Alckmin firma-se candidato, mas Doria mantém a ambição

laertetopavoto

No final da análise que faz Raimundo Costa, no Valor Econômico, sobre as dificuldades ainda postas no caminho de Geraldo Alckmin do barulho, aparentemente inócuo , que faz contra ele o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, com um pré-candidatura inviável, a informação que chama de fato a atenção:

 Virgílio pode ser apenas a ponta de algo maior. O prefeito João Doria, por exemplo, não deve ser considerado fora do páreo. Há uma pesquisa gigante em campo para “levantar Doria” aparentemente encomendada no sistema financeiro. Ele está muito bem na foto, segundo uma preliminar.

Como não há pesquisa alguma a indicar isso, trata-se possivelmente de picaretagem publicitária, como outras, que dão até um terço dos votos a Jair Bolsonaro.

Mas indica que as ambições permanecem.

E que Alckmin precisa exibir alguma musculatura, rápido, para atrair apoios, numa arrancada que não é muito lá de seu feitio.

Se entrar em 2018 com a anemia de intenções de voto, será inevitável que recomecem a “inventar” candidaturas.

Providencie-se, pois, as pesquisas com  resultados “adequados”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Picolé de Chuchu é tudo que sobrou para a direita. Aquele brucutu que está há trinta anos no congresso mamando dinheiro público e cujo único feito foi ter colocado os filhos na política para também mamarem nas tetas do contribuinte não vai chegar a lugar algum quando começar a abrir a boca durante a campanha. Picolé de Chuchu tem aquela carinha de sacristão e o aparelho da direita no estado e na mídia vai esconder todos os mal feitos dele e do psdb. Muito otário vai engolir. Se doria continuar enchendo o saco, a mídia e até o judiciário já tem munição para aplicar-lhe um cala boca.

  2. Fernando Brito só comenta sobre candidatos do neoliberalismo. Lula, Huck, Bolsonaro, Alckmin…

    Nada sobre Ciro Gomes ou Chico Alencar.

    1. incrível semelhança entre extremos, agora além da escória fascista do mbl/rl que visita a página diariamente, temos a ilustre figura do “purismo” psolistas aqui. E o mais gracioso é ver suas cobranças aqui. Incrível coincidência entre a militância histérica e histrionica de um e outro lado extremo do espectro político. Sinto uma incrível semelhança entre o neo-udenismo de direita e de esquerda. Mas posso estar errado. Tem muita gente boa no psol, mas tem cada oportunista, cada falso moralista que é de chorar.

    2. como se Ciro Gomes e Chico Alencar não fossem candidatos do neoliberalismo….

      Quer candidato não pró status quo? Vá à extrema esquerda: Rui Costa Pimenta, Zé Maria…

  3. O leitor Carlos foi sucinto e certeiro na análise. O “santo”, o falso beato, o insosso picolé-de-chuchu é o que restou à direita oligárquica, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista. O prefake João Dólar, por mais que tenha apoio da turma da bufunfa e de parcela do PIG/PPV, já está sendo frito em óleo quente pelas víboras que habitam o ninho tucano; além do “santo”, João Dólar está em processo de fritura pela outra ala do tucanato, comandada pelo “JS-tarja preta”. Vingança é prato que se come frio e as velhas aves de rapina não permitirão ao falso novato, ao traidor, ao prefake de São Paulo que consolide o apunhalamento ao criador e às outras “putas velhas” da legenda capitaneada por FHC. João Dólar é fogo fátuo, cujo brilho já atingiu o ápice e a queda rápida é inevitável.

