSO AO PLENARIO CONCLAME AO COLEGAS, ACHO QUE VOCES VÃO FAZER A DIFERENÇA E REVERTER O JOGO.

  7. Se é tão boa, os militares e o judiciário, por uma questão de coerência e patriotismo, deveriam estar com bandeiras desfraldadas e à frente. Bando de hienas sem rabo.

  8. É pouco para o povo covarde que mora nesse país. É pouco ainda, que venham mais ataques aos direitos básicos, que se privatize a saúde, a educação, tudo, e nem vou falar que quem sabe assim esse povo acorde, porque nunca vai acordar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.