Apagão, agora, é “quebra de abastecimento”

quebra

Nestes tempos estranhos, o Valor mudou o nome do que antes se chamava “apagão” para “quebra de abastecimento”, para descrever a falta de luz que atingiu ontem partes do Sul, do Sudeste e, segundo o relatório do Operador Nacional do Sistema, também do Nordeste.

Aliás, na versão do ONS, o problema foi maior, envolvendo energia gerada nas usinas de Estreito, Tucuruí e Dardanelos (MT), além de Belo Monte, como noticiado.

Desligamentos, claro, podem acontecer e é preciso esperar que os técnicos indiquem a sua causa, antes de qualquer conclusão.

Nem estou criticando o Valor, porque não vi a notícia ter destaque em outros  veículos. Mas é interessante verificar as “louçanias da linguagem” jornalística que, algum tempo atrás, chamava o bicho pelo nome de apagão e não por este neologismo.

Aprendam, portanto, quando a luz apagar, agora é “quebra de abastecimento”.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

31 respostas

  1. Neste governo sem leme é dificilimo distinguir verdade de mentiras. É uma farsa montada por parcela do judiciário, psdb, dem e o capital internacional e nacional. Está destruindo a nação social, econômica e até materialmente

    1. Capiau Venha Chupar Meu Pau

      Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
      Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
      Deu muito cu esse final de semana?
      Cadelinha vadia!

  2. Primeiro apagão do governo Dilma deixa 46 milhões sem luz no Nordeste
    Blecaute começou com falha de sistema de transmissão na Bahia e deixou oito Estados no escuro por mais de quatro horas
    Nicola Pamplona, de O Estado de S. Paulo,
    04 Fevereiro 2011 | 22h30
    Brasileiros de oito Estados do Nordeste enfrentaram transtornos na madrugada de sexta-feira por conta de uma falha no sistema de transmissão de energia, que deixou 46 milhões de pessoas sem luz. A interrupção no fornecimento começou por volta de 0h30 e provocou caos em serviços públicos e hospitais, além de paralisar as atividades do principal polo petroquímico do País, na Bahia. O governo ainda não sabe as causas do apagão.
    Ex-ministra de Minas e Energia, a presidente Dilma Rousseff determinou às autoridades do setor que tomem providências imediatas para descobrir as causas e evitar a repetição do problema. Avaliações preliminares apontam para uma falha no sistema de proteção da subestação Luiz Gonzaga, operada pela Chesf, em Pernambuco.
    Segundo a Chesf, à 0h08 de sexta-feira um equipamento chamado cartela desligou uma das linhas de transmissão que ligam a subestação Luiz Gonzaga ao município de Sobradinho (BA). Às 0h21, outras cinco linhas no mesmo trajeto também foram desligadas, provocando um efeito cascata que interrompeu o suprimento de toda a região Nordeste, com a exceção do Maranhão.
    Na segunda-feira, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) se reúne com a Chesf para discutir as causas do incidente. O objetivo é descobrir porque o equipamento foi acionado, desligando a primeira linha. A hipótese de falha humana está praticamente descartada. E não havia chuvas ou raios na região.
    NEWSLETTER
    Economia
    Receba no seu e-mail conteúdo de qualidade
    ?
    ASSINAR
    A Chesf informou que o suprimento começou a ser restabelecido às 1h10 da manhã, primeiro em Fortaleza. Natal foi a capital que ficou mais tempo no escuro: a energia só foi religada a partir das 4h10. Às 4h37, diz a empresa, todos os consumidores já recebiam eletricidade. Ao todo, 8 mil megawatts (MW) de carga foram desligados durante a noite.
    “Foi um evento considerado raro”, afirmou o superintendente de operação da Chesf, João Henrique Franklin, em nota. O governo evitou usar o termo “apagão” para definir o incidente. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, preferiu a expressão “interrupção temporária de energia”. Para a presidente da República, a palavra apagão denota falta de capacidade de gerar energia, como ocorreu durante o racionamento de 2001.
    Agora, não há falta de água nos reservatórios como em 2001, mas especialistas alegam que falta investimento em modernização e manutenção do sistema de transmissão de energia, principalmente diante do crescimento do consumo nos últimos anos – segundo a Empresa de Pesquisa Energética, a região Nordeste teve o maior crescimento de consumo entre as regiões brasileiras em 2010, de 8,8%, contra uma média nacional de 7,8%.
    Em novembro de 2009, a queda de linhas de transmissão que transportam a energia de Itaipu deixou 18 Estados sem luz. Na época, o governo atribuiu a questão ao mau tempo, mas determinou que Furnas trocasse equipamentos de proteção antigos, que teriam contribuído para aumentar a dimensão do problema.
    O ONS alegou que não teria como evitar o efeito cascata no Nordeste após a queda das cinco linhas de transmissão, que transportam energia de grandes hidrelétricas da região. Segundo o ONS, os sistemas de proteção desligaram outras linhas por causa da grande oscilação de tensão na rede local. A avaliação é que o sistema de isolamento funcionou corretamente, ao evitar interrupções de energia em outras regiões. / COLABORARAM TIAGO DÉCIMO, MÔNICA BERNARDES E RENATO ANDRADE

