Amor de Moro

Como diz o Mino Carta, até as pedras da estrada sabem que Sergio Moro cultiva ambições presidenciais.

O que não o impede de fazer – como hoje, na entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan – juras de fidelidade ao “chefe”, ainda que este não acredite nela faz tempo.

Apesar de sorridente como que venceu um “round”, foi formal nas respostas.

Dizer que “ele [Bolsonaro] se colocou como candidato à reeleição e eu, como ministro do governo, tenho que apoiá-lo [porque] não tem outra alternativa” não chega a ser, nem de longe, uma declaração de amor.

Bem como dizer que seria “interessante e natural na minha carreira” a possibilidade de que o presidente o indique para o Supremo Tribunal Federal é, a esta altura, apenas acenar que aceitaria o prêmio de consolação por não se lançar candidato.

Acabou por se autorreferenciar como fonte da “força” do governo, ao dizer que ““tem muita gente querendo enfraquecer o governo, me tirando fora (sic) do governo. E, às vezes, gerando essas intrigas”.

Intriga uma fala do presidente dizendo que estudava retalhar seu ministério e que ele, Moro, não ia gostar nem um pouco?

O jogo de cinismo entre ambos está longe de terminar.

Aguardemos o próximo capítulo do “amigo urso” quando chegar da Índia.

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

4 respostas

  1. É puro IDEALISMO,esperar-se que este governo não vá até o seu fim.Inclusive,com reais chances de REELEIÇÃO,já que esse POVINHO DE “M”,sempre escolhe os piores,com raras exceções.Gostam de apanhar,afinal,todos ou quase todos,tem como sonho maior,em suas MISERÁVEIS VIDAS,ficarem RICOS.E acreditam nisso,como CRIANÇAS RETARDADAS,creem na “CAROXINHA”,ou CAROCHINHA,não sei ao certo,como se escreve.Nem eles,O POVINHO PUXA SACO DE RICO.

  2. Antes de ir para o STF, ele precisa aprender que falar “menas” é errado, “texto” é com “X” e não “S”, “houveram” situações é errado, que “rusgas” é diferente de “rugas”, explicar o ´”conge pode VIM a ser”, que “câmEra” é uma coisa e “câmAra” é outra, que a Lava Jato não está “sobre” ataque (essa é de doer), que o Fausto Silva está HÁ 28 anos na TV e não A 28 anos e agradeço se me MANTER informado em vez de MANTIVER. Como esse cara passou no concurso para juiz? No exame da OAB foi reprovado.

  3. com base em nada. Inventam conversa fiada e pronto. O bloguesinho de quinta categoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.