Ainda os “chapados”: a redoma dos juízes

A natural irritação, ontem, diante da insensibilidade do Poder Judiciário de”empurrar”, em fim de governo, um aumento “para os seus” fez-me deixar de tratar, com clareza, do que considero mais importante para a crise de legitimidade que enfrentam aqueles que, numa situação de normalidade, deveriam ser mediadores dos conflitos da sociedade.

Pois é isso, afinal, o mais grave elemento da desmoralização de nossa Justiça, não os privilégios – que, afinal, sempre tiveram – que gozam diante da imensa maioria do povo brasileiro.

Afinal, a Justiça, a partir de Sérgio Moro, passou a adonar-se evidentemente das decisões políticas da população, como uma espécie de partido político que não necessita de votos para exercer o mando, eis que sua autoridade vem do cargo que ocupam sem legitimidade política – o concurso, afinal, é apenas a legitimidade técnica e olhem lá se nem isso – e que continuarão a ocupar pelo resto de suas confortáveis vidas.

Ao lado do Ministério Público, instituição que lhe é paralela em tudo, inclusive – e mais ainda – no autoritarismo e nos privilégios, assumiu um evidente protagonismo e a pretensão de exercer o mando sobre as leis e as escolhas do país, num maniqueísmo primário dos “bons” contra os “maus”, território onde habitam políticos, partidos, governantes e todos aqueles que, ao contrário deles, dependem da legitimação popular para existir.

O caso das mordomias abjetas – como o auxílio-moradia e os “n” penduricalhos de que desfrutam – e, agora (como sempre) um reajuste absolutamente fora de hora apenas revelam – e revoltam-nos com isso – o fato é  que estamos sendo governados por sujeitos que vivem em uma redoma, que não sentem e não passam pelas dificuldades de 99% dos brasileiros.

Não é à toa que o país está entregue à selvageria. Afinal, o que esperar de uma sociedade onde se afirma o poder autoritário de uma casta, casta que os olhos do povo, não sem razão, passam a ver como a vê-la como uma corporação de nababos.

E cada vez mais ferozes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. Nenhum magistrado brasileiro tem a coragem de bradar em alto e bom som no exterior: “sou magistrado brasileiro”. Tomaria uma vaia monstruosa, viraria atração turística do mais baixo nível. Nem no Brasil, aqui na terra onde tudo pode, eles tem coragem de assumirem que são “magistrados” publicamente. Experimentem afirmarem isso numa fila de banco, supermercado, numa livraria………Façam essa experiência, digníssimos………

    1. Como não, se vivem dando carteiraços, para garantirem mais privilégios, além dos que já desfrutam, nem que seja no grito. E, também para fugir das responsabilidades quando infringem leis, que se aplicam a todos os outros mortais, menos as suas divindades. Quando não mandam prender de ofício a quem está trabalhando e se opôs as suas pretensões autoritárias.

    2. Precisam de sala exclusiva em aeroporto. Por soberba e por necessidade de não serem hostilizados, haja vista que fizeram por merecer ofensas verbais. Se tivessem seguido a Lei Maior, sem querer aparecer na mídia, não precisariam disso tudo. Como não têm a menor humildade, merecem viver com (perdão da palavra) “cu na mão”.

    3. Eles não terão coragem, meu caro Paulo Roberto. Sérgio Moro, esse sumo podre de umas elite procaz, sujeito primário, melado por falcatruas e ações obscuras, jogou nosso país nessa desgraça que é hoje. É possível que milhões de brasileiros que pensam como nós pensamos, em futuro próximo, tomaremos nosso destino à mão, e, religiosamente, pagaremos a eles o salário a que fazem jus.

  2. Sei que a descriminalização do aborto é um tema que a maioria dos progressistas apoiam, mas fica a questão: Estará o STF legislando?

    Caso afirmativo, abre-se mais um perigoso precedente – e nenhuma causa, por mais nobre ou simpática que seja, deve ser “legislada” no judiciário.

    1. Infelizmente, Guanabara, esse “ativismo legislativo” do STF vem ocorrendo já há alguns anos, mas, como as causas são “simpáticas”, a maioria não está se dando conta do perigo que isso representa. O objetivo final é dispensar os congressistas (bem ou mal, eleitos pelo povo) e entregar o poder a “meia dúzia de iluminados” que não receberam um voto sequer.

  3. GRANDES HIPÓCRITAS DA NAÇÃO GOLPISTA.

    (Luis Nassif) “Entrou-se definitivamente no reino da hipocrisia, que marca a última etapa da transição.
    No Supremo, bravos Ministros votam em defesa da Constituição, desde que haja garantia de maioria para o votos em favor do golpe.
    Esse mesmo jogo de cena se dá nos inquéritos da Procuradoria Geral da República.
    O caso da conta de Aécio Neves em Liechtenstein está na PGR desde 2010. Mesmo com a lista da Odebrecht, com a delação detalhada de como recebia as propinas de Furnas, o então PGR Rodrigo Janot recomendou o arquivamento da denúncia, enquanto investida destemidamente contra Lindbergh Farias e Gleisi Hoffmann…
    Esse jogo de cena é mantido pela Associação Nacional pela Hipocrisia, um órgão supra-institucional que se garante pela máxima “sou, mas quem não é?”.”

    https://jornalggn.com.br/noticia/as-figuras-referenciais-no-reino-da-hipocrisia-por-luis-nassif

  4. Vivemos algo parecido ao que a França pré-revolução do século 18 ou ao que a Rússia vivia também antes da revolução. Estado divorciou-se de Nação. Não vai terminar bem.

  5. ALCKMIN – 12 ANOS GOVERNANDO SP.

    “O estado também cometeu ações ilegais nesse período. Em 2012, houve muitas execuções realizadas por policiais de pessoas ligadas ao PCC. Ao mesmo tempo que é conveniente, [o PCC] é uma pedra no sapato. São Paulo nunca conseguiu lidar de maneira adequada, afinal houve um fortalecimento do crime. Não é que alguém fala ‘vamos manter o PCC’. Há um negócio que ocorre em época eleitoral. Imagino que o governador fale para o secretário da Administração Penitenciária: ‘ó, não quero problema, hein?!’. São essas conveniências, politicamente falando, em termos eleitorais, que acabam de fato fazendo com que o PCC seja conveniente em São Paulo, porque produz fenômeno de pacificação, enquanto em outros estados o cenário é completamente diferente.”

    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/08/09/pcc-e-conveniente-em-sp-porque-produz-pacificacao-dizem-autores-de-livro-sobre-faccao-criminosa.htm

  6. Jornalismo investigativo: seria oportuno fazer uma comparação entre o nosso Judiciário e o de outros países; para ser isento poderia ser comparado com EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Rússia, Suécia, Canadá, México, Argentina, África do Sul, Nigéria, Irã, Turquia, Egito, China, Índia,Japão, Coreia do Sul, Austrália.
    Uma tabelinha mostrando salários, bônus, férias anuais, ajudas de custo, critérios de nomeação, tempo de carreira para cada instância, critérios de desempenho, enfim, uma base comparativa para ver como é nossa casta jurídica em relação a outros países. Temo que numa classificação de desempenho e dos outros quesitos ficaríamos muito mal haja vista o que tem ocorrido aqui desde sempre e de forma mais escancarada e contundente de 4 anos para cá. Querer aumento de salário agora é debochar da população; hoje o salário do Ministro do STF equivale a aproximadamente 40 SM; fora os vários penduricalhos divulgados que eleva a equivalência para algo em torno de 60 SM. É pouco??

  7. E o país com um preso político: LULA. Logo o enorme LULA. E 60 milhões de votos impedidos de votar no LULA. E uma sentença que por si só inocenta totalmente o acusado. E 80% dos brasileiros sabe que é uma condenação farsesca.
    E passam de o salário por serviços não prestados para …
    Que moral têm?
    Vamos avaliar a carmen que encera, acaba mesmo, seu mandato: levando em conta que ela é adulta, do norte de minas e conterrânea do grande Darcy Ribeiro, indicada pelo excelente Itamar Franco,, nomeada pelo próprio LULA, é mulher (o que vai a seu favor), etc, etc…… a avaliação é PÉSSIMA, com viés de não poderia ser pior.

  8. A Monarquio Judicial que se apossou do poder no pós golpe, pra desespero e crítica, inclusive daqueles que lhes deram musculatura além do constitucional, Globo e grande mídia à frente, enxerga o Brasil através de seus próprios umbigos, devidamente protegidos pela nababesca toga preta. #JustiçaVergonhaNacional

  9. Sempre foram nababos. Além de analfabetos políticos. Sua aspiração atual é falar na Globo.

  10. Muita coisa precisa ser passada a limpo, para que de fato desfrutemos de um governo democrático ( em todas as esferas do poder ) .

  11. Estes salários e privilégios ao judiciário é um fenômeno que está se reproduzindo em muitos países como forma de salvaguardar legalmente os desmandos do neoliberalismo econômico e da exploração dos homens e das nações. De forma exponencial e totalmente descabida, aqui no Brasil é a paga que o golpe está dando para legitimar-se juridicamente. A vara (de porcos) foi cevada justamente para aquietar-se gostosamente nadando em dinheiro e prestígio para deixar a bandidagem e a roubalheira da política e da exploração capitalista pilhar o Brasil e seu povo. O Carlos diz aí mais abaixo que o estado divorciou-se do povo. Tem toda razão. É isso mesmo o que está acontecendo sob o patrocínio da lei e da constituição usurpada pelo legislativo e sua quadrilha. E nenhum, absolutamente nenhum dos candidatos em nenhum momento sequer toca no assunto. Tudo isto vai ficar do mesmo tamanho seja lá quem ganhar as eleições. Não esperem que são sebastião vai resolver este problema, não.

  12. São onze deuses e seus servidores que somente servem a seus próprios interesses.
    Para que serve o STF? Para perseguir cidadãos? Para julgar de acordo com suas preferências? O POVO está vendo e sentindo o que fazem essas pessoas. Quando houver reação que não reclamem..

  13. Essa gente arrogante, atrevida, egoísta, desumana, irresponsável, incoerente, despreparada, velhaca, mau-caráter e maus brasileiros, responsável pelo acerto do cumprimento de nossas leis, precisa ser totalmente exonerada se quisermos um país minimamente sério. Não existe outra forma !
    Exploradores de um pobre povo miserável que, quando encontra trabalho, ganha um salário de fome, não têm um pingo de decência, são verdadeiros gigolôs de seus irmãos menos privilegiados.
    São tudo aquilo de mais desprezível que se possa imaginar num ser humano.
    Isso precisa acabar!

  14. Nossa justiça é vergonha nacional e internacional. Queiram ou não! E o Gilmar acaba de provar isso. Será que é a esquerda que tem bandido de estimação? Ou é a justiça que vem transformando, sem provas, homens em bandidos prediletos?

  15. É um deboche e um acinte inominável o tal aumento de 16,3% nos vencimentos dessa casta de parasitas. Mas essa Bastilha de privilegiados monstruosos um dia cairá seja por bem ou por mal!

  16. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando:

    O Brasil surreal…

    .:.
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
    :: ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
    ::

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.