    1. Capiau Venha Chupar Meu Pau

      Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
      Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
      Deu muito cu esse final de semana?
      Cadelinha vadia!
      Cachorra !

    2. Você acha que alguém vai se dar ao trabalho de ler isso? Como eu disse, eu acho muito boa a participação de vocês aqui. Assim podemos ter uma boa amostra do baixíssimo nível intelectual e falta de vergonha nas caras dos fãs do bolsonaro e dos antiesquerda. Para de fazer papel ridículo! Isto aí já está virando vergonha alheia, seu tonto. Vai tirar tua mãe da zona, que é o melhor que você pode fazer.

      1. Tem toda razão, Carlos. Normalmente eu já não leria o comentário por vir assinado por um bronco. Contudo, não sei se para justificar um aumento no salário ou o próprio nome, o cara ainda faz um comentário MAIOR que o próprio post do dono do blog! E repete a dose mais abaixo!!! Aí já é caso de extrema carência afetiva.

        1. Capiau Venha Chupar Meu Pau

          Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
          Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
          Deu muito cu esse final de semana?
          Cadelinha vadia!
          Cachorra !

        1. Capiau Venha Chupar Meu Pau

          Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
          Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
          Deu muito cu esse final de semana?
          Cadelinha vadia!
          Cachorra !
          Libélula prateada

    3. Fazem sete anos, coxa. Não tem nada mais recente?

      Peter Kinsman (nome de gringo honorário que este pelego certamente fez por merecer) pode ser hoje presidente da Petrobras, responsável pelo seu desmanche e liquidação por precinhos camaradas, mas eis que a sombra do Lights-out que patrocinou quando era ministreco do seu guru FHC reemergiu no governo do seu neoguru Temer

    4. Na era FHC anos 2000 o país estava da eminência de um apagão geral. Teve até que se fazer racionamento. Não me venha com essas matérias compradas.

  3. Governo encerra apagão sem esclarecer causa
    Dilma diz que considera assunto encerrado e insistiu na versão, já contestada pelo Inpe, de que problema foi causado pelo mau tempo
    Ela negou que tenha ocorrido um apagão e afirmou, sem detalhar, que há uma tentativa deliberada de confundir a opinião pública
    SIMONE IGLESIAS
    DA SUCURSAL DE BRASÍLIA
    O governo Lula “encerrou” o assunto apagão, menos de 48 horas após o episódio que causou falta de luz em 18 Estados por ao menos três horas. A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) diz que o sistema foi “inteiramente recuperado”. “Então, para o governo, esse episódio está encerrado.”
    O ministro Edison Lobão (Minas e Energia) usou o mesmo termo para colocar uma pedra sobre o assunto: “Sobre o blecaute, está encerrado. Foi possível restaurar todo o sistema dentro de pouco tempo”.
    Pré-candidata à Presidência em 2010 e ex-ministra das Minas e Energia, Dilma rompeu o silêncio do dia seguinte ao apagão e, a pedido do presidente Lula, falou à imprensa.
    Disse que o Brasil “não está livre de blecaute” e que, para isso ocorrer, o nível de investimentos no setor elétrico teria que ser “elevadíssimo”.
    Esforçou-se para diferenciar o apagão atual dos que ocorreram no governo Fernando Henrique Cardoso (em 1999 e 2001). No governo anterior, diz ela, houve a necessidade de fazer racionamento, o que disse considerar “uma barbeiragem” e que agora não falta energia.
    “É absolutamente inequívoco que o Brasil de hoje é completamente [diferente] do Brasil que sofreu oito meses de racionamento. Nós temos energia sobrando, naquela época se tinha energia faltando.”
    Segundo Dilma, o sistema de transmissão de energia do país é “extremamente robusto” e um dos melhores do mundo.
    Ela também insistiu na versão do governo, contestada pelo próprio Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), de que o apagão foi provocado pelo mau tempo. “[Houve] situação muito forte baseada em vendaval, chuva e raios e isso teria desligado o sistema ao se proteger. A avaliação da causa é essa. Agora, se houve mais outros elementos, quem é responsável para fazer isso? É a Aneel”, afirmou. Ela disse que a agência está analisando se houve responsáveis e que, se forem detectados, eles serão punidos.
    Dilma negou que tenha ocorrido um apagão no país e afirmou, sem detalhar, que há uma tentativa deliberada de confundir a opinião pública.
    Ela, que há duas semanas afirmou, ao programa “Bom Dia, Ministro”, que não havia risco de apagão de energia, disse ontem que nunca garantiu que blecautes deixassem de ocorrer, mas que o país está livre de racionamentos.
    “Não teve [apagão]. Vocês estão confundindo duas coisas. Uma coisa é blecaute e ninguém pode prometer que num sistema de transmissão de milhares de quilômetros de rede não terá. O que prometemos é que não terá mais racionamento. Racionamento é barbeiragem”, afirmou.
    E lamentou os problemas gerados aos consumidores.
    Também disse que ainda não tem como controlar o clima. “Nós humanos temos um problema imenso. Infelizmente não controlamos chuva, vento, raio. Sempre quisemos, mas não conseguimos ainda.”
    Dilma rejeitou responder às críticas da oposição de que o setor elétrico tem deficiências. “Esse tipo de polêmica não me interessa. Não se pode politizar uma coisa tão séria para o país.”
    Texto Anterior: Saiba mais: Prefeitura tem R$ 350 milhões para a obra

    Folha 13/11/09

    1. Capiau Venha Chupar Meu Pau

      Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
      Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
      Deu muito cu esse final de semana?
      Cadelinha vadia!
      Cachorra !

    2. E aí Bronco, ainda bem que você guardou o arquivo da apagão no governo Dilma, narrado pela Folha. São ou não são canalhas ou bandidos esses jornalecos comandos por safados, crápulas e pederastas? Enquanto não se incendiar algumas oficinas onde imprimem esses lixos ou derrubar certas torres de TV, a republica do Brasil não volta à sua normalidade…