    Além de Arthur Virgílio, que Fernando Brito considera inviável, há figuras como Marconi Perillo, Tasso Jereissati e mesmo Ronaldo Caiado, todos eles “macacos velhos” da real politik. Mesmo morto do ponto de vista eleitoral, Aécio Cunha pode mover a máquina partidária em favor de qualquer um desses, sobretudo levando em conta a hostilidade mal disfarçada entre ele e os tucanos paulistas. Essa briga no ninho tucano tende a enfraquecer a direita. Por mais que Tasso Jereissatti, Marconi Perillo, o enlameado Aécio Cunha, o vampiro “JS-tarja” preta e o “santo” tentem colocar panos quentes, simulando uma união do partido em torno do atual governador de SP, as conspirações internas são fàcilmente perceptíveis. O desespero das ORCRIMs midiáticas, judiciárias e das oligarquias decorre exatamente dessa ruína da direita.

  4. Eu quero é ver o Brasil pegar fogo.
    Eu quero é ver os trouxinhas se ferrando de verde e amarelo. Eu quero é ver os trouxinhas pegando metrô lotado, busão lotado, enfrentando fila de SUS e que todos se fodam , porque nós trabalhadores já estamos a muito tempo.

  5. Alckmin diz que sob seu comando o psdb desembarca do governo, conversa mole do chuchu que é bem seu estilo, quem não lembra dele que sempre foi a favor da privatização, vestir a camisa da Petrobras e agora que seu partido se aliou a Temer não deu nenhuma declaração contra a privatização. Esse chuchu é falso, mentiroso e covarde.
    Esse bloqueio dos bens do Lula é uma aberração, soa como golpe de uma justiça apodrecida, enquanto Gedel amigo do Temer está lá com malas abertas abarrotada de dinheiro, e Temer não é questionado, o dinheiro do Lula e sua família é apreendido sem que haja nenhum ilicito comprovado pelo Moro, é o fim da picada, que justiça safada desse país.

    1. Renato, ele é fraco…nada tem a mostrar ..só engana os otários de SP…………….Agora, para tentar ludibriar os Nordestinos, está prometendo fazer a Transposição do Rio Tocantins para o São Francisco…..será desmascarado …depois de ganhar universidades, Escolas Técnicas , Campis universitários, Pós Graduações,…não cairemos nessa conversa mole desse xuxu sem graça…
      OBS : No Nordeste, ele não tem chance, porque são 2 candidatos da Região ( 2 ªº Maior colégio eleitoral ) Lula e Ciro e nenhum governador orá apoiar um cara que vai desindustrializar a região…
      Ele tentou de todas as formas (inclusive judicial) extinguir a Zona franca de Manaus (AM)…agora ,achando pouco, está preconizando fechar a HEMOBRÁS , empresa estatal da área de saúde em Pernambuco………Fora .xuxu azevedo !

  6. Um golpe de estado pede um regime político que democrático não pode ser. O plano parecia ser primeiro eliminar a concorrência (o PT) e depois sorrateiramente eliminar o próprio mercado (democracia) porque está mais que claro que a oligarquia plutocrática não consegue conviver com aquele “elemento perturbador” da ordem democrática: o voto. Essa minoria acredita que pode controlar mais facilmente através do Congresso Nacional, por isso, o cozido lento do “parlamentarismo de ocasião” vem sendo preparado. Mas o governo ilegítimo é o próprio elemento perturbador do golpe e do novo regime. Há um clima de desespero mudo nas hostes golpista, mas a certeza que vão usar de qualquer recurso que estiver à mão para manter seu poder ilegítimo.

  7. Realmente, o PSDB está muito mal de lideranças, o que, no fundo, é a exata expressão de um partido de vigaristas: Aécio, recém falecido, Dória, insignificante e ridículo, Alckmin, o não-fede-não-cheira, fora os outros picaretas espalhados pelo Brasil. Pobre Brasil! Pobre Povo Brasileiro!

  8. Este momento do Brasil requer um homem de convicções fortes, destemido, para presidente, ou uma mulher consciente do significado de ser esquerda. Por isso uma chapa de Ciro com Manuela, tanto um como outro de cabeça de chapa seria perfeito. O tempo do Lula, com sua tradicional postura paz e amor, que traz os corruptos, os golpistas, e canalhas dos mais diversos tipos, para seu abraço, já passou. E eu sei que essa é uma verdade que doi em muitos corações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *