Alta do petróleo aumenta pressão sobre preço dos combustíveis

O preço do petróleo no mercado internacional abriu em forte alta, hoje, entre 2 e 2,5%, dependendo do tipo de óleo.

O dólar, todos sabem, tem se mantido acima dos R$ 3,90.

Ambos variaram, para cima, cerca de 2,5%, desde o “aumenta-não aumenta”  do dia 11 de abril, data do telefonema do capitão mandando “parar tudo”,  que culminou num reajuste um pouco menor, semana passada.

O que indicaria um preço atual 5% maior do que o já autorizado, caso se vá mesmo seguir a paridade com o preço internacional.

O preço do diesel será contido, mas o da gasolina, provavelmente, não.

Mais pressão sobre a inflação do mês, para a qual as expectativas do mercado financeiro já se aproximam de 0,6%, depois dos 0,75% do mês passado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

10 respostas

  1. Ótimo ! Infelizmente nesse país de zumbis, eu torço para os preços aumentarem, mesmo sofrendo com eles. É a única forma de fazer a Zumbilândia sair do delírio de estupidez.

    1. O preço irá disparar, seja com a cotação internacional do petróleo, seja porque importamos tudo dos refinados dos isteites …

  2. Péssimo para o Brasil, péssimo para o povo brasileiro, ótimo para os compradores da Petrobrás, que lucram em qualquer situação.

  3. As grandes empresas de transporte não abastecem nos postos. Elas importam Diesel direto dos Estados Unidos. Sem as empresas não há greve. Os transportadores autônomos não têm poder e vão morrer à míngua.

    1. o lunes…hoje é segunda, lunes, seu dia ou não, vc não lembra da greve do ano passado? o governo está numa sinuca de bico…e os camioneiros estiverem decididos com uma direção minimamente representativa…podem repetir a dose…q seria mortal para o nosso grande timoneiro tropical..

  4. Os americanos estão felizes, rindo de uma orelha a outra.
    Nossa classe média capataz continua com cara de trouxa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.