      1. OCTOBER 26, 2012 / 4:35 PM / 5 YEARS AGO
        Brazil hit by new blackout, infrastructure in spotlight
        Reuters
        RASILIA (Reuters) – A massive blackout left as many as 53 million Brazilians in the dark late Thursday and early Friday, the latest in a string of energy shortages that have raised questions about whether Brazil’s infrastructure is keeping pace with economic growth.
        Officials said a fire in a substation in the Amazon knocked out the whole electricity grid of northeastern Brazil in the region’s worst blackout since 2001. The outage lasted up to four hours in some places.
        In the city of Recife residents left without air conditioning and ventilators complained they could not sleep due to the heat and mosquitoes.
        “There was a total collapse of the northeastern grid,” acting Energy Minister Marcio Zimmermann said.
        The government has not yet established the causes of a series of recent blackouts that have undermined confidence in Brazil’s electrical system, Zimmermann said. He called the second emergency meeting in five weeks to discuss the problem.
        The power shortages have added to concerns that the South American country will not be ready to host two major global sports events, the World Cup soccer tournament in 2014 and the 2016 Olympic Games.
        The power outage, which affected 11 Brazilian states in the northern regions of the country, follows two other blackouts in as many months that affected millions of customers across the nation.
        “We are taking all the corrective and preventative measures … to minimize this type of occurrence, which is dramatic for all of us and principally for consumers,” Hermes Chipp, head of Brazil’s National Electric System Operator, told the Globo television network.
        Brazil went through a so-called “blackout crisis” in 2001 and 2002 as a drought limited the output of hydroelectric dams. In response, the government forced electricity cuts in certain regions for hours at a time, severely crimping economic growth.
        While Brazil has invested heavily in electricity generation since then, it still has a long way to go, with the country planning to build as many as 48 new hydroelectric plants by 2020 to keep up with the energy demands of rapid economic growth.
        Energy policy has been at the forefront of government efforts to boost sluggish growth in Latin America’s largest economy. Last month President Dilma Rousseff announced a major cut in electricity taxes in a bid to help boost industry and address the so-called “Brazil cost” – the mix of taxes, high interest rates, labor costs, infrastructure bottlenecks, and other issues that have caused the economy to become less competitive.
        But critics say lowering energy costs for consumers could discourage private investment needed to increase Brazil’s generating capacity. They say electricity companies have not invested enough in generation and transmission lines since they were privatized over a decade ago.

      2. Capiau Venha Chupar Meu Pau

        Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
        Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
        Deu muito cu esse final de semana?
        Cadelinha vadia!
        Cachorra !
        Libélula prateada
        Vagabunda

  4. Os golpostas estão quebrando o Brasil, já tendo feito uma bagunça dos diabos.
    Entao, por que não fazer também algumas “quebras de abastecimento”?

  5. Voltou o célebre atucanamento de nomes comuns. O Macaco Simão já deve estar de orelha e pé, novamente.

    1. Capiau Venha Chupar Meu Pau

      Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
      Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
      Deu muito cu esse final de semana?
      Cadelinha vadia!
      Cachorra !
      Libélula
      Libélula

  6. Dilma mobiliza governo e ONS para evitar novo apagão
    Por Luciana Lima – iG Brasília
    | 20/01/2015 12:04 – Atualizada às 20/01/2015 12:05
    Compartilhe
    Tamanho do texto
    Home iG
    › Último Segundo
    Presidente pediu explicações à ONS, que tem um encontro nesta terça-feira para fazer um diagnóstico da situação; ordem é afastar possibilidade de novos problemas no fornecimento por falta de estrutura na geração ou distribuição
    A presidente Dilma Rousseff mobilizou o governo para conter a repercussão negativa do apagão que atingiu 10 Estados e o Distrito Federal nesta segunda-feira (19) à tarde e fortalecer a mensagem de que não haverá falhas no fornecimento decorrentes de falta de estrutura na geração ou distribuição de energia.
    Futura Press
    Queda de energia também afeta semáforos da cidade de São Paulo nesta segunda-feira (19)
    Dilma cobrou ontem mesmo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) sobre a falha no fornecimento, quando foi informada de que se tratava de uma “falha técnica”. A presidente, segundo informou hoje o ministro de Relações Institucionais, Pepe Vargas, exigiu medidas para que outro apagão não volte a acontecer.
    “O ideal é que falhas técnicas não aconteçam. A presidente, ontem, estava cobrando do setor explicações sobre o porquê da falha técnica e, mais que explicações e justificativas, medidas para que isso não ocorra mais”, disso o ministro.

    1. Nossa senhora! É uma falta de amor próprio, é uma falta de respeito próprio que nem dá pra crer. Você é um bosta! Quando se tornar adulto, sentirá vergonha de si mesmo.

      1. Desculpe outra vez !!

        Vc ficou traumatizado em descobrir que Lula e Dilma são tão falhos quanto FHC e Temer ???

        Teve o mesmo efeito de quando descobriu que Papai Noel não existe ???

      2. Capiau Venha Chupar Meu Pau

        Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
        Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
        Deu muito cu esse final de semana?

  7. A um governo que é a cópia do FHC a imprensa reinventa o Tucanes dos anos 2000. bem ao contrario do governo do PT. Assim voltamos aos velhos tempos onde:
    Aumento de tarifas de energia > Compensação pecuniária às distribuidoras pelo déficit que enfrentam devido ao racionamento
    • Corte de energia > Redução compulsória do consumo de energia elétrica
    • Demissão voluntária > Eleição dos funcionários para não rescindir a açãocontrária de declinar a inclinação inversa para não descontinuar o emprego na
    empresa
    • Desemprego > Retracionismo na empregabilidade
    • Governar > Processo de desorientação orientada, onde procura-se fazer o maior estrago possível através de uma desorganização aparente
    Essa é a imprensa brasileira enganando coxas.

  8. E vem aí novo aumento da gasolina que já chega a 5,00. E a imprensa brasileira dirá que a tarifa de combustíveis pela primeira vez tem valores realistas salvando o país de um rombo astronômico ( embora o Brasil tenha se tornado um dos maiores exportador de petróleo ao doar o pre sal e fechar as refinarias). Estamos na ditadura comendo o pao que o diabo amassou.

  9. Quero pedir desculpas por escrever fora da pauta. Alerta ao governador baiano Rui Costa.Por obsequio, mande investigar esse incendio crimonoso acontecido com os 60(sessenta) onibus da BTU. Tecnicamente seria dificil colocar fogo em 60 onibus sem que o serviço de vigilancia da empresa não percebesse e não solicitasse ajuda do Corpo de Bombeiros da Policia Militar ou acionasse o sistema interno contra incendio da garagem.Algo cheira a sabotagem. A principio não parece ato de vandalismo.As posições de como os onibus foram colocados permitiram a propagação de um onibus passar para o outro e se propagar rapidamente. Senhor Governador, lembre que a direita joga sujo e é truculenta.Se as ausencias desses onibus afetar o sistema de integração com o metrô, evidentemente, que reflitirá na mobilidade urbana durante o carnaval.Milhões de turistas sentirão penalizados com deficiencia no fluxo de transporte e o onus será debitado à sua administração. Você já é um candidato vitorioso e o seu provável adversário é oriundo de familia cujo avô era malvadeza em pessoa.Sugestão, trate de apurar essa ocorrencia. Determine à sua secretaria de segurança publica abrir o devido inquerito policial a fim de apurar e descobrir para punir os verdadeiros malfeitores desse delito.Não durma no ponto. Já dizia o saudoso Ibrahim Sued – Olho vivo, que cavalo manco não desce escada. Aí tem o DNA do malvadinho…

    1. Capiau Venha Chupar Meu Pau

      Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
      Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
      Deu muito cu esse final de semana?
      Cadelinha vadia!
      Cachorra !
      Libélula
      Vadia

  10. b:Casuísmo, não!Ao ameaçar proibir prisão de condenados em segunda instância, STF recua ao Estado Novo e à ditadura militar7136E39E4pw-wpn_339_7732sw-wpn_339_7732José Nêumanne29 Janeiro 2018 | 19h19attachment_7735Lula ficou fora da lei com o apoio de seus dois maiores erros, Dilma e Gleisi.

    1. Capiau Venha Chupar Meu Pau Venha

      Você só escreve MERDAS, e merdas sem nexo. MERDA copiada de outra MERDA (Folha)
      Sua candidata, a Bolsonara, já tomou no CU, há muito tempo. Só você e as suas comparsas não perceberam. Vocês são um bando de idiotas comandadas por outra.
      Deu muito cu esse final de semana?
      Cadelinha vadia!
      Cachorra !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.